Resenha - O Farol do Porto da Paz

Autor : Kelly Cortez
Edição: 1
Editora: Novo Século - Novos Talentos da Literatura Brasileira
ISBN: 9788576798033
Ano: 2012
Páginas: 464

Cedido em parceria com o autor.

Toninho e sua família moram diante de um belo cenário litorâneo brasileiro: o Farol de Touros, no Rio Grande do Norte. Diante dele, a família Paiva vive momentos angustiantes e marcantes inesquecíveis para o menino doce e sonhador. Mesmo contra as aspirações do pai, que pertencia à Marinha e desejava o mesmo futuro para o filho Toninho parte do litoral nordestino para ser um grande correspondente internacional. Já formado, Tonny Paiva cobre os primeiros ataques no Iraque como um reconhecido profissional. Ao se deparar com inúmeros acontecimentos em meio à guerra, o audacioso jornalista revê seus conceitos e relembra de sua infância, o que impactará em suas atuais decisões.


O Farol do Porto da Paz conta a história de Tonny Paiva, ou Toninha se você preferir. Toninho cresceu em uma família grande, pai, mãe e três irmãos, Marta, Marcos e Alexandre, morando a beira do mar. Roberto, seu pai, um marinheiro responsável por cuidar do Farol de Touros, era um cara turrão, violento, mandão e sem nenhum pingo de educação. Roberto sempre tratou mal a mulher e os filhos, com exceção de Marta a única filha. Desde sempre Roberto criou planos para os filhos, a intenção era que Marta fosse professora, Toninho desse continuidade a sua profissão de marinheiro, que Marcos não se perdesse e que Alexandre aguentasse alguma coisa, já que é tão fraco. Mas nada disso aconteceu. Não vou comentar o que cada um se torna porque cabe a vocês conhecer melhor a história dessa família. Mas como a sinopse diz, Toninho vira um correspondente internacional, encarregado a fazer a cobertura de uma guerra.

O Livro começa pelo prólogo, nele Tonny Paiva, após ter vivido momentos inesquecíveis na guerra, começa a relembrar toda a sua história e nos contar um pouco mais de história. 

Kelly nos apresenta uma família que não é perfeita e que sabemos da existência de muitas do mesmo tipo Brasil a fora. A mãe de Toninho é praticamente humilhada todos os dias pelo marido, não consegue nem mesmo defender e proteger os filhos, situação essa que infelizmente ainda faz parte da realidade de muitas mulheres. Dona Mônica só passa a conseguir se impor quando passa a conseguir seu próprio dinheiro, é como minha avó sempre diz: "O melhor marido da mulher é o emprego". Se ficar sempre dependendo de alguém você nunca será nada.

Tonny relembra sua infância sofrida, os problemas dos irmãos e com os irmãos, sua compulsividade por comida e as atitudes desumanas do pai, que objetivando a entrada do filho na Marinha, cortou lhe a comida e o impunha exercícios físicos extremos até que o garoto enfim emagrecesse. No futuro, Tonny já formado parte rumo a maior aventura de sua vida, morar em Londres e se tornar um correspondente internacional. Mas o que ele não esperava era ter que partir para guerra, literalmente, ele agora irá contar ao mundo notícias de uma guerra. Ele também não esperava viver tudo o que viveu e nem encontrar um amor que ele nunca esperou.

Kelly nos presenteia com uma história emocionante, forte em certos pontos, mas extremamente realista. Os personagens criados são maravilhosos e Kelly conseguiu despertar todos os meus sentimentos. Ódio extremo pelo pai Roberto, uma pena de Dona Mônica, raiva/consideração por Marcos e solidariedade em relação a Marta. As cenas de guerra são maravilhosamente descritas, todos os acontecimentos são extremamente marcantes e narrativos de forma envolvente que nos prende ao livro de forma torturante, pois as algumas cenas são bem fortes e emocionantes. E quando você pensa que não vai chorar, se vê redondamente enganada.

Por fim gostaria de agradecer a Kelly pela oportunidade de conhecer essa belíssima história e recomendar a todos os leitores, gostaria muitos que vocês se jogasse nem fantástica história, totalmente diferente dos padrões. Deixe-se envolver por essa narrativa leve e gostosa da Kelly, você irá tirar boas lições de O Farol do Porto da Paz e uma coisa eu digo, você aprenderá a nunca desistir dos seus sonhos, não importa o que aconteça.








8 comentários

  1. Uau, amei a sinopse, com certeza me fez querer "devorar" este livro imediatamente como a boa leitora compulsiva que eu sou haha *-*
    Ameeei seu blog e as resenhas, estou seguindo já, amor *-*
    Beijões da Gabi <3

    http://perigosas-garotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. cara por mais q seja legal. esse história nao me chama a atenção sabe .w.
    ando mt chata pra livros ultimamente

    ResponderExcluir
  3. Gostei bastante da história do livro e tenho certeza de que iria gostar se o lesse. Pretendo fazê-lo em breve mas não tão urgentemente assim porque tenho alguns livros na frente na lista de desejados.

    ResponderExcluir
  4. Ótima resenha, Fernanda! Adorei a proposta do livro e a forma como descreveu o enredo. Me deixou com uma vontade louca de lê-lo agora mesmo.

    Abraço!
    http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Menina... qdo eu li este livro, chorei tanto! Vc não faz ideia do que ele despertou em mim. Qdo fiz a resenha para o blog, eu chorava feito uma criança.... Este livro me marcou de uma forma que não consigo encontrar nenhum ponto negativo, pra mim o livro foi perfeito, pena que eu não tive o final feliz entre pai e filho, como Roberto e Toninho.

    Adorei sua resenha, chorei mais um pouquinho relembrando esta história, mesmo assim adorei!

    bjo^^

    ResponderExcluir
  6. Nunca tinha ouvido falar desse livro.. Mas depois dessa resenha, estou agora mesmo indo atrás de conseguir comprá-lo, rs.
    Adoro livros que nos ensinam algo, que servem para alguma coisa.
    Ótima resenha!
    Beijos,
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Nossa, quando eu li a sinopse eu não fiquei com vontade de ler, mas a resenha me deixou de boca aberta.
    Espero ler esse livro

    ResponderExcluir
  8. Apesar desse livro não ser de um dos meus gêneros preferidos, achei interessante. Pelo que entendi, nessa história você sente um leque enorme de sensações: Amor, ódio, pena, alegria, etc.
    Fiquei bastante curioso pra ler.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D