Resenha - Cisne

Oi oi gente! Tudo bem? Hoje estou aqui para novamente reescrever outra daquelas resenhas que sumiram do blog ;/ que chateação perder todos os meus comentários :( Mas vamos lá?

Edição: 1
Editora: Dracaena
ISBN: 9788582180372
Ano: 2012
Páginas: 832
Autora : Eleonor Hertzog

" Ninguém sabe exatamente quais são os critérios de seleção da Escola Avançada de Champ-Bleux, mas não há como discutir sua eficácia. Seus exames de ingresso não erram nunca! Entre milhares de candidatos de todos os pontos da Terra, apenas duzentos e cinquenta são escolhidos a cada semestre. E, num mundo onde ser cientista é o maior status que alguém pode desejar, a Escola Avançada de Champ-Bleux forma aqueles que são disputados a peso de ouro. Doris e Henry Melbourne são cientistas formados por Champ-Bleux. Aparentemente, são biólogos marinhos. Aparentemente, suas vidas se centram no Cisne, barco de pesquisas onde moram com os filhos. E, também aparentemente, são terráqueos... Seus filhos acreditam em todas essas aparências – ao menos por enquanto. Seguindo os passos dos pais, os jovens Melbourne fizeram os exames de ingresso para Champ-Bleux. Enquanto, cheios de expectativa, aguardam os resultados para saber se ao menos um deles entrou na Escola Avançada, veem-se envolvidos numa questão diplomática entre Terra e Tarilian, o único outro mundo habitado que os terráqueos conhecem. Inesperadamente, o futuro das relações entre os dois mundos vai ser decidido em um barco no meio do oceano! Mal sabem eles que isso é apenas o começo... Logo precisarão decidir pela Terra inteira! "


Cisne é o barco onde mora a incrível família Melbourne. Os pais, Doris e Henry Melbourne, que são biólogos marinhos formados pela Escola Avançada de Champ-Bleux e são considerados os melhores cientistas da terra, e seus oito filhos, Pam, Lis, Teo, Ted, Tim, Tom, Bob e Peggy que tem quatorze foi adotada pela família. O cisne também é utilizado pela família a caráter de pesquisa, ele é uma espécie de bio laboratório de pesquisa marinha. 

A tripulação do barco se resume a família, então somente eles são responsáveis por cuidar do barco e ajudar nas pesquisas. A família é tão ligada e unida com o mesmo objetivo que todos decidem seguir o caminho dos pais e tentar um lugar ao sol na Escola Champ-Bleux, que possui um processo de seleção extremamente rigoroso e totalmente desconhecido e questionável. Ninguém sabe quais são os critérios de seleção, só se sabe que são muito misteriosos. 

A espera dos jovens pela carta de aprovação é extremamente viciante, fiquei praticamente querendo engolir o livro em busca de respostas, me senti angustiada pensando que os mais novos não fossem ser aprovados pela pouca experiência de vida e de estudo, mas inexplicavelmente todos os filhos Melbourne são aprovados na escola. E tal fato promete muitas aventuras no livro. 

Sem dúvida a parte que mais me conquistou no livro, e tenho certeza que em todos os outros leitores, é quando a família atraca o barco na cidade de Porto Alto. Todos os habitantes da cidade passam o ano à espera dos Melbourne que chegam trazendo alegria a toda à cidade. Teatro, apostas, esperança e felicidade. Os filhos dos Melbourne são os personagens mais cativantes do livro, até o momento eu não consigo deixar de pensar nessa família maravilhosa, eles são super engraçados e amorosos, acho que é isso que eu amo tanto em família grandes, eles costumam ser muito unidos. As brincadeiras e desafios que eles inventam são totalmente apaixonantes, deliciosas de se ler. 

Eleonor também nos apresenta um mundo totalmente novo, diferente, inovador, incrível, viciante que é Tarilian, o único outro mundo habitado que os terráqueos conhecem até então, um pais super avançado em termos tecnológicos. Em Tarilian existem muitos personagens diferentes, que não vou especifica-los aqui para que vocês fiquem com a pulga atrás da orelha e corram para conferir esse maravilhoso enredo. Os Tarilianos competem a todo custo com os terráqueos, discutindo qual seria o melhor mundo para se habitar Tarilian ou a Terra. Então você pensa qual é a ligação entre os Melbourne e os Tarilianos? Claro que eu não vou contar, porque isso faz parte do enredo mágico e misterioso de Cisne, mas posso dizer que os Melbourne se envolvem em um problema diplomático entre a Terra e Tarilian e precisam ajudar a resolver esse conflito. E tudo só piora quando eles precisam abrigam em seu barco certos cidadãos Tarilianos e nem todos eles são de fato toleráveis. 

Cisne é um livro totalmente mágico. Quando você pensa em suas 800 e tantas páginas imagina que o livro possa ser maçante e repetitivo. Mas desde já digo, NÃO PENSE ISSO! Eu nunca poderia imaginar que um livro com todo esse volume pudesse me proporcionar uma leitura tão rápida e fluida. As páginas passavam em um ritmo tão frenético que quando eu dei por mim o livro já tinha chegado ao fim e eu ainda estava à procura do restante da história. Como assim Eleonor você faz isso com a gente? Livros como o seu só deveriam ser lançados junto com a continuação. E por isso digo que mal espero para ler Linhagens. 

A revisão é maravilhosamente impecável e as letras são bem confortáveis, um detalhe importante para um livro desse volume e porte. O livro além de incrível como eu frisei inúmeras vezes, é genial e nos leva a analisar e por em cheque muitas de nossas atitudes. Mas o que eu digo e repito o melhor aspecto desse livro são os personagens que a Eleonor nos apresenta. Vocês realmente precisam conhecer a mágica família Melbourne.

Separei alguns dos meus quotes preferidos


" O Cisne é uma espécie de... lugar à parte do mundo. A gente ganha coragem de ser a gente mesmo, sem máscaras, sem fingimentos, sem poses."

" Olhou o céu negro, pontilhado de estrelas sem fim. Parecia poeira luminosa. Olhou o mar, tão negro quanto o céu. Não havia limite entre céu e mar. Não havia distância naquele negrume. Não havia nada. Era como estar fora do mundo... ou nem haver mais mundo. Só o Cisne."

“Desde o dia em que cheguei à Terra, soube, senti, que havia algo que eu devia realizar deste mundo. A percepção insistiu, cresceu, me fez procurar informações e fatos, até chegar nesta teoria que agora Bryan confirmou, em nome do Segundo Protetorado. A terra é uma preciosidade. É única, e precisa ser protegida.








13 comentários

  1. Pois é, uma das coisas que e chamaram a atenção quando vi este livro pela primeira vez, foi o número de página. 800 é muita coisa. Não tenho costume de ler tantos livros grandes. Essa é a primeira resenha que eu leio sobre o livro e confesso que fiquei curioso. Acho que leria.

    ResponderExcluir
  2. O.O Eu adorei todas as resenhas que li deste livro! A sua não ficou para trás, só me deixou mais curiosa! Parabéns!!!!

    A Eleanor é uma fofa neh? São poucos os autores que dão tanto carinho aos leitores!!!!!

    bjo^^

    ResponderExcluir
  3. gostei da sua resenha, só leio criticas positivas sobre esse livro o que me anima muito <3
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Mais uma resenha positiva sobre esse livro. Tenho lido apenas coisas boas sobre ele. A história é diferente de tudo que já li e pela sua resenha pude perceber o quanto ela te envolveu e cativou. A capa está linda e os personagens parecem muito carismáticos. Parabéns pela resenha. Está rolando promoção de Métrica lá no blog caso queira conferir.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Pessoal, eu comentei na resenha deste livro, mais acho que foi excluído. Enfim, como eu havia dito, eu achei interessante a estória. Fiquei curioso para saber como a autora desenvolve essa narrativa em 800 páginas. Além de tudo, é super original a ideia que ela teve. Eu leria num momento em que eu estivesse absolutamente em paz. Encarar uma leitura dessas exige tempo e muita atenção. hahaha

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho lido muitas resenhas positivas em relação a esse livro. Confesso que quando vi que ele tinha mais de 800 páginas, me desanimei um pouco, pois, como você mesmo disse, passa a impressão de que essa quantidade enorme de páginas pode deixar a história bem monótona e cheia de encheção de linguiça. Que bom que isso não acontece aqui. Fiquei bem curioso pra ler, pois me amarro em livros com essa pegada.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  7. Esse livro é um monstro, sério! Como se já não bastasse ser enorme ainda é uma trilogia. Muita tortura gente, um livro desses me assusta u.u, mas se o livro é tão maravilhoso e genial como vc diz 800 páginas vão parecer pouco!

    ResponderExcluir
  8. Já li muitas resenhas sobre esse livro, e uma melhor que a outra!
    Confesso que a capa não me interessou muito, mas depois de tantas opiniões positivas, quero muito ler!
    Ótima resenha!
    Beijos,

    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Eu ainda com a resenha não fiquei com tanta vontade de ler o livro... Eu não fiquei envolvida pela história de que o livro se trata, isso de querer entrar para um escola, esperando a carta de aceitação... Eu não sei bem o que dizer, mas não estou com muita vontade de ler.

    ResponderExcluir
  10. Nossa, 832 páginas?! Deve ser realmente um livro muito bom para se ler bem rápido.
    Eu fiquei curiosa para conhecer a família e todo o mistério que acontece depois de os garotos serem aceitos na escola. E quero saber que seres diferente são esses que rodam a trama hahaha

    ResponderExcluir
  11. Nossa, realmente surpreendente uma avaliação tão boa...essa capa acaba com a graça do livro! E que livro gigante menina...com tantos na minha lista de leitura, vou deixar esse pra beeeeem depois...kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  12. Eu tenho o livro mas ainda não o li, lerei esse mês de Novembro.
    A quantidade de páginas me fez esperar o momento certo né, tenho que estar empolgada para ler rapidamente.
    A capa não me agrada, sinceramente =/

    ResponderExcluir
  13. wou adoreii, fiquei curiosa com esse livro cheio de paginas, deve ter muitas historia boas, empolgantes e viciantes pra nos prender

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D