Resenha - Insígnia

Edição: 1
Editora: Vergara & Riba
ISBN: 9788576835080
Ano: 2013
Páginas: 502

CEDIDO EM PARCERIA COM A V&R EDITORA

Sinopse - Insígnia: A Arma Secreta - Insígnia - Livro 01 - S. J. Kincaid

Considerado um fracassado por todos, com uma aparência pouco digna de atenção e uma vida cheia de incertezas, Tom Raines é um garoto de 14 anos que possui apenas uma habilidade – jogar videogame. Durante anos perambulou de cassino em cassino com seu pai, um jogador sem sorte, que fazia de seu vício um meio de sobrevivência e, a cada dia, iniciava uma jornada em busca de um “lar”, mesmo que isso significasse um quarto qualquer pago com um pouco de dinheiro ganho em apostas. Certo dia, ao ter seus combates virtuais monitorados por um general, Tom é convidado para integrar a elite do Exército e usar seu talento para ajudar o seu país a vencer a Terceira Guerra Mundial. Neste combate, os oponentes são empresas multinacionais e não há vítimas humanas. Sediada no sistema solar, a disputa principal é o controle sobre os direitos de mineração e recursos naturais em extinção. Os combatentes são, na verdade, máquinas controladas pela força da mente dos adolescentes, através de dispositivos implantados em seu cérebro. Tom então percebe que essa será a oportunidade de tornar-se alguém importante e conquistar sucesso, amigos e um amor de verdade

Até que enfim uma verdadeira distopia! Acho que depois de jogos Vorazes essa é melhor distopia que já li, simplesmente fantástica e inovadora. Transporta o leitor para um ambiente totalmente arrebatador e viciante.

Insígnia conta a história de Tom Raines um garoto de 14 anos, totalmente fracassado na vida, vive com o pai, um bêbado, desempregado e sem nenhuma perspectiva. A mãe se casou um ricaço da vida e meteu o pé na bunda do filho. Tom fica pulando de cassino em cassino tentando conseguir dinheiro por meio de sua única habilidade, a de jogar jogos de realidade virtual, daqueles que você coloca um aparelho tipo capacete ou sei lá o que e é transportado para um mundo totalmente diferente. Tom é um exímio campeão, e se vale de sua aparência de franzino, pequeno e aparentemente inocente para surpreender seus adversários. 

Durante um de seus jogos de RV, Tom foi monitorado por um General do Exército e convidado a participar da elite do Exército juntamente com outros jovens/adolescentes utilizando sua habilidade como jogador para ajudar seu país a vencer a Terceira Guerra mundial. O combate envolve duas "coligações" Uma que envolve EUA, India e outros países e outra que envolve Rússia, China e outros, esse embate será disputado no sistema solar e o objeto de disputa é o controle sobre a mineração e recursos naturais que nesse novo ambiente estão em extinção. A batalha se dá da seguinte forma, cada pais escolhe seus combatentes para controlarem máquinas de guerra por meio de dispositivos que são implantadas em seu cérebro. No plano atual o país que tem se saído melhor é a Rússia e seus aliados, comandados por Medusa, o melhor jogador/combatente de todos os tempos.

Tom agora mora em uma instalação do Exército, onde receberá um dispositivo especial que promoverá alterações em seu cérebro, no instituto ele terá diferentes aulas de modo a permitir que ele esteja preparado para uma futura batalha. Todos começam do princípio, recebendo o implante, passando pela fase de adaptação, aulas de programação, de defesa contra possíveis vírus, provas de combates, até que todos subam de patente. 

O jovem garoto se mostra um incrível combatente chamando atenção de muita gente, inclusive de empresas multinacionais,patrocinadoras dos combates, que não serão tão compreensivas assim com a habilidade do menino e irão como gatos atrás de ratos perseguir Tom e utilizarão de meios não honestos para alcançar seus objetivos.

Durante um exercício de rotina Tom se depara com Medusa e na medida em que ele é inserido nessa nova realidade, fica cada vez mais obcecado em descobrir a identidade de Medusa e em tentar superá-la de uma vez por todas. Será Medusa homem ou mulher? Será que é realmente invencível? Tom só terá uma chance para prova capacidade e superar o maior combatente de todos os tempos. Será que Tom é a arma secreta de seu país? 

Senhores e Senhoras quero informar que vocês devem correr até as livrarias o mais rápido possível e começar a leitura assim que chegarem em casa. Como disse em minhas palavras iniciais Insígnia é uma distopia fantástica, muito viciante. Peguei para ler e quando dei por mim já tinha terminado, o livro conta com uma narrativa bem simples, voltada realmente para o público jovem. Não espere encontrar romance no livro porque isso você não terá e realmente espero que não tenha, porque adorei o clima do jeito que esta. Os personagens foram muito bem delineados e especificados, pude imaginar perfeitamente todos os detalhes de cada um deles e já formei em minha mente um elenco perfeito para um futuro filme.

Tom sofre uma mudança louvável durante o livro, é incrível presenciar toda a sua evolução, não só em questões mentais, como também a evolução do seu físico, tão odiado por ele. E o mais curioso é que a mudança ocorre de modo gradativo e não viajante, em um passe de mágica como muitos outros livros.

Quanto a verdade sobre Medusa vou confessar que fiquei realmente surpresa, porque juro, imaginei qualquer coisa menos o final esplêndido que encontrei, totalmente assustador. Muitos personagens foram realmente especiais, não só Tom. Fiquei apaixonada por todos os seus amigos, mas principalmente por Elliot o combatente "público" do país de Tom. Elliot a princípio era insuportável cheguei até imaginar que ele fosse se tornar um grande vilão, mas novamente fui pega de surpresa por uma reviravolta maravilhosa. 

Talvez o desfecho tenha sido um pouco previsível, mas os meios para se chegar até o final não, realmente NÃO! Finalmente só tenho a dizer que estou subindo pelas paredes a espera de Vortex, a continuação dessa distopia formidável.



11 comentários

  1. Eu fui descobrir sobre esse livro quando saiu a notícia de que ele seria adaptado. De cara me apaixonei pela estória. De fato, essa é uma distopia eletrizante, espero de verdade lê-la o mais rápido possível. Notei que é um livro relativamente grosso, mais com essa estória as páginas devem passar sozinhas. Tenho uma dúvida, o protagonista não tem nenhum interesse romântico? hahaha

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia essa distopia mas achei bem parecido com Jogos Vorazes pela resenha mesmo. Ele não tem uma capa que me agradou tanto, mas sim a história dessas lutas e guerras, e ainda porque não tem romance.
    Então acho que correrei para a livraria para comprar :)

    ResponderExcluir
  3. OMG! To besta! Amo JV e fiquei mega curiosa com sua resenha! Quem diria heim, a capa e a sinopse não dão tantos detalhes assim! Amei mesmo!

    bjo^^

    ResponderExcluir
  4. Olá Ana!
    Sou apaixonada por Distopias, e essa sua resenha me deixou louca para ler mais essa!
    Parece ser uma história realmente perfeita, e que prende muito!
    Ótima resenha :)
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adoro livros desses que quando pensamos que vai acontecer de um jeito a autora nos faz ficar boquiabertas com uma coisa totalmente diferente e que dá muito certo!
    Fiquei com bastante vontade de conhecer a história.

    ResponderExcluir
  6. Eu simplesmente adoro distopias. E, "Jogos Vorazes" para mim é a melhor de todas. E se essa chegou a desbancar as outras e ficar em segundo lugar na sua preferência, já mostra o quão boa ela é.
    Achei muito massa essa história. As personagens me parecem ser bem interessantes mesmo. O que é legal aqui é que, mesmo o final sendo previsível, todo o caminho até chegar a ele não foi.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  7. Oiee

    Adoro distopias e quero muito ler ese livro vi muitos comentários falando bem desse livro e minha vontade de ler só aumentou!

    Amei a resenha!

    Beijos

    http://www.livrosechocolatequente.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Já tinha lido resenhas desse livro em outros sites e a sua me deixou ainda mais convencida a lê-lo. A sinopse não parece suficiente para fazer o livro parecer atraente. Gosto de histórias assim, que nos surpreendem, e também gosto quando os personagens são explorados e evoluem ao longo da história, sofrendo com aquilo que lhes acontece como qualquer pessoa real sofreria.

    Abraços!
    http://contosdemisterioeterror.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Nossa, só comentários tops com relação ao livro. Final meio previsível não dá, mas acho que é aquela história de que se o livro se desenvolve tão bem só um probleminha não vai me impedir de conhecer uma história maravilhosa, até porque esse livro tem todos os ingredientes que eu mais amo. Pena ele ser tããão caro!

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito da editora, todos os livros dela são de qualidade.
    Quando vi o lançamento deste me interessei bastante, apesar de pontos negativos eu sempre acho que vale a pena. Mesmo porque o livro me cativou.

    ResponderExcluir
  11. Nunca tinha nem visto esse livro, mas sua resenha me deixou curiosa! Serão quantos livros? preciso avaliar se coloca na infinita listinha de livros para ler..hihi

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D