Resenha - Partials

Edição: 1
Editora: iD
ISBN: 9788516083250
Ano: 2012
Páginas: 528
Tradutor: Kátia Hanna

CEDIDO EM PARCERIA COM A EDITORA iD

Sinopse - Partials - Partials Sequence - Livro 01 - Dan Wells

A raça humana está quase extinta após a guerra com os Partials – seres criados em laboratório, idênticos aos humanos. Eles liberaram o vírus RM, ao qual apenas uma pequena parte da população é imune. Os sobreviventes da América do Norte se reuniram em Long Island ao mesmo tempo que os Partials se retiraram da guerra misteriosamente. Kira é uma médica em treinamento que vê, dia após dia, todos os bebês morrerem, pouco tempo após o nascimento. Há mais de uma década nenhum nasce imune ao RM. O tempo está se esgotando e, com ele, a esperança. Decidida a encontrar a cura, Kira descobrirá que a sobrevivência dos humanos tem muito mais a ver com as ligações entre eles e os Partials do que se imagina. Ligações das quais a humanidade se esqueceu, ou simplesmente não sabia que existiam...


Partials são seres criados em laboratório pelos humanos, de aparência idêntica a nossa raça. Entretanto foram criados pela empresa ParaGen para lutar em uma guerra entre EUA e China, são dessa forma mais evoluídos que os humanos tanto em questões físicas, quanto mentais e tecnológicas. Após vencerem a guerra, os Partials foram esquecidos pelo governo e população e colocados em função extremamente subalternas e algumas até humilhantes. Devido a esse fato os Partials se organizam contra os humanos e dão inicio a uma guerra, eles liberam o vírus RM, parte de sua composição e no qual somente uma parcela da população é imune, ou seja, quase toda a população humana foi extinta.

Os partials se retiraram para uma parte isolada do país e por lá vivem até agora. Enquanto isso os humanos tentam, mesmo após anos, se recompor em uma área remota dos EUA com os poucos que sobraram. O vírus liberado pelos partials não permite que nenhum bebê sobreviva, todos os recém-nascidos não sobrevivem a sua exposição. Há mais de dez anos não nasce mais nenhum bebê. O governo obriga todas as moças jovens a engravidarem com certa idade, porque acreditam que um dia alguma das jovens dará luz a um bebê imune.

 As coisas começam a piorar quando o governo decide reduzir a idade mínima para engravidar para 16 anos. Kira uma médica em treinamento não se conforma com sua falta de sucesso em manter um bebê vivo. Ela acredita que a única forma de descobrir a cura para o vírus RM é estudando de perto um partials, ela então reúne amigos que fazem parte do exército e parte em busca de um Partials para 'analisar' e descobrir então uma possível cura. Essa aventura promete grandes perigos, aventuras e descobertas, será que o pensamento de Kira está correto e eles precisaram de fato capturar um Partials para estudo?

 Essa distopia foi outra que me surpreendeu bastante, é incrível conhecer o mundo imaginado por Dan Wells. Os conflitos Partials x Resistência x Governo é totalmente excitante, cheio de detalhes, me senti transportada para esse mundo, era como se eu pudesse assistir tudo, bem de pertinho. Dan consegue proporcionar aos leitores uma sensação única ao nos apresentar um enredo maravilhosamente bem construído, cheio pontos altos. E o melhor de tudo é que ele nos permite criar uma ligação com o livro e quando você percebe já esta no lugar de Kira com a cabeça a mil, cheia de ideias e questionamentos.
  
Os partials me surpreenderam bastante, por mais que soubesse que eles foram feitos a semelhança dos humanos eu sempre esperei encontrar uma parada meio bizarra, não sei, talvez deformada ou algo assim. Mas não, eles são totalmente perfeitos, mas ainda sim, assustadores. Samm o partial que os humanos encontram é um amor de pessoa, fiquei totalmente encantada por ele e torcendo para que Kira largasse seu namorado e se jogasse por ai com Samm. E apesar de não ter gostado do final que foi estabelecido para o personagem eu espero que algo ainda possa acontecer para reverter à situação.
  
Samm espera de Kira o mesmo que ela espera dele: Respostas! Os dois funcionam extremamente bem, em uma sintonia incrível, cada um buscando ajudar o outro. E adorei esse aspecto que o autor concedeu aos personagens.

 Partials começa como um bom livro, te apresentando um novo ambiente e personagens que ainda não tinham sido delineados pelo mundo literário. Você começa a leitura sem esperar nada e quando se dá conta esta avançando de forma louca pelas páginas, querendo que as informações pulem na sua frente cada vez mais rápido até o momento em que se depara com uma reviravolta incrível que torna o livro simplesmente inesquecível.
  
Penso que, em suma, Partials é um livro de rápida leitura que eu afirmo ser surpreendente, viciante, extasiante e todos os outros bons adjetivos que restaram.





15 comentários

  1. Olá!
    Meu deus, que capa maravilhosa *--------------* Me apaixonei! rs
    Sua resenha me deixou ainda mais encantada pelo livro... Adoro esses livros que fluem sem nem percebermos, rs.
    Ótima resenha :)
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Super intrigante esse livro, pela sinopse é mais uma distopia de tirar o fôlego. Achei bastante original, nunca tinha lido nada parecido. Consegui identificar alguns elementos que compuseram outras distopias: Starters, Jogos Vorazes e Legend. Em ambas distopias, a influência que o governo exerce sob a vida das pessoas é assustadora, e acho que Partials consegue superá-las nesse quesito. Espero lê-lo em breve, muito em breve.

    ResponderExcluir
  3. Menina! Que livro heim!!!! Fiquei super curiosa... sem falar na capa que tbm é linda demias!

    Adoro distopias, e este já entrou pra minha listinha de desejados!!!

    bjo^^

    ResponderExcluir
  4. Que premissa mais incrível a desse livro, eu nunca ouvir falar em nada igual!
    Eu não o conhecia mas me peguei lendo a resenha sem piscar os olhos, rsrs. Eu que não estava dando muito pela capa, espero poder me impressionar pela história.

    ResponderExcluir
  5. Os Partials foram criados por humanos e depois eles destruíram os humanos? Que feio kkk
    Adoro livros que os seres diferentes tenham nomes diferentes. Quero muito devorar loucamente este livro.

    ResponderExcluir
  6. Acho que só essa capa já é um forte motivo para ler o livro. Capa linda, linda e linda u.u, mas como se já não bastasse isso o livro é uma distopia e tem todos os engredientes mais amáveis para uma boa trama. Tudo isso só me faz ter uma reação: desespero pelo livro!!!

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que sinopse. Fico arrepiada só de lê-la.
    Imagina um livro que tenha vários elementos que você ama, tudo junto? Minha felicidade é muita aqui.
    Tenho certeza que vou amar e ler super rápido, como você citou. Já estou empolgada e ansiosa.

    ResponderExcluir
  8. Ain!! Vou parar de ler suas resenhas! Ficam só aumentando minha lista de livros pra ler! kkkkkkkkkkkkkk Ferrou, gostei muito da história desse e, que dó dos bebês morrerem...

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bom?
    Passando para deixar um comentário rsrs
    Não conhecia o livro , mas adorei a resenha
    Fiquei bastante ansiosa pela leitura !
    Beijos*-*
    Território das garotas
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Só por ser distopia já me agrada bastante, e com essa história, a coisa só melhora. Achei bem criativa e instigante. Lendo essa sua resenha, sou #teampartials desde criancinha, pois achei meio egoísta da pare do governo e da sociedade em não dar o devido valor a essas criaturas. Mas pode ser que mude de ideia quando ler. Coisa que estou, e muito!

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  11. Confesso que não dava nada para o livro, até porque não costumo ler nada nesse estilo. Mas me vi super envolvida com a resenha e estou morrendo de curiosidade em relação à história. Não é todo dia que vemos um livro tão bem desenvolvido, que fisga o leitor do começo ao fim.
    Acho que daria um chance!!
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi Fernanda-chan :)
    Bom, eu ainda não tinha ouvido falar dessa distopia. Por isso, não tinha nenhuma expectativa para ler a resenha.
    Mas eis minha surpresa quando me deparo com uma história tão intrigante e fantástica. Partials? Acho que vou soltar vários suspiros por eles. Rsrsrs...
    Nossa, o governo obrigado as mulheres a engravidar com 16 anos? Sinto a dor que elas devem sentir por perder os filhos quando nascem. Isso é muito triste, mas os livros que tem cenas tristes e que nos marcam são os melhores.
    Espero ter a oportunidade de ler o livro ano que vem.
    Parabéns pela linda resenha, Fernanda-chan. E muito obrigado por compartilhar conosco a resenha dessa obra. Bjs :*

    http://peregrinodanoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Confesso que não tinha lido nada do gênero,mais depois dessa resenha ,quero muito ler,
    instigante e fantástica curiosa para ver o final da história,pretendo ler em 2014!
    rose.nea@hotmail.com
    http://lendoaprendendoevivendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Não tinha ouvido falar desta distopia antes!! Gosto de distopias, vou marcar até esse livro, quero ler ele!!

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D