Resenha - Diário de Classe

Edição: 1
Editora: Gutenberg
ISBN: 9788582351055
Ano: 2014
Páginas: 272
Sinopse - Diário de Classe: A Verdade - Isadora Faber
Aos 13 anos, Isadora Faber, uma estudante de escola pública de Florianópolis (SC), indignada com os problemas de ensino e infraestrutura de seu colégio resolveu criar uma página no Facebook, o Diário de Classe, para denunciá-los. Chamou a atenção da imprensa nacional e internacional, mobilizou milhares de seguidores e conseguiu as mudanças que reivindicou. Sua jornada, no entanto, foi árdua: sofreu críticas, ameaças, represálias, agressões e processos. Porém, não desistiu, e hoje tem mais de 625 mil seguidores, inspirou a criação de mais de cem Diários de Classe, já participou de inúmeras palestras e eventos, ganhou prêmios e fundou a ONG Isadora Faber, com a qual continua seu trabalho por uma educação pública de qualidade no Brasil. Mais que um relato de coragem e do poder do webativismo, este livro é um retrato perturbador da situação da educação e dos serviços públicos brasileiros, que grita por cidadania e por transformações urgentes.

Isadora Faber é uma adolescente de 13 anos que ficou famosa no Brasil inteiro, ao resolver expor nas redes sociais os problemas que vinham ocorrendo na sua escola, problemas na infraestrutura, bebedores que não funcionavam, banheiros em situações precárias, com privadas quebradas, falta de produtos de higiene, a merenda escolar simples, professores que faltavam aula, que foram dar aula bebados, que ensinam outras materias,  descompromissados com a classe, uma diretora opressora que faz vista grossa para os problemas, enfim tudo o que a maioria dos alunos de uma escola pública esta cansado de ver, mas nunca teve coragem de expor. 


Durante sua jornada ela foi muito criticada e ameaçada, não só pelos professores que ela resolveu expor, mas pelos seus próprios colegas de classe. Sua casa foi apedrejada e ela passou a ser xingada e repreendida por muitos. Mas então você pensa que mesmo na maior das dificuldades ela iria desistir? Muito pelo contrário, ela bateu de frente contra todos para provar que todos nós podemos fazer a diferença quando queremos. Muitas das suas reinvidicações foram atendidas pela escola, acredito que muitas pela pressão de ter milhares de pessoas acompanhando e principalmente pela impressa que resolver dar um destaque ao caso. 

Isadora foi um exemplo de coragem para muitos estudantes do país, sua atitude motivou a criação de muitos outros diários de classe que estão espalhados pelas redes sociais, são estudantes que assim como ela, buscam melhorias no ambiente escolar. Mas não pensem que foi fácil, ela chegou a ser denunciada na polícia por uma das professores que prestou um boletim de ocorrência contra ela, alguns inclusive entraram na justiça cobrando indenização por danos morais.

Em Diário de Classe, Isadora tenta contar um pouco da história por trás da criação da página Diário de Classe, tenta nos passar algumas partes de tudo o que aconteceu, postagens do facebook, relatos, entrevistas. A editora inclusive teve uma preocupação especial em manter todas as postagens originais da Isadora, nada foi alterado.

O livro é curto com linguagem bem simples, então em poucas horas consegui finalizar. O trabalho gráfico do livro ficou incrível, podemos ter acesso a várias reportagens que saíram sobre a Isadora, entrevistas que ela deu, a intimação que ela recebeu da polícia, legislações e direitos dos alunos. Isadora termina o seu livro dando dicas para o leitor que quer criar seus próprio diário de classe. 

Diário de Classe é um livro espetacular e super indicado, não só para estudantes, mas para os pais também, para que eles possam saber lidar com os problemas que os filhos passam na escola. Isadora realmente é uma adolescente especial e o livro é a prova da sua luta para exercer sua cidania, você pode até chegar a pensar que ela é uma menina comum como muitos outros, mas mudará completamente de opinião ao ler Diário de Classe. Até agora estou impressionada com a coragem que ela teve de tentar mudar as coisas, muitas vezes nós reclamos das dificuldades do dia a dia, mas não temos a capacidade de correr atrás para mudar, para buscar aquilo que queremos melhorar. Isadora apesar da pouca idade se mostra uma menina muito madura e consciente da sociedade em que vivemos. O livro não é só um simples diário de classe, é uma lição de vida para todos nós que reclamamos, mas não temos coragem de buscar um sociedade melhor. 


15 comentários

  1. Não sabia que tinha saido um livro sobre esse assunto. Gostei da resenha e pretendo ler o livro.

    ResponderExcluir
  2. Oi Feh!

    Quero muito ler este livro! Todas as resenhas que leio sobre ele são ótimas!

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  3. Não costumo muito ler esse tipo de livro, sempre preferi a ficção. Mas não posso deixar de dizer que é uma história e tanto! Já ouvi falar dela e fico impressionada com a coragem dela e a vontade de mudar a situação precária da educação. Deve ser realmente interessante saber tudo o que estava por trás desses acontecimentos, saber o que a levou a fazer o Diário de Classe e como ela fez.

    ResponderExcluir
  4. Oi Fê, tudo bom?
    Ah, eu lembro quando essa menina estourou. Ela tem muita garra e é o tipo de orgulho e esperança que a gente tem que o Brasil do futuro tenham melhores cidadãos que o Brasil de agora. Ela fez a diferença na vida de muita gente com apenas um gesto. Quero muito ler esse livro!
    Beijos
    Endless Poem

    ResponderExcluir
  5. Algo sobre esse livro: UAU. Tá ai um assunto que eu curti em um livro! Nem conheci Isadora, mas ela já me conquistou! rs
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Esse livro não faz muito o meu estilo. Mas tiro o meu chapéu para a Isadora Faber. Sua coragem e senso de justiça são dignos de aplausos. Que muitos outros estudantes se inspirem nela e corram atrás de seus direitos.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  7. Oi Fernanda,

    Acompanhei a luta da Isadora pelo Diario de Classe do Face desde o inicio. Vi o quanto ela lutou, o quanto sofreu, jogaram varias pedras na casa dela e acertaram até a avó ou avô, nao lembro, na cabeça. Ela nunca desistiu por saber que lutava por justiça, por melhorias. Realmente, alguns professores foram para cima dela. trataram ela com ose fosse um adulto, quando na verdade é só uma adolescente de treze anos querendo o melhor para todas as crianças. Queria que houvessem mais Isadoras assim.

    ResponderExcluir
  8. Não é o genero que eu curta, mas o livro é bem interessante e acompanhei a pagina da Isadora e algumas ameaças que ela sofreu...
    Ela conseguiu bastante coisa!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  9. Aiii deve ser ótimo este livro! Sua resenha é a primeira que eu leio mas mesmo assim deve ser super legal, me interessei muito. Vou procurar saber mais sobre...
    Beijos Fer.

    ResponderExcluir
  10. O que essa garota fez foi um ato de muita coragem. Quero ler o livro, mas confesso que não entra na minha listinha por agora. Apesar que muitos que leram recomendam a leitura também :/

    ResponderExcluir
  11. Conheci esse exemplo de menina através do Fantástico e achei muito legal este livro ser publicado, pois agora mais pessoas podem conhecer e admirar esta pequena notável!

    ResponderExcluir
  12. Com certeza Isadora foi um grande exemplo. EU lembro quando ela criou o blog, o quanto ela foi criticada, o quanto foi perseguida, tanto ela quanto a família dela. Pelo menos acho que surtiu efeito né?

    Bjok

    ResponderExcluir
  13. Ela é uma menina de muita coragem e determinação. Acompanhei suas postagens no face desde o início e admiro muito sua coragem. Gostaria muito de ler.

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  14. Lembro de ter visto algumas reportagens sobre ela e o quanto fiquei indignada por ela ter sido ameaçada e tudo mais por querer mudar a escola para melhor... Não faz nenhum sentido o que os outros fizeram.
    Ela é bem corajosa e consciente mesmo, sabe o papel que deve exercer na sociedade, seria tão bom ter mais adolescentes como ela.

    :)

    ResponderExcluir
  15. Que livro! Meus parabéns pra Isadora, que não se calou frente a injustiça e fez tudo o que pôde pra melhorar a educação na sua escola e acabou ajudando todo o Brasil. Um tapa na cara da sociedade, sem dúvidas.

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D