Resenha - No fundo do amor

Edição: 1
Editora: iD
ISBN: 9788516060169
Ano: 2011
Páginas: 296
Tradutor: Otávio Albuquerque

Sinopse - No Fundo do Amor - Tera Lynn Childs
Lily Sanderson é metade humana, metade sereia... Ah, e não uma sereia qualquer: é uma princesa de Thalassínia que resolveu tomar novos ares e viver em terra firme. Enquanto dribla seu vizinho chato, Lily tenta chamar a atenção do perfeito Brody Bennet. Ela apenas espera que seus planos não naufraguem..






No Fundo do Amor, de Tera Lynn Childs, é o primeiro volume da trilogia Forgive My Fins, cujos dois primeiros livros foram lançados no Brasil pela editora iD. 

O livro, narrado pela personagem, fala sobre Lily, uma meia-sereia princesa de um reino chamado Thalassínia, que depois de ter descoberto que sua mãe era humana, decidiu viver por um ano em terra com sua tia, Rachel. Mas ela não esperava se apaixonar por Brody, por quem ficou mais dois anos vivendo longe do reino e por quem ainda não conseguiu declarar seus sentimentos e contar seu grande segredo.

Ao mesmo tempo, ela convive com sua melhor amiga e Quince, seu vizinho que adora atormentar sua vida e que acaba lhe ajudando num plano de conquistar o Brody, coisa que ela tem tentado planejar a três anos sem sucesso. 

Tudo está planejado para o baile, onde Quince arranjou um encontro dela com Brody num lugar escuro, onde ela poderá se declarar e beijá-lo sem medo. Mas, quando chega o momento, Brody não aparece e Quince acaba beijando ela, sem saber que ela é uma sereia e que logo ele se tornará um marinho (como a Lily chama o seu povo), por causa da ligação que foi formada entre eles. A partir daí, ela e Quince partem para Thalassínia desejando que o pai dela desfaça a ligação para que o Quince volte a ser um humano normal e eles possam viver suas vidas um longe do outro. Mas as coisas não saem como eles (ou melhor, Lily) imaginam!

Antes de tudo, achei mega estranho o termo “meio-sereia”. Sereia por si só já é um ser meio humano, meio peixe, mas depois entendi o que a autora quis dizer. As sereias são uma espécie de ser místico e não o cruzamento entre um humano e um peixe, obviamente, então um “meio-sereia” é alguém derivado do relacionamento entre uma sereia e um humano (ou um tritão e uma humana; estou generalizando).

De qualquer forma, gostei bastante do livro pela leveza dele. É um livro bem água com açúcar (é bem previsível o enredo, tipo coisa de sessão da tarde, mas a escrita da autora é bem divertida. Os personagens são cativantes e, apesar de a Lily não ser tão cativante assim, eu gostei de todos no geral. 

De um a cinco? Nota 4! Que venha Eternas Escamas!


Por: Henrique Morais



14 comentários

  1. Oi Henrique!

    Olha, gostei mesmo da capa, pq o enredo.... rsrsrsrsrrs

    Bela resenha vio!
    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Essa realmente parece ser uma história bem levinha, e me lembra bastante A Pequena Sereia...rsrsrs
    Achei a capa linda...

    Abraços
    Vivi

    ResponderExcluir
  3. Oi Rick!
    Cara, sei lá... Ainda não tive aquele "txam" pra ler algo de sereias...
    Confesso que não me interessou muito, apesar da bela capa!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Assim que comecei a ler a resenha tive a mesma opinião que você deu no final dela, é água com açúcar, bem sessão da tarde.
    Nunca li nada sobre as sereias, porque não achei ainda um livro que me pegasse ao ponto de querer devorá-lo... E enredos previsíveis... :/

    bjs

    ResponderExcluir
  5. A história parece ser boazinha!!! Nada de empolgante, mas pode ser legal!!!
    Quem sabe um dia eu leia...
    Mas a capa realmente é linda!!!! ^^

    ResponderExcluir
  6. Este livro não chama muita a minha atenção, eu acho que ja tive pessimas esperiencias com livros de sereias..então ja tenho um pezinho atras.
    E um livro que é so bom, e como tenho uma lista imensa de desejados, acho que vou deixar passar, mas quem sabe algum dia ele esteja baratinha no sub dai eu acabe comprando,
    beijos.

    ResponderExcluir
  7. Adorei a capa desse livro e achei a sinopse interessante, apesar de que não me cativaria de cara.
    Adorei a resenha. Realmente meio-sereia fica um tanto quanto estranho e a sua dedução faz sentido. Mesmo sendo água com açúcar, acho que é uma leitura que eu poderia gostar.

    Bjok

    ResponderExcluir
  8. Verdade, Henrique! Parece uma trama bem Sessão da Tarde. Acho legal essas tramas em uma tarde bem preguiçosa ou para nos curar de uma daquelas ressacas literárias bem pesadas. kkkkkk
    Até que previsibilidade da história não me incomoda tanto, desde que a narrativa seja agradável.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  9. Oi Henrique, bem sessão da tarde mesmo não é ? E nesse livro, não tem aquele lance da sereia não poder ser molhar que deixa de virar humana ? Porque essa é a graça da história, rsss. Mas para uma tarde chuvosa onde você não tem muita expectativa de nada, vale a leitura.

    ResponderExcluir
  10. Nunca li um livro em que a personagem seja uma sereia ou uma meia-sereia. Já ouviu falar do livro Sereia? foi o primeiro que eu conheci que a protagonista é uma sereia. Gosto de livros água com açúcar, é o tipo de livro que você lê naqueles dias que não tem nada pra fazer.
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Achei a capa bem bonitinha, mas a sinopse não me agradou. Não tenho muita paciência pra ler liros água com açúcar. Acho que é uma história que não me agradaria.

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  12. Não gostei da capa nem da sinopse, mas sua resenha me convenceu! Não sou muito chegada a esses livros água com açúcar, mas de vez em quando amo ler um deles, principalmente quando estou de ressaca literária! Devoro um livro desses em questão de horas! Até que eu gostei do enredo e fiquei com vontade de ler! (:

    ResponderExcluir
  13. Olá Fernanda, tudo bem??
    Não conhecia este livro, mas de cara fiquei encantada com esta linda capa....Ainda não realizei a leitura de nenhum livro com esta temática, creio que este livro deva ser uma leitura bastante agradável,mas aguardarei pelo lançamento dos próximos livros para saber se possuo interesse.
    beijo!!

    ResponderExcluir
  14. Concordo com alguns comentários acima, parece mesmo um filme de Sessão da Tade, algo bem leve e água-com-açúcar...
    Pela quantidade de páginas imagino que seja uma leitura bem tranquila e rápida, eu o leria tranquilamente :)

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D