Resenha - Quase Casados

Edição: 1
Editora: Record
ISBN: 9788501091963
Ano: 2014
Páginas: 416
Tradutor: Ryta Vinagre

Sinopse - Quase Casados - Jane Costello
Para Zoe Moore, o dia de seu casamento foi o mais marcante de sua vida. Ou melhor, o dia em que deveria ter se casado, mas em vez disso, foi largada no altar após sete anos de namoro. Arrasada e disposta a se recuperar, ela decide se mudar de Liverpool para os Estados Unidos e trabalhar como babá. Ao chegar em Boston, ela se depara com a esperta Ruby, prestes a completar 6 anos, o adorável Samuel, que acaba de fazer 3, e o pai deles, Ryan Miller. Seu novo chefe, além de fazer uma bagunça sem precedentes e de ter um mau humor imbatível, é incrivelmente bonito. Depois de um começo um tanto decepcionante, Zoe e Ryan começam a se entender, mas ela está prestes a descobrir que recomeços podem ser mais difíceis do que esperava.

Zoe acaba de ser abandonada no altar pelo cara que era seu noivo há sete anos. Em estado de choque ela se isola do mundo, de tanta vergonha e passa a descontar sua mágoa na comida, o que a leva a ganhar 7,5kg. Desesperada com os quilos a mais, com a vida amorosa que acabou de desmoronar e com a fofoca dos vizinhos, ela decide sair de Liverpool e se candidata a uma vaga para trabalhar como baba nos Estados Unidos. 


Quando Zoe chega a terra dos yankes, se depara com Ryan Miller, seu novo patrão. Ele á um viúvo, pai de dois filhos, executivo de uma grande empresa e extremamente mulherengo. Ele troca de mulher constantemente, sempre chega em casa altas horas da madrugada, não dá atenção aos filhos e ainda é mau humorado.

A casa esta de pernas para o ar e as crianças apesar de amorosas, são indomáveis. Aos poucos Zoe tenta colocar todos as coisas em seu lugar, começa por ajeitar a casa, mas fica irritada quando Ryan não solta nem um simples elogio. Como o pai não quer interferir na educação das crianças e larga tudo pra cima dela, Zoe começa a incentiva-los a fazer atividades mais proveitosas do que ver TV durante horas e comer porcarias. 

Com um bom relacionamento com as crianças, Zoe passa a se entender melhor com Ryan. Ele a convida para ir com ele em uma festa da empresa e a partir dai surge um bom relacionamento entre eles e Zoe acredita que esse é o momento certo para recomeçar. 

Quase casados é o segundo livro da Jane Costello que a Record publica no Brasil e desde o primeiro eu já me interessei em ler algo da autora, Chick Lit é um dos meus gêneros preferidos e um bom enredo como em Quase Casados, sempre me atrai. Me deliciei na leitura e chorava de rir com as trapalhadas de Zoe, as vezes eu sentia tanta vergonha por ela que no lugar dela eu me enfiava em um buraco e nunca mais saia de la. O livro é extenso, mas a narrativa de Jane é tão maravilhosa que quando vocês percebe já esta no final e não parou nem para respirar. 

Zoe é uma personagem extremamente cativante e Ryan é um mala sem alça, bem irritante, com aquela personalidade de homem sem vergonha. As crianças são super fofas e eu até que entendo elas fazerem o que quer, afinal o pai não dedica nem o mínimo de atenção aos pequenos. Amei ver o amor com que Zoe tratava Ruby e Samuel, e acompanhar o crescimento pessoal dos dois, foi outro ponto sensacional, é bem legal observar que aos poucos eles mudam de chatos e indisciplinados a amorosos, compreensivos e educados. 

Ryan tem uma admiradora secreta e eu gosto do jeito que Jane conseguiu segurar o suspense até na reta final do livro. Outro aspecto interessante é o diálogo entre a Zoe e a mãe dela, a mãe dela sempre escreve emails meeeeeeeega gigantes, contando tudo da vida dos outros. hahahahaha! Uma fofoqueira de mão cheia e ver que Zoe caia nessa onda, só me fez rir mais ainda. 

Os personagens secundários são bem legais, fiquei torcendo para o chefe do Ryan aparecer mais e eu adorei as amigas da Zoe, queria um livro sobre o casamento delas *_*

Creio que a capa pode ser considerada um ponto a parte no livro, a ilustração é tão perfeita, que me peguei diversas vezes, parada observando o desenho e pensando em como se encaixa perfeitamente com o enredo.A diagramação ficou perfeita e a revisão também. O livro não merece nada menos do que cinco esmaltinhos.


7 comentários

  1. Oi Feh!

    Não é meu gênero favorito, mas se eu ganhasse, leria sim! Gostei bastante da resenha!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Amo Chick Lit, é muito linda a capa, o livro parece ser excelente, cada resenha que leio dele me deixa ainda mas ansiosa pra conferi essa história.

    ResponderExcluir
  3. Gostei mto da sinopse e da resenha, fiquei bastante curiosa pra saber como vai iniciar e terminar a relação deles dois, gosto de ler livros desse gênero.

    ResponderExcluir
  4. a capa dese livro é mt meiga. aina não tive a oportunidade de ler, mas assim que der vou dar uma conferida.
    parece ser mt fofo.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  5. Esse livro parece ser super divertido!!!!!
    Gosto de livros leves e divertidos. E acho que esse é assim!

    ResponderExcluir
  6. Essa trama é bem típica de livros do gênero. E, não tenho certeza, mas acho que já vi algum filme que tem a premissa muito parecida com essa. Mesmo assim, gosto desse gênero e sempre me divirto com as trapalhadas das protagonistas. Fiquei com vontade de ler esse também.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  7. Awn, amei a resenha. E só me deixou com mais vontade de ler o livro do que eu ja estava, hahah. Adorei a capa dele tambem, achei tão fofa. Bom, sou suspeita pra falar porque amo Chick lits, então amei esse. Ja to morrendo de vontade de ler :p

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D