Resenha - Invisível


Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501403223
Ano: 2014
Páginas: 322
Sinopse - Invisível - David Levithan, Andrea Cremer
Stephen passou a vida do lado de fora, olhando para dentro. Amaldiçoado desde o nascimento, ele é invisível. Não apenas para si mesmo, mas para todos. Não sabe como é seu próprio rosto. Ele vaga por Nova York, em um esforço contínuo para não desaparecer completamente. Mas um milagre acontece, e ele se chama Elizabeth. Recém-chegada à cidade, a garota procura exatamente o que Stephen mais odeia. A possibilidade de passar despercebida, depois de sofrer com a rejeição dos amigos à opção sexual do irmão. Perdida em pensamentos, Elizabeth não entende por que seu vizinho de apartamento não mexe um dedo quando ela derruba uma sacola de compras no chão. E Stephen não acredita no que está acontecendo... Ela o vê! Stephen tem sido invisível por praticamente toda sua vida - por causa de uma maldição que seu avô, um poderoso conjurador de maldições, lançou sobre a mãe de Stephen antes de ele nascer. Então, quando Elizabeth se muda para o prédio de Stephen em Nova York vinda do Minnesota, ninguém está mais surpreso do que ele próprio com o fato de que ela pode vê-lo. Um amor começa a surgir e quando Stephen confia em Elizebth o seu segredo, os dois decidem mergulhar de cabeça do mundo secreto dos conjuradores de maldições e dos caçadores de feitiços para descobrir uma maneira de quebrar a maldição. Mas as coisas não saem como planejado, especialmente quando o avô de Stephen chega à cidade, descontando sua raiva em todo mundo que cruza seu caminho. No final, Elizabeth e Stephen devem decidir o quão grande é o sacríficio que estão dispostos a fazer para que Stephen se torne visível - porque a resposta pode significar a diferença entre a vida e a morte. Pelo menos para Elizabeth...
Invisível conta a história de Stephen, um menino que nasceu invisível. Ele foi amaldiçoado desde o seu nascimento e por isso ninguém é capaz de vê-lo, somente escuta-lo, nem mesmo sua mãe ou seu pai. Sua mãe faleceu recentemente e seu pai é uma especie de cartão de crédito em sua vida, nunca aparece, só serve para mandar dinheiro. Sua vida é terrível, ele não tem amigos, não pode falar com ninguém, afinal ele é invisível. Sempre quando vai comprar algo tem que pedir as pessoas para deixar em sua porta, para que possa pegar mais tarde, ele passa os seus dias observando a vida dos outros, ele conhece todo mundo em seu prédio, vê os dias passar sem poder ter nenhuma companhia. 

Sua vida começa a mudar quando novos vizinhos chegam no prédio. Ao seu deparar com sua nova vizinha Elizabeth ele percebe que agora as coisas estão diferentes, porque ela consegue ve-lo. Sim! ela consegue enxergar Stephen, até hoje ela é a única que conseguiu tal feito. Eles se conhecem melhor e acabam se apaixonando, surge um sentimento muito forte e bonito. O pai de Stephen aparece e conta sobre a origem da sua maldição. 

De posse dessa informação Stephen se une a Elizabeth e seu irmão para tentar reverter a maldição. Na corrida pela "cura" eles acabam descobrindo os motivos pelos quais Elizabeth é especial e consegue ver Stephen. 

Até agora eu só havia lido um livro do David Levithan, Nick e Norah e me lembro que gostei muito da história, por acha-la original e delicada. Mas nada se compara a Invisível, é incrível ver a capacidade de David para elaborar histórias criativas e cheias de personalidade. Stephen é um personagem único que consegue despertar todos os sentimentos possível. Muitas vezes senti pena pela vida que ele levou, tão solitário ;/ Fiquei tão feliz por Elizabeth ter aparecido em sua vida. Senti ódio do pai de Stephen por larga-lo sozinho nos momentos em que mais precisou. 

O mais curioso nesse livro é as reviravoltas que os autores criam, ele tem inicio como um livro aparentemente dramático, mas logo depois se torna um livro fantástico, dotado de muito ação e aventura. A saga que eles passam para descobrir como acabar com a maldição é show de bola. A narrativa é tão empolgante que me senti mergulhar no enredo e viver realmente a história. A narrativa é feita em primeira pessoa e intercalada entre Elizabeth e Stephen. Eu não gostei muito das partes da Elizabeth, gostei muito mais da visão do Stephen.

Eu sempre tive a impressão que o livro seria mais algo voltado para reflexões e superações. Mas no meio do livro os autores inserem muita magia e fantasia. Feiticeiros, conjuradores e etc. Achei muito fantasioso, meio Instrumentos Mortais, mas como eu gosto de fantasia até que curti pra caramba. 

Os personagens secundários também são bem legais Laurie o irmão de Elizabeth se tornou um dos meus personagens preferidos. Laurie é gay e passou por poucas e boas até chegar em Nova York, quando Elizabeth começa a contar a história dele eu já senti a lágrima escorrer ;/

Simplesmente adorei Invisível e ele já se tornou um livro muito especial da minha biblioteca.



9 comentários

  1. Nunca li nada do autor e juro, pela capa não leria, mas adorei a resenha e quero ler! rsrsrsrrsrsr

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Comecei a ler esse livro, até cheguei na metade mas não dei continuidade, estava lendo no tablet sabe? Vou esperar para continuar quando tiver ele em mãos. Já li um livro do autor, Todo Dia e amei a escrita dele, quero muito ler todos os seus livros.

    Beijo
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Li do autor David Levithan,o livro Todo Dia,e adorei!!!!
    Infelismente ainda não li Invisível,mas pelos ótimos comentários e agora lendo sua resenha,só fiquei com mais vontade ainda de conhecer a história.

    ResponderExcluir
  4. Estou doida pra ler esse livro, a história é muito interessante e original, cada resenha que leio dele me deixa ainda mais ansiosa pra conferi essa história que parece mesmo ótima.

    ResponderExcluir
  5. Oiee

    O único livro que li do autor foi Um dia e o personagem principal cada dia é uma pessoa o que de certa forma parece um pouco com esse, fiquei com vontade de ler mas não sou fã de muita fantasia então não sei dizer se seria um livro que eu gostaria de ler por agora.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  6. Acho os livros do David Levithan ótimos. Confesso que também imaginava que esse livro tinha uma pegada de reflexivo bem mais forte, mas vi que ele tem umas pitadas de magia, fantasia e aventura. Como também gosto desses gêneros, é claro que vou dar uma conferida.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  7. Eu fiquei mto curiosa, realmente, agora fiquei querendo saber se vão conseguir quebrar essa maldição, parece ser um livro de uma aventura bem incrível.

    ResponderExcluir
  8. Li um único livro do David Levithan até então, e já é suficiente para que eu queira ler até a lista de compras do cara. Me apaixonei pela escrita, e pelos temas nada convencionais que ele trata. Gosto muito do modo como ele caracteriza seus personagens, tornando eles bem marcantes para nós leitores. Estou muito ansiosa para ler esse livro, porque trata de uma temática que ainda desconheço e porque o autor é simplesmente um dos meus prediletos.

    ResponderExcluir
  9. Não sabia que tinha magia nesse livro *u* Eu ja tava louca pra ler esse, porque amei a sinopse *u* mas depois da sua resenha então, a vontade só aumentou! Necessito dele pra ja *u*

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D