Top 3 - Livros nacionais que deveriam virar filme - Por Ana Paula

Oi gente!

O Top 3 de hoje, sera feito por mim, Ana Paula.
No último post desta coluna, a Feh falou sobre livros que deveriam virar filme na opinião dela. Ela escolheu 3 títulos internacionais. Então, hoje trouxe para vcs os livros nacionais que eu gostaria que virassem filme. 
Confiram:



O inesperado, o impossível, o destino... Quem ama escolhe seus caminhos, vence o medo, ultrapassa a razão, duela com a dúvida entre o certo e o fácil para seguir seu coração. Melissa encontrou em um olhar as revelações de toda uma vida e longe da lógica escolheu o caminho confuso, mas surpreendente do amor. Ela chegou à pequena cidade da montanha com a responsabilidade de cuidar de Alice, sua irmã caçula, esperando uma vida simples. Mas se viu envolvida por Vincent, um estranho arrogante, dono de irresistíveis olhos turquesa que vai levá-la através da sombra e da luz para revelar surpresas inimagináveis de um Mundo Mágico perigoso e fascinante. A cada encontro este homem misterioso amedronta e encanta; desperta sentimentos e a faz duvidar de sua coragem. Mas, antes que Melissa seja arrebatada por esse amor, ela precisa enfrentar elfos, magos e intrigas em um mundo inóspito que testará seu coração. Cores, de outono é o primeiro volume de uma saga mágica que vai instigar emoções e paixões.
Cores de Outono, é o primeiro livro da Trilogia Cores, escrita por Keila Gon. Este livro é intenso, romântico e cheio de magia. Eu amo a escrita da Keila e fiquei completamente apaixonada por Vincent, ops, pelo enredo! Adoraria ver essa história fantástica nas telas do cinema! Seria muito difícil escolher os atores, já que meu Vincent perfeito seria o Ian Somerhalder, e ouvir ele falar em português me mataria em segundos....
Eu amo fantasia, e a Keila conseguiu me encantar com seus magos, duendes, sereias e elfos! O lugar perfeito para gravação, seria em Campos do Jordão, já que a cidade onde a Melissa passa a morar com sua irmã e seu avô não existe, mas de acordo com a autora, ela se baseou em Campos do Jordão para construir Campo Alto.
Já pensou em subir uma montanha de dar de cara com um castelo cheio de magos??? *o* Eu queria! kkkkkkk

2017... UMA PROFECIA ESQUECIDA DO LIVRO DO APOCALIPSE, REITERADA POR OUTROS PROFETAS MODERNOS, RESSURGE... Cientistas descobrem um planeta vermelho em rota de colisão com a Terra. Depois de muito pânico nos quatro cantos do mundo, eles asseguram que o corpo celeste passaria a uma distância segura de nós. E todos ficam tranquilos acreditando que nada iria acontecer... Então 2/3 de todas as pessoas no Planeta caem desmaiadas, vítimas de um estranho surto... "E abriu-se o poço do abismo, de onde saíram seres como gafanhotos com poderes de escorpiões. E os homens buscarão a morte e a morte fugirá deles." - Apocalipse 9, 2-6. E um grupo luta para sobreviver num mundo dominado pelo mal. Com passagens por São Paulo, Brasília, Estados Unidos, China e França, O Vale dos Mortos baseia-se na profecia de que um planeta intruso ao sistema solar, ao raspar por nossa orbita, fatalmente desencadearia a transformação em grande parte da humanidade, não havendo lugar seguro e ambientes sem infecção, pois ela ocorreria simplesmente pela aproximação do astro. Pegos de surpresa, e tentando entender o que acontecia enquanto buscavam se salvar, um casal e seus filhos iniciam uma jornada para reestabelecer alguma condição de vida no que restou de seu próprio mundo. Uma história com muita ação, suspense, que vai deixar você eletrizado.
Para quem gosta de zumbis, olha ai o que nosso país pode oferecer! O Vale dos Mortos, primeiro livro da série As Crônicas dos Mortos de Rodrigo de Oliveira, é outro filme que eu adoraria ver no cinema. A história do livro tem grande parte narrada na minha cidade: São José dos Campos, interior de São Paulo. Mas também possui passagens por outros países e cidades. Rodrigo conseguiu me conquistar por dois motivos: Zumbis, que eu amo e pela história se passar aqui. Nunca li nada que tenha sequer mencionado minha cidade e quando comecei a ler o livro do Rodrigo, fiquei tão apaixonada que durante a leitura só pensava em um filme sendo rodado aqui e eu como zumbi! kkkkkk Não, eu definitivamente não seria uma das heroínas....cagona ao extremo aqui o/. Ha! Falando em heroínas, o autor adora colocar mulheres no poder, quem já leu o livro sabe do que estou falando, suas personagens são fortes e determinadas. 

Uma paixão acendendo após mais de um século de escuridão.Uma doença atual apagando a luz de uma vida.Somente sua mordida poderia curá-la.Apenas seu tipo sanguíneo seria capaz de matá-lo. Como um amor tão improvável sobreviveria? Do que você seria capaz de abdicar para salvar e vivenciar, mesmo que por pouco tempo, um amor jamais sentido antes? Da cura de milhares de humanos? Da própria vida? Stephanie tinha todos os motivos do mundo para não acreditar em seres míticos ou na felicidade, mas vai descobrir que estava totalmente enganada. Sua alma-gêmea existe! O problema é que a linha do tempo que a separa do amor eterno é muito tênue. E somente um milagre possa uni-los novamente.
Vampiros.... ha! Esses seres que deveriam nos causar horror mas que acabaram nos conquistando e nos fazendo suspirar.... Pois é... Adeus à Humanidade é o primeiro livro da Trilogia Adeus à Humanidade, escrita por Marcia Rubim. O enredo acompanha a vida de Stephanie, uma humana que não se encaixa, se sente diferente dos demais.... até que ela conhece o Dr. Richard, um médico pra lá de mau humorado e o pior (ou melhor) de tudo: Vampiro! Mas aí, vc diz: "Mas Ana, é muito parecido com Crepúsculo!" Não gente, não é! A premissa pode até ser parecida, mas o enredo é totalmente diferente, Stephanie é aquela personagem que vc gosta pelo simples fato de ela ser ela mesma! Richard, apesar de todo o mau humor, é um personagem maravilhoso, muito bem criado e único! 
No primeiro livro, a história se passa em sua maioria em São Paulo, no segundo - "Quando a Humanidade Prevalece" - no Rio de Janeiro. Escolher os atores também seria um problema, pois o Richard da minha vida é o Matt Bomer. Mas confesso que ver mais essa história no cinema me deixaria suspirando á toa! rsrsrsrsrsr


Bem gente, é isso! Foi muito difícil escolher esses 3 livros, há muitos outros nacionais que eu amaria ver no cinema, mas como sou fã de fantasia, não poderia de citar esses!
E vcs? Quais nacionais vcs gostariam de ver no cinema? Comentem!
Bjo bjo^^

8 comentários

  1. Cores de Outono e Adeus á Humanidade eu já li e amei, fazem o maior sucesso em Pratinha e as autoras além de lindas e talentosas são fantásticas como seres humanos.
    As resenhas são lindas, parabéns.
    Eu li e recomendo.

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia nenhum desses, gostei da indicação. Vou procurar saber mais. O Vale dos Mortos chamou mais minha atenção uhuhuuh Zumbiiiissss!!
    Tudo que Motiva

    ResponderExcluir
  3. Ótimas escolhas, estou doida para ler o Vale dos Mortos, todo mundo dizendo que é muito bom! Sem contar que o marcador é um arraso!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. não conhecia esse livro, mas achei bem interessantes as premissaa bem diferentea e ao mesmo tempo bacanas para uma histórias
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ownnnnnnnn BEIJO Anaaaa Adorei! kkkk e é verdade, toda vez que subo a montanha fico na expectativa kkkkk mas nada ainda kkkkkk BEIJOOOOOOO Obrigada pela indicação e que assim seja!

    ResponderExcluir
  6. Adeus a Humanidade, da Marcia Rubim é DIVO, tão lindo e bem escrito que já li mais de uma vez!!! Meu voto vai pra ele!!! :D

    ResponderExcluir
  7. Estou doida para ler Adeus à Humanidade já faz um tempinho, vampiros são meus seres místicos preferidos, então fica fácil se sentir atraída por livros com essa temática. Gostei bastante de Vale dos Mortos também (sim, eu gosto de coisa macabras), acho que realmente daria um ótimo filme.

    ResponderExcluir
  8. Só li o Cores , e é o meu nacional preferido , se virasse filme seria sensacional .

    Beijinhos

    Blog Simplesmente Ana's

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D