Resenha - Alma da Fera

Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501098627
Ano: 2014
Páginas: 350
Sinopse - Alma da Fera - Ordem da Leoa - Livro 02 - Diana Peterfreund
Astrid Llewelyn é agora uma caçadora de unicórnios treinada. Mas não pode resolver todos os problemas com magia de alicórnio. Ou um montante ancestral. Mesmo um com uma curiosa inscrição em latim. O namorado deixou Roma para fazer faculdade em Nova York, o Claustro passa por sérias dificuldades financeiras, as habilidades de suas companheiras caçadoras estão desaparecendo sem explicação, e o sonho de se tornar uma cientista parece cada vez mais distante. Sem contar a Igreja, que finalmente resolveu se envolver com a Ordem da Leoa. Aliás, de uma maneira nada fashion: hábitos camuflados! Sério? Então, quando surge a oportunidade de abandonar a casa capitular e seguir para o interior da França para usar o intelecto na procura pelo mítico Remédio, ela embarca de cabeça. No quartel-general da Gordian Phamaceuticals, Astrid questiona todas as suas decisões. O amor por Giovanni, a lealdade ao Claustro e, acima de tudo, seu dever como caçadora. O mundo precisa ser salvo dos unicórnios? Ou são os unicórnios as verdadeiras vítimas?




Alma da Fera é o segundo livro da série caçadora de unicórnios. Nessa continuação Astrid segue na Ordem da Leoa e todos os problemas parecem aparecer de uma vez só. Para começar seu namorado resolver fazer faculdade em Nova York, o Claustro passa por sérias dificuldades financeiras, o lugar esta caindo aos pedaços e eles não fazem a mínima ideia de como consertar sem o dinheiro que recebiam da Gordian, até que a igreja resolve intervir, como se não bastasse os poderes das meninas começa a sumir. 

O futuro de Astrid é posto em xeque quando surge uma oportunidade de seguir para a França em busca da procura pelo Remédio. Nas instalações da Gordian, Astrid vai passar a questionar todas as decisões que tomou em sua vida. 

Alma da Fera infelizmente cai na maldição do segundo livro. Ainda continua como uma série que eu adoro, mas a autora se perdeu muito no enredo único que havia criado. Quando peguei a série para ler me interessei justamente pelo fato de ter unicórnios e ter caçadores de unicórnios, pelo lado mistíco e fantástico do enredo, não por um triangulo amoroso, não por intrigas e nem por discussões familiares, se for pra isso eu pego Gossip Girl e vou ler. A autora fala sobre tudo, menos sobre Caçadores de Unicórnios, o assunto é meio que jogado de lado para sermos agraciados com o dilema de Astrid que se torna insuportável. 

O enredo estava indo muito bem, já estava dando graças por uma autora não resolver explorar triangulo amoroso, até que Diana resolve tirar das cinzas o ex da Astrid, enquanto Giovani toma um chá de sumiço e Astrid começa aquele mimimi de não saber mais de quem gosta. Não mereço essa novela mexicana. 

Acho que o livro só mereceu minhas quatro estrelas, devido a narrativa da Diana que eu gosto muito, adoro a forma como ela nos conduz aos acontecimentos e nos apresentas personagens legais, com exceção da Astrid, que precisa de uma séria correção para o terceiro livro. E olha que eu me julgo fã de protagonistas mimimi, mas dessa vez não deu para aguentar. 

Em Alma da Fera Diana trabalha bem as questões que ficaram soltas no primeiro livro, podemos conhecer um pouco mais sobre a ordem da Leoa, sobre as caçadoras em si e os estudos em busca do remédio avançam. Desde o primeiro livro ficou claro que a autora ia trabalhar essa questão da extinção dos unicórnios x a consciência de Astrid. 

A protagonista esta cada vez mais confusa e insegura em relação a suas obrigações, eu no caso dela também ficaria, mas gosto de personagens de atitude, daqueles que escolhem uma coisa e vão com ela até o final, e talvez seja isso o que mais me incomodou no livro. No entanto, nem os dilemas da heroína, nem o triangulo amoroso consegue apagar o brilhantismo da série. Sou apaixonada por esses temas místicos e continuo na torcida para que a autora aprofunde mais nisso.

   

14 comentários

  1. Não curto livros desse tipo. Já tentei ter ler, mas fiquei enrolando na leitura. Por isso prefiro não ler.

    ResponderExcluir
  2. Quando eu vi o nome dessa série a primeira vez eu pensei em coisa infantil hahah não me julgue.
    Odeio quando o autor/autora faz isso de enfiar um triangulo amoroso onde não tem cabimento. Nem todas as histórias precisam de mimimi! Uma pena isso, mas ainda tenho vontade de ler essa história.

    ResponderExcluir
  3. Amo demais livros que misturam fantasia, magia e aventura é um verdadeiro portal para sair da rotina.
    já coloquei na minha lista de 2015 srsrsr. Beijos
    já estou te seguindo
    me visite: http://sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Com certeza o tema da série me chama muita atenção. E é exatamente por causa dele que eu coloquei o livro na minha lista de desejados. Eu detesto personagens mimimi, assim como tu, e realmente não suporto protagonista indecisos. É uma pena ver que a autora não soube focar em um caminho mais amplo, e acabou caindo no mesmo clichê do triângulo amoroso de sempre. Acho que haveriam muitas outras áreas da história que poderiam ganhar enfoque, infelizmente, pelo jeito, a autora não soube conduzir a narrativa. Mesmo assim ainda quero começar a ler a série.

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li o primeiro, mas eu vou ganhar ele no natal(espero rs),
    uma pena neste segundo não ter agradado tanto, mas é uma verdade segundos livros
    sempre dão uma caida,
    achei chato a autora criar um triangulo, quanto os autores vão aprender que não precisa
    disso para deixar o leitor preso no livro...
    Mesmo este livro ser cheio dos mimimis espero gostar do primeiro e quem sabe desse da mesma forma, beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oii Fernanda :)
    Ainda não li o primeiro livro, e estava empolgada, mas acabei desanimando quando li a sua resenha. O meu interesse no livro também era o fato de falar de Caçadores de unicórnio (o que pra mim deveria ser o tema central) e não gosto quando os autores se perdem no meio da história. Até a leitura fica um pouco entediante! A capa do livro está maravilhosa ;)
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  7. Ué, pq a capa tá do primeiro livro??? rsrsr Tenho vontade de ler essa série, pretendo lê-los em breve.. Pena que a protagonista tem muito mimimi hahaha

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia a serie e confesso que tambem não fiquei muito interessada em ler :s E que pena que a escritora se perdeu no enredo, e a personagem ficou chatinha demais.. É horrivel quando isso acontece ):

    ResponderExcluir
  9. Fiquei mais que interessada em ler, amo livro relacionados a magia :p
    Apesar da série ser incrível, acho que ano que vem compro!

    ResponderExcluir
  10. Eu também me irrito profundamente quando os autores começam a inventar moda de colocar triângulos amorosos e briguinhas de família em tramas que não tem nada a ver com isso. Uma pena essa perda de foco em uma premissa que tinha tudo pra dar certo. Agora é torcer pra que as coisas voltem ao eixo no próximo volume.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  11. O que exatamente é a maldição do segundo livro? Nunca tinha ouvido falar dessa série, mas fiquei com vontade de ler. Espero gostar :)

    ResponderExcluir
  12. Eu até tentei ler o primeiro livro. Devo ter lido uns três ou quatro capítulos, mas depois disso não deu mais. A história não me convenceu. E pelo jeito, o segundo livro é ainda pior. Nem vou me aventurar nesse. Tô fora.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Protagonistas confusos zzzzz
    Gostei muito da temática do livro e de todo o enredo, mas fico com pé atrás com personagens muito chatinhos hahahah
    Beijão

    ResponderExcluir
  14. Adoro temas místicos também , só que essa história não me chamou a atenção. O fato de existir unicórnios e caçadores deles, com certeza me intrigou, todavia tive uma quebra de expectativas com a inserção de um ex-namorado, conflitos familiares, insegurança e falta de atitude, uma protagonista que não progride e crise de consciência. Nunca consegui assistir novelas mexicanas ou algo dramático demais. Como a intenção inicial era abordar os caçadores de unicórnios, acredito que a autora deveria ter mantido o foco, ao invés de se perder no caminho. Espero que ela consiga retornar aos trilhos e terminar a série de uma forma condizente com seu inicio.

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D