Resenha: Infinity Drake: Os filhos da Scarlatti - John Mcnally

Edição: 1
Editora: #Irado 
ISBN: 9788581635088
Ano: 2014
Páginas: 480
Tradutor: Paulo Polzonoff Jr.

Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse: Se você acha que as vespas são desagradáveis, espere até conhecer a Scarlatti. Ela é um inseto geneticamente modificado que tem um único objetivo: exterminar! Uma equipe pequenina... talvez possa combatê-la. É a nossa esperança! O problema é que a Scarlatti é muito mais poderosa que o exército designado para combatê-la. Além disso, o vilão maquiavélico que a criou não está disposto a desistir tão fácil. Finn e seus companheiros precisam ser rápidos: em pouco tempo a humanidade poderá ser extinta.
Resenha: 

Quando eu comecei a ler este livro, não entendi nada de nada! Achei os personagens meio doidos sabe? Principalmente a Vovó que não falava coisa com coisa... Mas ai, comecei a achar engraçado o jeito de Al e de Finn, seu sobrinho que na verdade leva o nome do livro Infinity Drake, e acabei me apaixonando pelo enredo!
"Em 1983, um geneticista acidentalmente desenvolveu um genótipo totalmente novo de inseto expondo o embrião de uma vespa transmissora de um tipo grave de varíola, a Vespula cruoris, à radiação gama. O resultado foi... Scarlatti."
Al é um cientista renomado, sua mãe, a avó de Finn sai em viagem e deixa seu neto com ele. A intenção de Al é levar Finn para acampar e pescar, mas no meio do caminho, helicópteros e 4x4 com soldados fortemente armados acabam com a futura diversão de Al e Finn para uma emergência mundial: um outro cientista ficou louco e soltou um inseto geneticamente alterado chamado Scarlatti. Scarlatti possui 3 ferrões com um veneno que mata em minutos, se ela proliferar, é o fim da humanidade, pois um único inseto é capaz de botar milhões de ovos!
Para matar Scarlatti, uma equipe será reduzida de tamanho para encontrar a Alfa e matar o ninho. Depois de ser atacado por um dos vilões, Finn também é reduzido, e agora junto com Delta, Kelly e Stubbs, Finn terá que seguir em frente e terminar a missão.

Que livro gostoso de ler! Os personagens são maravilhosos e muito inteligentes. A narrativa é em terceira pessoa e não acompanha somente o personagem principal, abrange todos os personagens, inclusive os vilões e até Scarlatti. Outra coisa que me chamou a atenção, é que não é um bando de crianças em uma aventura, a única criança ali no meio é Finn, os demais são adultos, ambos correndo os mesmos riscos. Al é o tio mais doido do mundo, mas faz de tudo para seu sobrinho. Finn perdeu os pais e por isso mora com sua avó. Al aparece de vez em quando, sempre muito ocupado em seus experimentos ultra secretos para o governo Inglês. E tem isso! A história toda se passa na Inglaterra!
Finn é aquele personagem que você adora conhecer, é inteligente como o tio e tem uma queda por insetos, sabe diferenciá-los e isso o ajudou muito nesta aventura. Me lembrei muito do filme: Querida, encolhi as crianças!
"Exceto por sua absurda facilidade para a ciência e matemática, Finn era mediano e perdido na maior parte das outras coisas, mas ele tinha, sim, um Grande Senso de Temor - uma das grandes vantagens de ser órfão. Siga em frente."
Uma história engraçada, divertida, cheia se aventura e mistério. A NC está de parabéns quanto a edição: Capa dura, diagramação linda, cheia de detalhes, sem erros de revisão. 
A única coisa que me chateou é que este é o livro 1 de uma série.... e o final em aberto cortou minha empolgação. Mesmo assim, super indico a leitura para qualquer idade!




11 comentários

  1. Não consegui ficar empolgada com o livro. Já li algumas resenhas sobre ele, mas a trama definitivamente não me chama atenção, talvez por ser voltado para um público infanto juvenil, e eu ter um certo preconceito com relação a livros dessa faixa etária. Achei a história meio bobinha, digna de desenhos animados, o que também me desanimou um pouco.

    ResponderExcluir
  2. Oii Ana !
    Confesso que esse livro não me animou! Em primeiro lugar porque tenho pavoe (nojo, medo .. rs) de vespa e ficaria bem incomodada de ler um livro que fale delas. . Em segundo porque achei a história um pouco confusa ! Não gostei !
    O que me encantou foi como o livro ficou bonito, eles capricharam bastante ! :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o livro e sinceramente não me vejo lendo ele. Não gostei da sinopse e lendo a resenha vi que a estória não me agradaria.

    ResponderExcluir
  4. Eu li esse livro e adorei também! Eu queria muito um tio que nem o Al kkk e a vovó eu achei uma fofa também, velhinha determinada. Adorei toda a aventura, apesar de ser infanto-juvenil achei até que a escrita foi boa, não foi tãaao infantil assim, tinha uns termos que nem eu sabia kkk

    ResponderExcluir
  5. To com o meu aqui, mas não li ainda! Adoro a capa e o trabalho que a editora fez nele (capa dura <3). Adorei a resenha... quero ler o meu D:

    ResponderExcluir
  6. Ja tinha visto esse livro por ai, mas nunca tinha parado pra ler nada sobre. Gostei, parece ser bem legal *u* Só não sei se eu iria gostar por causa das vespas, porque morro de medo delas ja normais, imagina modificadas hauhauh mas acho que vale a pena dar um chance :p

    ResponderExcluir
  7. Não gostei muito do livro, vi já varias resenha sobre ele e nenhuma me fez se interessar por ele.

    ResponderExcluir
  8. Assim que li a resenha, também fiz essa ligação com p filme "Querida, Encolhi as Crianças". Acho que a Novo Conceito esta mandando bem com esses lançamentos do selo #Irado. Essa capa está muito bonita e a história é cheia de aventuras. Mesmo não fazendo parte de público alvo, já digo que quero ler em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  9. Gosto de histórias engraçadas... Legal saber que vc ficou perdidinha no início, imagino que isso aconteça comigo quando eu ler porque já aconteceu com outros livros kkk Capa linda e resenha ótima.

    ResponderExcluir
  10. Sua resenha me deixou encantada com a história e os personagens. Se é deste jeito que você fala, com certeza vou adorar ler. Uma história cheia de aventuras, mistérios e ainda por cima engraçada, vou amar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Considerando que tenho alergia mortal a vespas, abelhas e marimbondos, esse livro me parece mais um livro de terror >< , me deu até arrepios pensar em uma Scarlatti na minha vida. Pensei que não fosse gostar muito da história, mas lendo a resenha de Infinity Drake, vi que estava errada, tirando o fato do final ser aberto, gostei do enredo e acredito que ainda lerei esse livro. Os personagens parecem ser intrigantes e cativantes, não aquela coisa rasa. Espero não ter feito um mau julgamento do livro, torcendo para que ele seja realmente bom u.u !!

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D