Resenha - Drinques para três

Edição: 1
Editora: Record
ISBN: 9788501098160
Ano: 2014
Páginas: 352
Tradutor: Alice França Moreira
Sinopse - Drinques Para Três - Madeleine Wickham
Inteligentes e bem-sucedidas, todas trabalham para a mesma revista em Londres e, uma vez por mês, se encontram em um bar para colocar o papo em dia. Mas, apesar de saber que podem contar uma com a outra, preferem guardar certos segredos a sete chaves. A bela Roxanne há anos mantém um relacionamento com um homem casado; a competente Maggie de repente se vê prestes a assumir uma função para a qual não se julga preparada; e a doce Candice, da noite para o dia, resolve que precisa prestar contas com o passado. Só que o que Candice não imagina é que essa resolução vai dar início a uma série de acontecimentos que poderão abalar para sempre a amizade das três.

Drinques para três conta a história de três mulheres que trabalham em uma mesma revista de Londres e que viram sua amizade crescer tomando drinques em um bar, sempre no mesmo dia. Cada uma passa por um problema pessoal, Candice encontra uma pessoa de seu passado, uma antiga amiga que teve sua vida arruinada pelas pilantragens do pai de Candice, e por se sentir muito culpada tenta ajudar essa amiga, que talvez não seja tão querida e inocente como Candice imagina. Roxanne vive um relacionamento há anos um homem casado e não sabe mais o que fazer para que ele fique somente com ela. Maggie está grávida é totalmente perdida quando o assunto é gravidez, ela morre de medo de não ser uma boa mãe e falhar em sua nova função. Mas se tem uma coisa que as meninas não deixam de fazer, independente dos problemas, é marcar um drinque para três.

Talvez muitos ainda não saibam, mas Sophie Kinsella é minha autora preferida é esse é o primeiro que leio dela assinando com seu nome natural Madeleine Wickham, quando o primeiro livro com esse nome foi lançado no Brasil eu fiquei com receio de ler, vi alguns comentários negativos que diziam que ela mudou a essência de sua narrativa. Em drinques para três continuei amando a narrativa de Sophie, mas notei que como Madeleine, ela realmente escreve muito diferente da Sophie, drinques para três mais parece um dos livros da Candace Bushnell e senti falta do enredo divertido e engraçado.

Candice é personagem mais irritante do livro, juro que eu até me peguei torcendo para que ela se desse mal por ser tão ingênua e sonsa, meu Deus, ao invés do confiar em suas amigas, fica dando trela para uma pessoa que mal conhece. Ela fica totalmente obcecada em ajudar uma amiga do passado e fica fazendo de tudo para consertar a vida da mulher, desde o primeiro momento você já nota que a mulher é uma peste, mas Candice não, ela é a única que parece não notar que tem algo de muito errado nessa história. Em ralação a identidade do amante da Roxanne eu só digo que fiquei bem surpresa, eu imaginei vários personagens, menos o que realmente era e achei deprimente o final dele. Maggie é uma personagem legalzinha, mas não tem nada que a destaque, os problemas dela são sempre como cuidar do bebê e como enfiar nas roupas de antigamente. Minha preferida foi a Roxanne, a personalidade forte dela me conquistou.

Drinques para três tem um enredo bem legal e narrativa da Sophie é algo extraordinário, então dispensa elogios. Só acho que o livro poderia ter os toque de humor tão presentes nos outros livros, eles realmente fazem muita falta. A capa ficou bem legal e de acordo com o enredo, revisão ficou ok também. O livro está mais do que recomendado.


21 comentários

  1. Oi Feh!

    Bem, não é meu gênero preferido de leitura, mas gostei da resenha. Só não gostei muito da capa.... rsrsrsrsrsrs

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia esse livro da Sophie. Já li muitos livros dela e a maioria amei. Até reli alguns esse mês, pois me divirto muito com as estórias contadas por ela. Vou adicionar a lista e assim que der talvez leia.

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada da Sophie e tenho muita vontade de ler ,ela é a queridinha de muitas meninas. Eu achei interessante a premissa desse livro e fiquei com vontade de lê-lo pra saber como as amigas vão resolver seus problemas.

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto bastante da premissa do livro, por ela ser algo inusitado e diferente das coisas que costumo ler, apesar de eu achar os dramas um tanto batidos. Confesso que odeio personagens sonsas e ingênuas também, elas me irritam ao extremo. Já as que tem personalidade forte, como tu descreveu, me intrigam e conquistam na hora.

    ResponderExcluir
  5. Uau, não sabia que o nome verdadeiro da Sophie é Madeleine Wickham *o* hahaha. Gostei da sinopse, mas fiquei ''chateada'' por ter personagens tão chatinhos e por não ter o toque de humor que eu tanto amo na escrita da Sophie :/ mas talvez eu de uma chance ^^

    ResponderExcluir
  6. Não sabia que Sophie Kinsella era um pseudÔnimo! Acho legal livros nesse estilo; não sou fã, mas gosto do enredo divertido e engraçado... se não tem isso, certamente não lerei ;/ a capa também não ajuda!

    ResponderExcluir
  7. Não gostei muito, não faz o meu tipo, mais bela resenha!

    ResponderExcluir
  8. O interessante é ver que a autora consegue diferenciar sua escrita de acordo cpm a "personalidade" que está escrevendo. Acho que se ela colocasse um toque de humor, talvez se aproximasse ainda mais do pseudônimo Sophie Kinsella. Mesmo assim, acho que deve ser bem legal. Quero muito ler a autora nas duas formas.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  9. Parece ser normal autores mudarem o nome com o qual assinam seus livros quando mudam o estilo de narrativa, não acha? Nunca tinha ouvido falar da autora( bem como o outro nome com qual assina os livros), mas aceitei sua recomendação de ler o livro rsrs

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia ainda. Foi uma agradável surpresa saber que a autora que amo escreveu este livro. Com certeza vou ler. Um tema bem atual que me deixou bastante curiosa. Não vejo a hora de poder ler também. Valeu pela dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oie Fernanda,
    Não li nenhum livro da Sophie Kinsella =( acho que por todas as resenhas e comentários sobre a autora, esse é um livro que não conseguiu me deixar interessada de imediato, não sei se pela falta de humor ou da capa (talvez os dois), mas como você gosta da escrita dela e recomendou o livro, vou colocá-lo na minha lista quem sabe eu não venha lê-lo?
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  12. Para ser sincera, embora a resenha tenha ficado ótima, nem a capa, nem o título ou a história me conquistaram. Não parece o tipo de livro que eu gostaria de ler, nem os conflitos que gosto de ver em bons livros. Os personagens parecem ser meio "água com açúcar" e nenhum pouco profundos. Talvez esteja enganada, contudo foi essa a impressão que tive >< .

    ResponderExcluir
  13. Oii :)

    Infelizmente esse não foi um livro que me conquistou.. Até achei que a história seria bem interessante, mas sabe quando você acaba se irritando com todos os personagens? Foi essa a impressão que eu tive, fora que essa capa não ajuda muito né?
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Pareceu um chick-li, se não for. Eu adoro livros assim, com mulheres loucas e que são amigas. Gostei dessa de drink no bar no mesmo dia, e cada uma com suas
    coisas e sendo amigas mesmo assim, uma ajudando a outra.
    Não sabia mesmo que Sophie é sua autora preferida, mas sabe... comentários negativos a gente ouve mesmo, e temos que ler para ter conclusões, e foi o que tu fez.
    Não gostei da Candice também, pela sua descrição, odeio personagens que confiam demais e são tontos, prefiro os malvados e fortes.
    Uma pena que faltou mais humor nesse, mas pretendo ler a autora.
    Abraços Fernanda,
    ThayQ.

    ResponderExcluir
  15. Olá, Fernanda!

    Embora o livro não pertença a um dos meus gêneros prediletos, achei sua resenha bem instigante. Entretanto, fiquei meio chateado ao saber que a autora não utilizou do humor (que, segundo você, está presente em outras obras), já que gosto de livros descontraídos ;)

    Até mais,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Adorei a resenha... realmente me deixou com muita vontade de ler o livro.... Mas pelo que você colocou, realmente um toque de humor faria a diferença... O livro estará na minha lista de leitura...

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia o livro nem a autora, mas gostei muito da resenha!
    Gosto de livros desse gênero na verdade gosto de todos os gêneros, amo livros.... rsrsrsrs
    Mas confesso q não curti muito essa capa não... merecia uma capa melhor!

    Bjinhos, Até mais....

    ResponderExcluir
  18. Oi Fe,
    Não curti muito essa capa, sei lá, ficou meio esquisita sabe. Seria um livro que não me chamaria a atenção se eu visse em uma loja.
    A história parece ser legal, mas não sei se leria. Acho que se fosse ler ia sentir falta do humor que você tanto achou falta também, acho que livros desse estilo tem que ter uma pitadinha de humor. Beijos

    ResponderExcluir
  19. Eu só descobri a Sophie Kinsella ano passado, com o livro Fiquei com seu número. E lógico que ri horrores e já coloquei como meta ler todos os livros dela, hahaha

    Ainda não conhecia esse, e se fosse julgar pela capa não leria :p
    A escrita dela é ótima, a história parece ser boa, mas poxa, o melhor dos livros dela é o humor.

    ResponderExcluir
  20. Eu só descobri a Sophie Kinsella ano passado, com o livro Fiquei com seu número. E lógico que ri horrores e já coloquei como meta ler todos os livros dela, hahaha

    Ainda não conhecia esse, e se fosse julgar pela capa não leria :p
    A escrita dela é ótima, mas poxa, o melhor dos livros dela é o humor

    ResponderExcluir
  21. Achei assim meio tipo Sex and the City, rsss.
    Ja gostei. Um Drik para Tres me parece ótimo e nao li nada ainda de Sophie.

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D