Resenha - Eu Estive Aqui - Gayle Forman

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580414233
Ano: 2015
Páginas: 240
Tradutor: Fabiano Morais

Sinopse - Eu Estive Aqui - Gayle Forman
Eu Estive Aqui - Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal? A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos. Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida. Eu estive aqui é Gayle Forman em sua melhor forma, uma história tensa, comovente e redentora que mostra que é possível seguir em frente mesmo diante de uma perda indescritível.



O melhor livro de Gayle Forman que eu li até agora....

Eu estive aqui conta a história de Cody, uma jovem que mora em uma cidade pequena com a mãe. Ela e a mãe não possuem uma relação muito íntima, parecem duas pessoas que dividem a mesma casa, mas não a mesma vida. Ela sempre quis sair da cidade para cursar faculdade, mas a mãe não quis se endividar e por isso ela acabou ficando na faculdade comunitária mesmo. Sua melhor amiga Meg foi cursar faculdade em Tacoma e Cody acabou ficando sozinha. 

A vida de Cody começa a tomar um rumo diferente quando ela recebe um email de sua amiga Meg, dizendo que ela havia se suicidado em um quarto de motel, há dois atrás. Meg se programou para tudo o que iria acontecer, tomou as devidas precauções para que tudo desse certo na hora de partir dessa pra melhor. Ela tomou um veneno raro, deixou gorjeta para a camareira e pendurou um aviso de não perturbe. Cody fica em choque, se perguntando como ela não percebeu que sua amiga dava sinais de que isso um dia poderia acontecer. 

Os pais de Meg resolvem pedir a Cody que ela vá até Tacoma, para recolher as coisas que a filha deixou para trás. Lá Cody começa a descobrir fatos da vida de Meg e percebe que por trás da morte dela ainda tem uma bagagem enorme, que ela pretende abrir e descobrir em todos os detalhes, talvez as coisas não sejam tão simples como todos pensam.  Cody conhece os amigos de Meg e também  Ben McCallister, um guitarrista que se envolveu com Meg e parece saber de muitas coisas que Cody não sabia. 


Eu estive aqui é livro sensacional, emocionante, fascinante e não sei mais qual adjetivo usar para descrever esse livro que ganhou meu coração. Foi uma leitura viciante, eu não conseguia largar o livro nem por um segundo, fiquei presa da busca de Cody por encontrar pistas que levasse a entender as motivações de Meg. Esse é um livro que acima de tudo nos mostra o poder e a força da amizade, mostra que nem mesmo a morte pode separar almas gêmeas que encontraram na amizade, uma forma de superar as dificuldades do dia-a-dia. 

Eu sempre tive uma queda por livros que falam sobre a força da amizade, sempre quis encontrar uma amiga gêmea, assim como Meg e Cody eram, acho que por isso eu sempre fico apaixonada por livros assim. Uma vez eu tive uma pessoa assim na minha vida, mas as circunstancias da vida fizeram as coisas desandar e agora eu caminho por ai, procurando alguém assim, que saiba o que eu estou pensando só com o olhar, é maravilhoso quando você encontra uma amizade assim, forte e que de preferência não vá embora por nada. 

Mas também é um livro que aborda muitos pontos fortes, não só o suicídio em si, mas o que leva a ele, coisas como a depressão por exemplo e talvez esse seja de fato o principal motivo por esse livro ter se tornado tão marcante pra mim. Convivo com o assunto depressão há anos, minha mãe sofre desse mal por ter sofrido assédio moral há tempos atrás, foi um momento de muito sofrimento em nossa vida e Gayle realmente retrata e desespero de pessoas que sofrem desse mal, a busca por se livrar do sofrimento, por tentar fazer ir embora toda a angustia e a dor. Infelizmente muitas pessoas escolhem ir para o pior lado dos caminhos. Mas ainda bem que minha mãe escolheu o caminho mais difícil, o da luz. 

A narrativa de Gayle é delicada, simples e sem muitos rodeios, ela é bem direta ao ponto e gosto de enredos que se desenvolvem assim. O livro tem um romance, mas logo de cara percebemos que Gayle não se perde nesse quesito, ela sabe qual é  o ponto principal e sabe que ele deve permanecer como destaque. 

A capa tem tudo a ver com o livro, quem ler vai entender e a editora Arqueiro mandou um kit maravilhoso que também combinou perfeitamente com a história de Eu Estive Aqui.



Só tenho a recomendar esse livro maravilhoso e suplicar para todos vocês corram para as livrarias e confiram esse livro que é indescritível. 
“Vejo que algumas pessoas estão chorando. Eu as fiz chorar. Me tornei um veneno. Se me beber, você morre".





13 comentários

  1. Oi Feh!

    Ha, me desculpe vio, mas mesmo com sua resenha maravilhosa, nunca mais quero ler algo dessa autora.... fiquei tão decepcionada com Se eu Ficar que agora corro dela.... kkkkkk

    Bem, se eu ganhar, quem sabe, mas por enquanto não, obrigada! rs

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. eu ja li, mas sabe aquela história que te marca que você não consegue expressar bem em palavras?
    a autora tem o poder de tratar de questões tão forte com um jeito singelo, ao mesmo tempo que trabalha sentimentos em seus personagens, desperta reações no leitor!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olaaa
    Poxa, estava bem atraida pela leitura mas depois de ler sua resenha fiquei ainda mais por saber melhor do que se trata e o que esperar da autora haha eu a adoro e quero ler todos dela.

    Beijos
    Reality of Books

    ResponderExcluir
  4. Oiie
    Fer!!!!
    Mano sério, não dava pelo livro, o mesmo nem me chamou atenção, mas sua resenha está tão perfeita e vc falou tão bem, que fiquei extremamente impressionada, pode se dizer que o bichinho da curiosidade me mordeu hahaha
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Fernanda!
    Só li Se Eu Ficar e rolou um trauminha. Já vi bons elogios a Apenas um dia/ano e agora têm aparecido várias resenhas positivas desse, então acho que o problema da Gayle foi pontual. Acabei não solicitando esse, mas já tô de olho.
    Me interessei não apenas por causa das emoções que o livro proporciona como pela questão da amizade.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  6. Achei interessante você ter gostado da forma como a autora abordou a depressão, já que convive com a da sua mãe. Adorei alguns livros da Gayle que li, e estou ansiosa para ler esse.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  7. Oi Fê
    eu nunca li nada da Gayle, e confesso que nem tinha vontade. Mas a cada resenha desse livro fico mais e mais curiosa. Adoro livros que falem de amizade, e só sua expressão almas gêmeas amigas me conquistou. Além disso, também acho muito importante falar sobre os fatores que levam ao suicídio, muito mais do falar dele em si. Também já convivi com a depressão na família, e sei o quanto é devastador e afeta a todos.
    Por esses motivos, acho que vou parar com meu preconceito (porque admito que é isso que tenho) e dar uma chance a Gayle
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Fernando tudo bem?

    Eu tenho dois livros dessa autora, mas ainda não li nenhum. Eu estive aqui tem sido bem recomendado pelos blogueiros e eu acho que essa história deve passar uma mensagem lindo. Estou curiosa para ler este livro.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bom?
    Até agora só li um livro da autora, mas me emocionei muito com a história. Eu estive aqui fala sobre um assunto importante e cada vez mais comum em livros: suicídio. A premissa é interessante por isso e também por falar da amizade. Espero que a história me conquiste como aconteceu contigo porque quero descobrir o que aconteceu com ela.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Também gostei muito da leitura, me fez ficar com vontade de ler os outros livros da autora.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  11. Oi Fernanda, tudo bem??
    Adorei a resenha... quando li a sinopse do livro fiquei bem interessada na leitura, mais um que me encanto e que foge de minha zona de conforto...e lendo sua resenha percebi que a leitura vai ser boa e cheia de significado para mim. A escrita da autora parece ser fluida e faz um tempinho que quero conhecer a escrita... sua resenha levantou pontos importantes que fizeram meus olhos brilharem... Xero!!

    ResponderExcluir
  12. Posso dizer que tive três amigas gêmeas ao longo da vida. Na verdade tenho ainda, apesar de não ter mais tanto contato com todas elas. É uma experiencia maravilhosa e super engraçada! Eu não havia me interessado pelo livro, mas já identifiquei então entrou para lista de desejados. E você tem razão, o kit veio lindo demais!

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  13. Oie! Também adoro quando livros abordam sobre amizade, que é um tema tão incrível. Gosto muito da escrita da autora e estou bem curiosa para ler esse livro. Com certeza vou lê-lo em breve. Adorei a sua resenha.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D