Resenha- Rani e o Sino da Divisão

Edição: 1
Editora: Gutenberg
ISBN: 9788582351871
Ano: 2014
Páginas: 320

Sinopse - Rani e o Sino da Divisão - Quem não conhece bem Rani pode até achar que ela é uma adolescente comum, que mora em uma cidade do interior, acorda cedo para frequentar o ensino médio, e toca em uma banda de punk death metal com sua melhor amiga, Marina. Só que sua vida começa a se distanciar totalmente da normalidade quando, um dia, ao ir para a escola, ela resolve cortar caminho pelo cemitério, onde vê um garoto estranhamente bonito, vestido com roupas coloridas e tênis fluorescente, que a olha de uma maneira intrigante. Mais tarde, para sua surpresa, ela descobre que Pietro é aluno novo em sua classe. Dias depois, ele revela a Rani que faz parte de uma turma de excluídos, chamados Animais de Festa, uma facção de jovens (e nem tão jovens) seres sobrenaturais. E mais: que ela deve se juntar a eles, já que é uma xamã adormecida que precisa de treinamento imediato, pois está sob a mira de Aiba, um xamã poderoso que se alimenta da força vital de seus semelhantes. Cética mas curiosa, de repente ela se vê mergulhada em uma aventura com seus novos e estranhos amigos para encontrar o Sino da Divisão, o único artefato mágico capaz de derrotar o destrutivo e cruel Aiba.


Em Rani e o Sino da Divisão conhecemos Rani uma menina negra que mora em Graúna, ela tem uma banda de punk death metal com sua melhor amiga marina, tem um estilo meio alternativo, mas é uma adolescente comum. Certo dia, indo para a escola ela passa pelo cemitério da cidade e encontra com um garoto, com tênis florescentes , chamado Pietro. Pietro agora estuda na mesma classe que ela e a chama para fazer para de sua turma, os Animais de Festa, uma facção de jovens seres sobrenaturais. É ai que Rani descobre  que é uma xamã adormecida que precisa de treinamento para liberar seus poderes e lutar contra Aiba, um xamã muito perigoso que tem assinado muitos xamãs para roubar seus poderes. Rani e a turma precisarão ir atrás do Sino da Divisão, o único artefato capaz de derrotar o vilão.

Esse livro com certeza foi um grata surpresa, antes de solicitar o livro eu nem sabia que ele foi escrito por um autor nacional. Após a leitura acho que posso dizer com veemência que esse foi um dos melhores livros nacionais de fantasia que eu já li. 

Jim nos apresenta uma história muito bem elaborada, bem escrita, um universo especial que fala sobre muitas criaturas curiosas bem boladas e de tudo que é espécie. A escrita do autor é bem fluida, carregada de sarcasmo, o que arranca dos leitores bons sorrisos. Mas além de falar sobre fantasia e aventura, o enrendo tem a grande sacada de falar sobre um problema série que infelizmente ainda observamos de maneira recorrente na sociedade, o racismo. Ele aborda essa questão do preconceito de uma maneira bem real para o que leitor, mesmo que ainda jovem, seja capaz de compreender a seriedade disso. 

Em relação aos personagens fica visível que todos foram muito bem pensados e delineados  no enredo, todos com uma presença incrível, são personagens envolventes e apaixonantes. Rani é uma protagonista diferente, irônica, sarcástica, engraçada e tem o estilo meio punk. Os personagens secundários também são ótimos e muito engraçados, como Valentina, Jefferson, Fred, Tales e o próprio Pietro <3.

Rani e o Sino da Divisão é um livro repleto de aventuras, mistérios e surpresas. A narrativa é feita em primeira pessoa, a minha preferida. Acho tão melhor quando temos um contato direto com o protagonista. O livro também é cheio de observações e comentários feitos pela própria Rani. Esse não é um livro de altos e baixos, somente altos, é uma aventura atrás da outra.

Cada capítulo vem adornado pelo trecho de uma música de rock o que deu um charme todo especial ao livro e demonstra o carinho que o autor e a editora tiveram com o livro, além disso o livro tem detalhes lindos. Além disso, a capa é linda, com detalhes em verniz. Revisão da editora ficou impecável. Gutemberg esta de parabéns pelo capricho.

Enfim, só tenho a recomendar. Livro fantástico e surpreendente. Vai agradar qualquer leitor.





9 comentários

  1. Eu achei a sinopse bem intrigante... Fiquei bem curioso para ler o livro, ahh, e mais uma literatura nacional para eu ler...
    gostei muito da resenha...
    http://infinitoparticulardoslivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Feh, vc disse rock???? *o* kkkkkkkkk

    É, vou a falência, fato! kkkkkk

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  3. Fiquei muito curiosa para ler o livro. Já tinha visto ele por aí, mas nunca li uma resenha. A sua me deixou muito afim mesmo de conhecer a trama. Ainda mais com tantos elogios e por ter tantas aventuras, mistérios e surpresas, e claro por cada capítulo ter um trecho de uma música de rock, muito legal!!
    Preciso ter ele na minha lista, para minhas futuras leitura =)
    Bjs Nanda!!

    ResponderExcluir
  4. Leituras nacionais sempre me surpreendem de um jeito bom (sério)! Esse não me agradou tanto assim a primeira vista, mas talvez em outro momento, rsrs. Beijos :*

    ResponderExcluir
  5. Cativante a sinopse desse livro, não lembro de nenhum livro nacional do gênero fantasia que tenha lido e esse é tão legal, tem algo na história que é diferente, coloquei na lista de leituras.

    ResponderExcluir
  6. Oi Fefa!
    Só não entendi o porquê das quatro estrelas sendo que você gostou tanto!
    Euu não conhecia este livro, mas gosto bastante de fantasias, então acho que vou ler sim.
    Beijos!!
    umlugarparaleresonhar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi! Já li alguns livros de fantasia, mas todos me decepcionaram, comecei a char que eu não gosto mesmo é do gênero, acho que esse livro é uma boa opção para que eu tire essa dúvida. Gosto de tramas que abordem preconceitos, acho interessante como elas se desenvolvem. Acho que será uma grande aventura que nossa protagonista enfrentará.

    ResponderExcluir
  8. Oi! Já li alguns livros de fantasia, mas todos me decepcionaram, comecei a char que eu não gosto mesmo é do gênero, acho que esse livro é uma boa opção para que eu tire essa dúvida. Gosto de tramas que abordem preconceitos, acho interessante como elas se desenvolvem. Acho que será uma grande aventura que nossa protagonista enfrentará.

    ResponderExcluir
  9. Eu já amo livros sobrenaturais, sendo escrito por um autor nacional e falar sobre preconceito, racismo, já me ganhou!!!
    Acho superimportante apelarem para esses temas forte. E sempre busco esse tipo de livro.
    bjos

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D