Resenha - Naomi & Ely e A Lista do Não-Beijo - David Levithan

Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501103123
Ano: 2015
Páginas: 256

Sinopse - Naomi & Ely e A Lista do Não-Beijo - David Levithan - A quintessência menina-gosta-de-menino-que-gosta-de-meninos. Uma análise bem-humorada sobre relacionamentos. Naomi e Ely são amigos inseparáveis desde pequenos. Naomi ama Ely e está apaixonada por ele. Já o garoto, ama a amiga, mas prefere estar apaixonado, bem, por garotos. Para preservar a amizade, criam a lista do não beijo — a relação de caras que nenhum dos dois pode beijar em hipótese alguma. A lista do não beijo protege a amizade e assegura que nada vá abalar as estruturas da fundação Naomi & Ely. Até que... Ely beija o namorado de Naomi. E quando há amor, amizade e traição envolvidos, a reconciliação pode ser dolorosa e, claro, muito dramática.


Naomi é apaixonada por Ely, mas Ely é gay. Ela não se importa, fica com aquela ideia na cabeça de que ele um dia vai deixar de ser gay e  vão casar e formar uma família, tipo conto de fadas. Eles são melhores amigos desde sempre, são tipo inseparáveis. Com o objetivo de preservar a amizade, eles criam uma lista de não beijo, uma lista de garotos que eles não podem beijar em hipótese nenhuma. Mas Ely beija Bruce, o namorado de Naomi e ai começa o drama. 

Eu sempre gostei muito dos livros do Levithan por ele sempre criar uma sociedade em que ser gay é como algo natural, o que de fato deveria ser, mas que na nossa sociedade, não sei porque, ainda é visto como algo polêmico, alvo de preconceitos. Amooo que ele escreva assim  <3 os personagens são sempre muito abertos quanto a sua sexualidade e acho que é assim que o mundo real deveria ser. 

Naomi é linda, mas é muito irritante. Ela viaja completamente e o que mais me deixou irritada foi que Ely beija o namorado dela e ao invés dela ficar puta com a situação da traição, ela fica revoltada porque o Ely era só dela e o caso futuro dos dois não envolvia Bruce. Fiquei chocada, sinceramente. Se um amigo meu fizer uma traição dessa, eu nunca mais quero ver ele na minha frente, não me importa se ele é melhor amigo, se sou apaixonada por ele, traição é traição e não tem desculpa. 

O livro é narrado por diversos personagens, cada capítulo compete a um personagem do livro, o que foi bem legal, porque da pra saber a visão do Bruce sobre tudo, já que com o beijo do Ely ele descobre que também gosta de meninos. Não gostei do Ely, achei ele super traíra e não consegui me apegar a ele por isso. Os capítulos da Naomi foram de difícil compreensão, ela tem a mania de se comunicar com Ely por símbolos, então o capitulo tem várias palavras substituídas por símbolos e eu fiquei viajando. Eu sempre gosto de uma leitura muito corrida, mas direto eu tinha que parar tudo para tentar decifrar o que ela queria falar.

Eu aprecio os enredos criativos que o Levithan nos apresenta, acho que isso é o que eu mais gosto nele, também gosto da abordagem envolvente e bem atual que prende o leitor a obra. Esse é um livro que nos apresenta uma mistura interessante de pontos polêmicos com o sabor da juventude. É um livro engraçadinho, mas apenas isso. Não tem nada demais, não tem um diferencial, algo que se sobreponha aos outros livros do autor. Não me apeguei a nenhum personagem, gostei apenas da história em si, mas poderia ter sido melhor. 

Em suma, é um livro pra passar a tarde, já que é pequeno, é leve, gostosinho de ler, mas só isso. Não tem nada de extraordinário. Adorei a capa *_*





22 comentários

  1. Ely realmente é uma traíra, eu jamais perdoaria. A capa é linda, porém a sinopse não me atraiu.

    sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ta aí um livro que to desesperada pra ler. Apesar dos comentários negativos que vejo em todos os lugares sobre a historia, necessito ter esse livro porque to apaixonada por essa capa desde quando vi pela primeira vez. Infelizmente, ainda não li nada do David e preciso começar por esse livro.

    ResponderExcluir
  3. Oi Feh!

    Nunca li nada do autor, mas tenho vontade. Infelizmente o enredo não me chamou muito a atenção, mas espero poder ler outras obras do autor!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  4. Não sei se gostei muito desse, porque na verdade já comecei a ler Will e Will (do mesmo autor) e só consegui ler até a metade do livro, não sei bem porque :/ acho que não me identifiquei muito com a escrita dele, mas quem sabe um dia dê uma oportunidade... Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li nenhum livro do David Levithan, mas já vi muitos comentários positivos sobre a escrita dele, e fiquei super curiosa com a história desse livro.
    Adorei sua resenha, me interesso muito por livros que são bons de ler e que le rapidinho, que é o caso desse livro, adicionei em minha lista de leitura e pretendo ler.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu nunca li nada do David, mas tenho curiosidade.
    Gostei do trailer da adaptação cinematográfica do livro, então já tem alguns dias que tô curiosa pela leitura. Pela sua resenha parece ser algo bem leve e morno, mas ainda assim quero ler. Acho que também vou odiar Ely.
    Ótima resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Tenho lido muitas resenhas sobre o livro e me interessado bastante. Quero ler, apesar de saber que vou me irritar muito pelo que Ely fez. Mas quero conhecer a história e ver como se desenvolve.
    Ótima resenha!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  8. Oi Fefa <3
    Nossa eu vi várias pessoas super detonando este livro, eu estava tão empolgada. Eu ainda quero ler, porque pelo menos para mim a história parece ser bem legal. Mas estou sem expectativas nenhuma.
    E acho que isto é até bom, porque pelo menos não vou me decepicionar.
    E realmente a capa está bem fofinha.
    Pretendo lê-lo em um sábado, porque ai eu leio a tarde inteirinha e o acabo bem rapidinho.
    Beijos!!
    umlugarparaleresonhar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. A capa desse livro é linda. Eu amo a escrita do Levithan, mas concordo com sua resenha e tbm acho que irei sentir o mesmo se eu tiver a oportunidade de ler o livro.
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Esse livro já ganhou minha antipatia na sinopse. Primeiro porque me parece que essa menina tem problemas pela insistência em se apaixonar pelo amigo gay, e segundo pelo realmente super amigo gay beijar o namorado dela. E aí você ainda me diz que ela só fica puta porque o Ely era só dela... realmente tem problemas de cabeça essa Naomi. Não tenho a menor vontade de ler, embora tenha gostado de outros livros do autor.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  11. Oi Fernanda, tudo bem? Amo os livros do David exatamente por tudo isso que você falou, mas estava com receio desse livro, exatamente por ele escrever com a Rachel Cohn e eu não ter me dado bem com outra experiência dos dois escrevendo juntos que foi "Nick & Norah" e agora com sua resenha de "Naomi & Ely" já vou ler sabendo o que esperar.

    Que pena que esse livro não é tão bom quanto os outros, e nossa, que loucura isso de escrever em símbolo, acho que eu ficaria bem perdida também. E realmente, a Naomi parece viajar muito e ser bem chatinha, achando que o Ely vai deixar de ser gay para ficar com ela, e a atitude dela ao saber da traição é a pior. Mas gostei da diferentes narrativas.

    Enfim, é um livro que vou ler sabendo que posso não gostar tanto, como foi o caso de "Nick & Norah", mas ainda assim quero conferir.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  12. nunca li nenhum e pelo tema não sei se leria algum, achei a capa bem original!
    Diana Medeiros
    http://meuvicioemlivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Olaaa
    Adorei sua resenha e amo esse autor, então estou louca para ler o livro haha a capa está linda.

    Beijos
    Reality of Books

    ResponderExcluir
  14. Bem original essa história. Gostei. Obrigada por sua resenha.
    bjs

    https://valisedepalavras.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  15. Fala tu, Fefa
    to doida pra ler esse livro. Adoro a escrita do Levithan e da ultima vez que peguei um livro dele eu quase me debulhei em lágrimas. Foi tenso. Naomi e Eli parece ser uma leitura mais leve. Quero ler em breve

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi Fer.

    Eu li apenas um dos livros do autor, e até gostei da trama e da forma como ele aborda os assuntos e realmente fica muito natural. Este eu não conhecia, mas se tiver oportunidade darei uma chance a leitura

    Beijos
    http://www.amorliterariooriginal.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi Fê!
    Eu vejo leitores falando bem da escrita do autor, depois que fui ver que já li um livro dele em parceria com uma outra autora, Nick & Norah, que gostei muito. Mas ainda não tive a oportunidade de ler outros títulos do autor. E assim como você gosto disso de ter uma sociedade em que ser homossexual não é uma dificuldade ou problema para os outros.
    Outras resenhas que vi falam a mesma coisa, de ser um livro gostosinho, mas sem nada de extraordinário, fiquei com vontade mesmo é de assistir ao filme, vi o trailer e tem o Matt que fará um personagem de TMI a série, e preciso ver esse homem atuando. hahahha.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Oi! Eu também não perdoaria, ficaria revoltada pela traição, rsrs. Se ele é tão falso assim, como ela gosta dele? Talvez não consiga enxergar esse lado, mas também percebi que ela é um pouco chata e meio sem-noção, rs.
    Bom, não leria esse livro.

    ResponderExcluir
  19. Olá... Fernanda, tudo bem??
    Eu adorei essa capa e nem sabia da existência desse livro rs.... mas curti a premissa... quero conhecer a história mesmo não sendo extraordinária... na verdade a escrita de David é maravilhosa e ele consegue me prender em qualquer coisa que ele venha a escrever, mesmo que talvez a leitura não seja daquelas melhores, mas ele sempre me prende... Xero!

    ResponderExcluir
  20. kkkk ameeeei o fato da Naomi ser apaixonada por um gay, porque todo menino que achava bonita na época da escola era gay!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk geeeente, eu surtava quando descobria (tinha uns que era difícil adivinhar, rsrsrs).
    Só li Garoto encontra garoto do Levithan e amei, agora quero ler TODOS dele! e esse parece ser o mais divertido.
    Gosto de ele abordar o tema gay, acho que assim prova como todos somos iguais e até na literatura é importante ter os direitos prevalecendo para todos. porque há alguns anos atrás era quase impossível ler um livro de personagem gay.
    bjos

    ResponderExcluir
  21. Oi!!
    Quero muito ler este livro , mas confesso que quero ver o filme primeiro, pois estou muitoo curiosa e adorei o Trailer, mas este livro esta na minha lista de desejados já :D
    Parabéns pela resenha!
    Bjos

    ResponderExcluir
  22. Humm... Esse livro não me chamou a atenção ao. Eu comecei a ler e parei. Não gostei muito não.
    Beijos

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D