Resenha - Dama da Meia-Noite - Cassandra Clare.

Edição: 1 de colecionador.
Editora: Galera Record.
Ano: 2016
Páginas: 554.
Tradutora: Rita Sussekind.

Em “Dama da Meia-Noite”, Cassandra retoma o universo de fantasia urbana da série Os Instrumentos Mortais, que já ganhou a tela de cinema e agora é série de TV exibida pelo canal Netflix. Cinco anos após os acontecimentos de Cidade do Fogo Celestial, acompanhamos os Caçadores de Sombras do Instituto de Los Angeles enquanto tentam descobrir os responsáveis por uma série de assassinatos que vitimam tanto humanos quanto fadas. Agora Emma Carstairs é uma jovem em busca dos assassinos de seus pais, com a ajuda de seu parabatai, Julian Blackthorn. As crianças cresceram e podem se tornar os melhores Caçadores de sua época.

Dama da meia-noite é o primeiro livro da trilogia Os Artifícios das Trevas tendo como protagonista Emma Carstairs. Ela é impulsiva, corajosa e pode até se mostrar meio egoísta em sua busca frenética para descobrir quem é responsável pela morte dos pais e  dos vários assassinatos e se podem estar interligados. Emma sabe que suas ações podem gerar problemas para aqueles que a amam. Fará o possível para desvendar esse mistério. Segue a lei, mesmo não concordando, se preciso irá infligi-la sem pestanejar. Julian Blackthorn, amigo e parabatai, é o oposto, teve que amadurecer e ser responsável cedo, zela e cuidando dos irmãos, centrado, esconde dos outros os seus sentimentos.

[...] A Clave tinha um lema: a Lei é dura, mas é a Lei. Todos os caçadores de sombras sabiam o que isso significava. As regras da lei da Clave tinham que ser obedecidas, por mais duras ou dolorosas que fossem. [...]

Se você leu as histórias da autora e não gostou talvez não curta tanto. Como assim? Quando vi o anuncio do livro e informações que as páginas postavam eu percebi que a essência,  assim como nas outras séries é a mesma, teremos problemas no quesito amoroso, sofrimento causado por isso e outros fatores. Mas vale a pena pelo suspense, investigação que Emma, Julian e seus irmãos irão empreender para desvendar os assassinatos. Juntos desvendaremos e uniremos as peças desse quebra-cabeça. 

Será mesmo que o assassinato dos pais de Emma possuem ligação com as outras mortes? Quem é ou quem são os responsáveis? Esses são alguns questionamentos que eu tive e você pode ter no decorrer do livro. 

A presença dos irmãos Blackthorn deram uma descontraída no clima de suspense com  as cenas em família, quando estavam juntos via-se a importância e que era essencial manter a família unida. A presença das fadas foi uma dose extra de emoção, conheci um pouco dos reino das fadas, mas especialmente da caçada selvagem, achei fascinante e ao mesmo tempo horripilante algumas informações. Uma cena me fez surtar e ficar de queixo caído
[...] Fadas acreditavam em promessas, muito mais que em fidelidade de corpo e coração. Uma pessoa fazia uma promessa ao seu amado, e cumpria essa promessa. [...]
Não tem como não se apaixonar por todos os irmãos. Ao ser narrado tudo que Mark passou, que é metade caçador de sombras e fada, quis abraça-lo e consola-lo. Surtei com algumas cenas, altos feelings. Já ia me esquecendo, eu amei a Cristina, uma caçadora de sombras do México que está passando uma temporada no Instituto. Eu seria ela nessa série. Não me decepcione, Cristina.


Tive uma certa dificuldade em engatar a leitura, demorei bastante, foram uns cinco dias com o livro, devido a isso minha avaliação não foi excelente. Devo ler os outros para ler esse? Se você não se incomoda com certos spoilers de outras obras, beleza, personagens e fatos de outros livros são citados, mas a autora explica tudo o que aconteceu após o fim da Guerra em Instrumentos Mortais, os termos utilizados no mundo dos caçadores de sombras. Agora falando como fã,  recomendaria ler do Instrumentos Mortais e a trilogia Peças Infernais. 

[...] Vocês são as metades de um inteiro. Vocês precisam ser diferentes, como luz e sombra; ele traz cautela para a sua imprudência, e você traz imprudência para a cautela dele. Sem o outro, vocês não funcionariam tão bem. É isso que significa ser parabatai. [...]

Na obra ainda temos uma Clave dura com suas leis e regras. Esperava uma mudança, claro, sabemos que atitudes geram consequências para o bem e para o mal. O que aprendi, fadas são sim rancorosas e até maldosas. Cassandra conseguiu me deixar divida com sua protagonista, ao mesmo tempo que amava a Emma  eu me irritava com algumas atitudes. Além disso, gosto que ela dá chance para o surgimento de casais homossexuais, bissexuais em suas obras, o que não é diferente em Dama da meia-noite. E no final encontramos um conto extra com os personagens de Instrumentos Mortais. 



Cassandra tem uma mente fértil, nunca pensei nessa explicação para o "Dama da meia-noite", quem seria, sua história. Uma cena em questão quase me fez chorar deixando-me com o coração apertado. Se você for sensível ou já conhece a escrita da Cassandra sabe que precisa se preparar, você vai sofrer com os possíveis relacionamentos amorosos que sofrerão muito até encontrar um final digno. Nada vem fácil, se for desconfie, se vier fácil, terá que abrir mão de algo.

[...] A risada desbotou em um sorriso um pouco triste.
- Como deve ser - disse ele. - O que pertence a um parabatai, pertence ao outro. Pois agora são um coração. E uma alma. [...]


13 comentários

  1. Eu queroo ler este livro!! Desde que acabei Cidade do Fogo Celestial já queria saber o que aconteceria com Emma.

    Falta só o dinheiro mesmo pra comprar, e o tempo pra ler, mais nada kkkk

    Beijos, Jéssica

    http://colecionadoresdelivross.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Bem, eu não me importo com os spoilers das obras anteriores, portanto, leria este sem pensar duas vezes, até porque preciso me render à escrita da autora e conhecer logo a forma de narrativa dela...
    Sabe, quando um livro demora muito para me prender, ele também perde alguns pontinhos...Gostaria de ver se este seria assim comigo tmbm.

    Beijo - Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiii Caroline, tudo bem?
    Menina infelizmente não tenho muito interesse em realizar a leitura deste gênero, não é uma obra que me atraia muito. Pularei a dica da vez, aliás sua resenha e as fotos ficaram fabulosas.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Oi Caroline.

    Mais uma resenha deste livro que leio e ficou com vontade de começa a ler os livros da Cassandra Clare, pois ainda não tive oportunidade de ler.A capa conseguiu chamar minha atenção e a história parece ser bem cativante.

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Ah, essas séries do mundo dos Shadowhunters...
    Eu só li, até hoje, TMI, e nem consegui finalizar, por conta do tempo. Mas foi só por falta de tempo, mesmo: adoro a escrita da Cassandra, e como ela consegue sempre nos surpreender. Quero MUITO ler esse livro. Tomara que eu ainda consiga a edição de colecionador hahaha. Amei a resenha!!

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  6. Ooi
    Não li nada da Cassandra Clare ainda, embora tenha muita vontade.
    Tenho visto váaarias resenhas desse livro, e a maiorias positivas. A cada resenha que leio só aumenta minha vontade haha
    O livro parece ser bem envolvente e "criativo". Espero ter a oportunidade de ler os livros dela algum dia.
    Ótima resenha!

    Beijoos
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oiii!!!

    Eu acho que já li umas 5 resenhas sobre essa obra e ainda assim não me sinto taaaao atraída e encantada para ler essa obra.
    Prefiro acompanhar as resenhas e saber pelos leitores e aí sim, quem sabe quando minha vida estiver mais relax eu consiga ler.

    Vamos para a resenha, de todas, você foi a única a dizer que é possível fazer a leitura sem se preocupar com a série anterior, se a autora conseguiu falar sem se tornar cansativo os detalhes do antecessor, é maravilhoso!

    Acho a capa linda e vc falou super bem da história! Parabéns!!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Escuto falar muito bem da autora, mas ainda não li nada dela.
    Não sei se começaria a ler podendo ter alguns spoilers.
    Mas o instituto parece ser um lugar bem interessante pelo que você falou.
    Esse negócio de meio fada e meio caçador de sombras me chamou muita atenção.
    Acho que daria uma chance.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  9. Preciso urgentemente continuar a série Instrumentos mortais, mas desanima esse bando de série do mesmo universo. rsrs
    Mas não vou desistir, até porque esse novo livro/série parece muito boa e envolvente.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, Caroline!
    Já tive curiosidade a série dos Instrumentos Mortais há muito tempo, mas realmente não me interesso mais pelos livros, até porque o teor mais sobrenatural das tramas não é bem o meu estilo de leitura, além de que os livros da Cassandra dividem muitas opiniões, e não sei se eu seria uma positiva ou negativa, rsrs, sou bem exigente e crítica. Mas que bom que gostou da leitura desse mais novo, grandinho como é, imagino que deva ter demorado a ler mesmo, mas faz parte. Para os fãs da autora, deve ser uma boa leitura mesmo, com suas ressalvas.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  11. Oi Carol!
    Tenho lido muitos comentários positivos a respeito desse livro, mas ainda não consegui me interessar por ele. Só li os dois primeiros livros da série Instrumentos Mortais e gostei "mais ou menos". O primeiro pra mim foi decepcionante, estava cheia de expectativas e dei com a cara na água. O segundo eu adorei. Mas parei por aí e não tive mais aquela curiosidade de continuar a ler. Ainda pretendo terminar a série, mas não é algo que farei por agora.
    A história parece ser bem legal e já vi muita gente se derretendo de amor pelos personagens.
    Ainda não bateu curiosidade, mas quem sabe mais pra frente não mude?
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi Carol, sua linda, tudo bem?
    Acabei de ler uma resenha desse livro. Já estava super curiosa para descobrir sobre o assassinato dos pais dela. Mas sua descrição dos personagens me cativou. Porque o envolvimento dela com essa investigação pode afetar as pessoas que ela ama? OMG!! Preciso ler esse livro. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Ahhhhh! Eu adoro os instrumentos mortais, devorei os livros e amo de paixao o Jace, entao estou MEGA ansiosa pela leitura de dama da meia noite! \o\ Ah, a Emma parece que desde quando apareceu em IM seria badass e isso ja me fez curtir demais a pequenina (na epoca) heheheh. Agora quero muito ler, poxa... ^^
    Beijos

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D