Resenha - A Guardiã de Histórias - Victoria Schwab

Edição: 1
Editora: Bertrand Brasil
ISBN: 9788528620566
Ano: 2016
Páginas: 322

Imagine um lugar onde, como livros, os mortos repousam em prateleiras. Cada corpo tem uma história para contar, uma vida disposta em imagens que apenas os Bibliotecários podem ler. Aqui, os mortos são chamados de Histórias, e o vasto domínio em que eles descansam é o Arquivo. Mackenzie Bishop é uma implacável Guardiã, cuja tarefa é impedir Histórias geralmente violentas de acordar e fugir do Arquivo. Naqueles domínios, os mortos jamais devem ser perturbados, mas alguém parece estar, deliberadamente, alterando Histórias e apagando seus trechos essenciais. A menos que Mac consiga juntar as peças restantes, o próprio Arquivo sofrerá as consequências.




A Guardiã de histórias conta história de Mackenzie Bishop, uma adolescente de 16 anos e que apesar da pouca idade, já carrega uma função muito importante qu herdou do seu avô, ela é uma Guardiã de Histórias. Cada pessoa que morre é uma História, e fica armazenada no Arquivo, ou seja, o corpo da pessoa fica ali preservado e tudo o que ela fez fica guardado como registro. E Mackenzie é a responsável por manter a ordem, por capturar as Histórias que tentam se libertar do Arquivo e ir para o Exterior. Mas se alguma delas conseguir realmente escapar, isso vira função da Equipe.

O mundo em que Mackenzie vive é divido em: O Exterior, o Arquivo e os Estreitos. 
O Arquivo é o local onde fica armazenadas as Histórias, O Exterior é um mundo comum, em que vivem os mundanos, ou seja, nós. E os Estreitos é uma espécie de local paralelo, uma transição entre o Arquivo e o Exterior. 

Em determinado momento, as Histórias começam a escapar com mais facilidade do que o normal e alguns trechos começam a ser alterados, ou seja, alguém esta mexendo nos arquivos sem que Mackenzie saiba e isso pode comprometer toda a estrutura do Arquivo. Agora a jovem precisa descobrir como parar tudo isso ou será tarde demais. 



Logo no começo do ano a Editora Record fez um encontro para os blogs parceiros e apresentou esse livro, pela empolgação do pessoal da editora eu logo fiquei desejando esse livro e criei grandes expectativas. E claro, não me decepcionei. 

O mundo criado por Victoria é sensacional,é tudo tão mágico e muito bem desenvolvido, ela consegue explicar o porquê das coisas com uma narrativa deliciosa e simples que torna a leitura muito rápida e ansiosa. Eu não consegui me despregar do livro e só parei quando terminei. 

A narrativa é em primeira pessoa (minha preferida), narrada por Mackenzie e por isso podemos conhecer não só o presente, como também a preparação dela para se tornar uma Guardiã. Eu particularmente não gostei da protagonista, acho que é o único ponto negativo do livro, por ter perdido pessoas muito amadas ela fica eternamente na sofrência e eu odeio isso. Tudo bem que é muito triste, mas sofrer eternamente não dá, muito menos fazer o drama todo que ela faz. Isso me tirou a paciência por diversas vezes.  Gostei muito mais dos outros personagens secundários



A Guardiã de Histórias foi um livro surpreendente, a autora consegue inovar e criar muitas reviravoltas interessantes que deram um toque diferente ao livro e deixando o leitor chocado com tantas surpresas, é um livro que foge completamente do comum, dos clichês. É uma fantasia sem igual e recomendo muito para qualquer público. 

A capa é linda, mas a original supera tudo. O trabalho da editora como sempre foi impecável. 




Um comentário

  1. Oi, Fernanda!
    Esse livro tem uma premissa tão interessante (e uma capa tão linda) que eu fiquei morrendo de vontade de ler. Só não fui pelas outras leituras que já tinha, mas pretendo começar em breve! Gostei da resenha, e às vezes a personagem principal não colabora, mesmo, sei como é, haha!
    Temos a resenha dele no blog, caso queira visitar, será muito bem vinda!
    Beijos, Bel
    livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D