Resenha - No Seu Olhar - Nicholas Sparks

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580415445
Ano: 2016
Páginas: 432
Tradutor: Alves Calado

Filha de imigrantes mexicanos, Maria Sanchez é uma advogada inteligente, bonita e bem-sucedida que aprendeu cedo o valor do trabalho duro e de uma rotina regrada. Porém um trauma a faz questionar tudo em que acreditava e voltar para sua cidade natal, a pequena Wilmington. A cidade também é o lugar que Colin Hancock escolheu para se dar uma segunda chance. Apesar de jovem, ele sofreu mais violência e abandono do que a maioria das pessoas. Também cometeu sua parcela de erro e magoou mais gente do que gostaria. Agora está determinado a mudar de vida, tornar-se professor e dar às crianças o carinho e a atenção que ele próprio não teve. Colin e Maria não foram feitos um para o outro, mas um encontro casual durante uma tempestade mudará o rumo de suas histórias. Ao confrontar as diferenças entre os dois, eles questionarão as próprias convicções. E ao enxergar além das aparências, redescobrirão a capacidade de amar. Porém, nessa frágil busca por um recomeço, o relacionamento deles é ameaçado por uma série de incidentes suspeitos que reaviva antigos sofrimentos. E quando um perigo real começa a se impor, Colin e Maria precisam lutar para que o amor sobreviva. Com uma trama madura e repleta de emoções e de suspense, No Seu Olhar mostra que o amor às vezes é forjado em crises que ameaçam nos destruir e que o primeiro passo para a felicidade é acreditar em quem podemos ser.






Antes de começar a resenha deixo aqui o meu Obrigada a Fernanda que, sabendo do meu desespero para ler Nicholas Sparks me ofereceu o livro para ler. Sou dessas que lê tudo do autor e estava bem curiosa para começar “No seu olhar” A protagonista é Maria, filha de imigrantes mexicanos, ela é uma jovem advogada totalmente dedicada ao trabalho. Após atuar como promotora no inicio da carreira, agora ela está em uma multinacional lutando para mostrar o seu valor. Apesar de adorar o trabalho, ela sofre com o assédio do seu chefe, que, apesar de casado, já mandou, várias vezes, indiretas para a funcionária. 

Um dia, voltando para casa, seu carro fura o pneu em meio a uma tempestade (como negar que esse é um livro do Nicholas? Todos eles tem uma tempestade) e Colin, que passava pelo local, se oferece para ajudá-la. Colin é grande, forte, e, no dia, tinha várias marcas roxas no rosto, além da camiseta ensanguentada. Isso porque ele é lutador amador de MMA e tinha acabado de voltar de uma luta. Em um primeiro momento, Maria se assusta, mas aceita a ajuda. É aí que tudo começa.



 Eles voltam a se encontrar pouco tempo depois. Colin é o garoto problema. Aos 28 anos, resolveu voltar aos estudos e, coincidentemente, estuda na mesma turma que Serena, irmã mais nova e tagarela de Maria. Por trás de todos os músculos, Colin esconde um passado complicado. Ele teve problemas de comportamento, foi expulso de várias escolas e já foi preso. Mas isto ficou para trás. Hoje Colin gasta sua energia com três treinos na academia, corrida pela manhã, estudos e ainda um trabalho como barman em um pub local. 

O legal do livro é que o relacionamento dos protagonistas não acontece de forma tão rápida como em outros livros do autor, felizmente. Sem dúvida foi um livro bem diferente dos últimos que eu li. “No seu olhar” é menos romance e mais suspense e mistério. Fiquei muito tensa. O foco é em assédio e perseguição. Maria sofre investidas de um anônimo e tudo o que posso dizer é que é realmente assustador. Flores no trabalho, carro arrombado, casa revirada, cartas com ameaças... é realmente muito sinistro. Nicholas ainda insere a discussão legal sobre assédio. Com certeza, neste ponto, a Fernanda (que é quase advogada), vai entender bem melhor que eu sobre o assunto Mas não é tão simples provar que tem alguém te perseguindo apenas afirmando que colocaram um buquê de flores no seu carro, por exemplo. 

Me senti muito impotente por Maria e, confesso, muito neurótica. Talvez por isso “No seu olhar” não tenha sido um livro tão fácil de ser lido. Explico: Até metade do livro, ele fluía super bem. Mas quando as ameaças à Maria começaram a se intensificar, botei o pé no freio e lia menos de dois capítulos por dia. 

Como um casal, eu até que gostei da Maria e do Colin. Ultimamente eu ando viciada em UFC e qualquer tipo de luta, então nem preciso dizer que adorei o Colin. Bem mais que a Maria.Quem também tem um papel bem importante na história é Serena, irmã mais nova da Maria, que estuda com Colin. Ela é uma figura: agitada, fala o que pensa e bem independente. Evan e Lily, por outro lado, são um casal de amigos de Colin. Ele e Evan moram no mesmo terreno. Não gostei muito da Lily, mas o Evan é um amor e quase um irmão para Colin. Claro, tirando a temática, o livro é 100% tradicional Nicholas Sparks. MUITAS descrições, capítulos grandes, poucos diálogos, parágrafos enormes... Não é o melhor do Sparks, mas, sem dúvida, foi o que mais mexeu comigo.

Fãs de Sparks, não percam este livro. E se você nunca leu nada do autor e quer experimentar algo um pouco diferente da “narrativa clichezão” (não que eu concorde com isso) que já virou fama do autor, tente “No seu olhar”.


Raquel Araujo 


Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D