Resenha - O ar que ele respira - Brittainy C. Cherry

Edição: 1
Editora: Record
Autora: Brittainy C. Cherry
ISBN: 9788501075666
Ano: 2016
Páginas: 308

Da mesma autora de Sr. Daniels.
Eu fui advertida sobre Tristan Cole.“Fique longe dele”, as pessoas disseram. “Ele é cruel. Ele é frio. Ele é problemático.”
É fácil julgar um homem por causa de seu passado. Olhar para Tristan e enxergar um monstro. Mas eu não podia fazer isso. Eu tinha que aceitar todos os monstros que viviam dentro dele, porque eles também viviam dentro de mim. Nós dois estávamos vazios. Nós dois estávamos procurando por algo mais. Algo mais. Nós dois queríamos juntar os cacos dos nossos passados. Então, talvez pudéssemos, finalmente, lembrar de como respirar.

Tristan Cole tinha expectativas, sonhos, realizações, uma vida feliz e harmoniosa. Tudo que sempre desejou, mas sua vida mudou em um piscar de olhos, em um instante tudo que ele alcançado de bom lhe foi tirado. 

No prólogo somos situados na vida de Tristan e da protagonista, Elizabeth. As situações e momentos que mudaram vossas vidas para sempre. Cada um com seu sofrimento. Cada um tentando seguir a vida e juntar os pedaços  da vida. Personagens com um que de devastados sempre me geram o sentimento de: vem cá, deixa eu te abraçar só um pouquinho.

[...] Ninguém merecia estar sozinho. [...] 
Conheceremos dois homens, um que já foi feliz e hoje, tem um olhar triste, postura fria, jeito privado e até um pouco mal educado, irritadiço e sem paciência para a vida, que não tem medo de demonstrar sua magoa, raiva e sentimentos. Nossa, que tristeza, você pode declarar, porém você vai compreendê-lo, entender o que gerou todos esses sentimentos não tão felizes. O Tristan atual me lembrou um homem das cavernas. Enquanto isso, Elizabeth tenta se mostrar calma, racional. A primeira vez que ela se depara com Tristan temos uma batalha de egos.

[...] Nós dois éramos vazios. Nós dois estávamos procurando algo mais. Algo melhor. Nós dois queríamos juntar os pedaços destruídos de nossos passados. Então, talvez pudéssemos, finalmente, lembrar de como respirar. [...]  

Logo de cara eu amei a Emma, a filha da Liz, adoro crianças inseridas nas histórias, elas trazem um que de divertimento no enredo, quando soltam comentários inocentes, porém com um que de verdade. Elizabeth é uma mulher forte teve que conviver com uma perda pela filha. Não se rendeu as tristezas pela filha. Porém no seu coração a tristeza ainda se faz presente. As vizinhas da Liz são fofoqueiras nível hard. Tem uma cena que eu fiquei que nem a Liz, de queixo caído,  e me fez repensar sobre homens barbados, risos. Que cena? Só lendo para saber, somos anti spoilers de livros bons. 

Os capítulos são narrados na visão da Liz e Tristan. Definitivamente a perda dele foi mais intensa para minha pessoa, senti-me triste com a sua narração dos fatos, sua sua dor. Sou bem sensível e em alguns instantes eu fiquei com o coração apertado com sua narração. 

[...] - Você acredita em coisas boas, mesmo quando seu coração está quebrado. E eu não posso me lembrar como as coisas boas são. [...]

 Liz e Tristan irão se ajudar de alguma forma, ela o entende, vê o que os outros não veem, as perdas os unirão de algum modo. Ela é  uma vencedora, não sei se eu tentaria ser amiga de uma pessoa que prefere machucar os outros com palavras duras do que conversar sobre o que está sentindo. Tristan é uma bomba relógio prestes a explodir, posso assim dizer.

[...] Eu a assusto, Elizabeth? - Ele sussurrou, sua respiração roçando meus lábios.
- Não.
- Por que não?
- Porque eu vejo você. [...]

É visível o cuidado que a autora tem com sua obra, conheceremos o motivo do título, até o cara da capa lembra o seu Tristan. Não foi escolhida a capa de maneira aleatória. Durante o desenvolvimento do livro você sabe que em algum instante algo vai acontecer e mudar o rumo da história, mas eu não conseguia parar de ler e esperei pela explosão. No clímax saberemos o que os liga, o que fez com o que o destino colocasse um na vida do outro. Não me aguentei e fiz várias quotes.  Nunca tinha lido nada da autora, mas já solicitei no skoob o outro livro dela. 

O ar que ele respira é o primeiro livro da série Elementos, podem ficar tranquilos, as histórias independentes. Cada livro é um casal  e cada casal representa um elemento. O primeiro foi ar, o segundo é o fogo.  

É uma obra intensa, você se verá envolvida(o) em um turbilhão de sentimentos. O ar que ele respira fala sobre reconstruir a vida, deixar o modo sobreviver para viver, reaprender o que é amar. De saber lidar com a perda. De perdoar a si mesmo e não se culpar por algo que você não teve culpa.

[...] Ele era um trovão, eu era relâmpago e nós estávamos há segundos de distância de criar a tempestade perfeita. [...]

 + 

3 comentários

  1. Carol fiquei com receio gigante agora. De certa forma já irmagino o que os liga nessa história e ainda estou bem no comecinho da história, mas o que está me incomodando é toda essa dramaticidade, para mim o Tristan parece mais uma criança birrenta e a relação dos dois que ainda nem começou está soando forçada, não consegui me conectar ainda e lendo sua resenha, apesar de você ter gostado bastante, sinto que o livro não vai mudar muito e meus sentimentos com relação a ele só vão piorar. Bom qualquer coisa te falo do andamento no twitter ou no wpp. Bjos

    ResponderExcluir
  2. Li e resenhei esse livro recentemente, a d o r e i! Super recomendo também, queria um Tristan pra mim, rsrsrs. Gostei bastante da escrita da autora e do enredo do livro, a única coisa que me incomodou foi as atitudes um tanto forçada da amiga lá a Faye, gente do céu, que babacona, rsrsrs, não gostei da construção dessa personagem, acho que a autora queria criar uma personagem tipo "fodona", mas acabou fazendo dela uma babaca... O pior foi quando ela resolve se vingar lá do ex, gente, quem faz uma coisa daquela? rs. Mas enfim, gostei muito do livro e não sentia vontade de largar, e vez ou outra me pego pensando sobre. E fiquei muito feliz em saber que vai ser uma série, mesmo com casais diferentes estou ansiosa para ler os próximos. Beijo e adorei sua resenha!

    https://sobrelivroseliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D