Resenha - Talvez um dia - Colleen Hoover

Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501050311
Ano: 2016
Páginas: 368

Um dos livros mais comentados de 2015, nos Estados Unidos, este é mais um sucesso arrebatador de Colleen Hoover, autora das séries Slammed e Hopeless. Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.

É como eu sempre digo, não sei como eu ainda me surpreendo com o talento da Colleen para escrever histórias tão dramáticas, emocionantes e marcantes. 

Em Talvez um dia conhecemos a história de Sydney que no dia do seu aniversário de 22 anos acaba descobrindo que seu namorado de anos estava traindo-a com sua melhor amiga, dentro da sua casa. Ela fica tão sem reação que acaba socando a cara da sua amiga e sai de casa correndo. Sem ter para onde ir ela acaba sendo amparada por Ridge. 

Ridge é um talentoso músico que vivia em um apartamento do outro lado da rua, um dia ela o viu tocar na varanda e ficou completamente vidrada  e viciada em escuta-lo tocar. Todos os dias ela saia na varanda, com a desculpa de estudar, mas na verdade ela queria vê-lo tocar, e ela chega a escrever letras para as composições dele. 

Sydney passa a morar com Ridge e outros amigos, e nessa convivência eles descobrem que se completam musicalmente, Ridge compõe canções e Sydney escreve as letras. O único problema é que disso surge uma atração e a pedra no caminho é a namorada de Ridge. Contudo, depois de tudo o que Sydney passou, a última coisa que ela quer é ser uma traidora. 


Talvez um dia, apesar de não ser um livro tão extenso, conseguiu ser devastador. Não sei se é o meu livro preferido da autora, na verdade eu até agora não sei qual é o meu livro preferido, mas eu sei que esse livro mexeu com a minha alma. Eu sofri junto com os personagens, eu senti suas dores, me apaixonei junto com eles e fiquei tentando arrumar solução para os dois. 

Eu compreendi a mente de Ridge e em nenhum momento o julguei, assim como aceitei as atitudes de Sydney. 

O livro é apaixonante, a narrativa é feita em primeira pessoa, alternado entre Sydney e Ridge, e como sempre deliciosa. Foi impossível não me prender a história e devora-la em tempo recorde. Não só espero por uma continuação, como também desejo livros dos outros personagens. A história é tão cativante e viciante que você mergulha fundo no enredo e fica curioso para saber tudo sobre todos. 

Como eu disse, Talvez um dia é um livro muito tocante e marcante, a princípio é muito fácil julgar as pessoas por erros, mas as vezes tudo tem um porquê e compreender pode ser muito mais fácil do que imaginamos. 



O livro tem uma trilha sonora e recomendo que todo mundo a escute, é o que complementa toda a mágica que o livro proporciona ao leitor. Tenho certeza que assim como eu, você irá adotar essa playlist para a vida e vai continuar carregando ela com você.

Fico impressionada como a Colleen consegue criar personagens masculinos tão apaixonantes, sinceros e incríveis. Não vou falar que é o meu preferido, porque na minha avaliação estão todos praticamente empatados. 



Gosto também do fato de que a Colleen sempre vem com algum ensinamento nos seus livros, ela sempre nos mostra que nada é tão difícil quanto parece e que quando queremos nada conseguirá nos parar, nenhuma dificuldade é grande o suficiente para prejudicar nossos sonhos e nossa vida. As vezes a gente reclama tanto da vida e não imagina o quanto ela poderia ser pior e dolorosa. E os personagens criados por ela sempre nos mostram esse tipo de coisa, são sempre tão fortes e cheios de personalidade. 

Eu só tenho a dizer o quanto eu recomendo essa leitura, na verdade eu imploro para que cada um de vocês leiam esse livro. 




Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D