Lançamentos: Livros de Star Trek.

Olá terráqueos, 
Estou amando e sofrendo com esses lançamentos baseados em Star Trek. Amando pelo fato das editoras não publicarem só histórias de Star Wars e triste porque eu não tenho dinheiro para comprá-los. #choremos  

Para começar temos Globo livros  com o livro '50 anos de Jornada nas Estrelas', a história completa e não autorizada, volume 1. O lançamento ocorreu dia 09 de setembro. O que dizer dessa capa? AMEI.

A história verdadeira — e definitiva — de uma lenda da televisão.

“50 Anos de Jornada Nas Estrelas” é a inacreditável narrativa sem censura nem cortes por trás de um dos maiores fenômenos da cultura pop. É a crônica sem meias-palavras dessas cinco décadas de aventuras intergalácticas, contada pelas pessoas que tornaram tudo isso possível. Edward Gross e Mark A. Altman, dois dos maiores especialistas mundiais em ficção científica, ouviram centenas de produtores de cinema e TV — entre eles Gene Roddenberry, o controverso e genial criador da série — executivos de emissoras de televisão, roteiristas e membros do elenco como William Shatner, Leonard Nimoy e Nichelle Nichols, que interpretaram respectivamente os inesquecíveis capitão Kirk, Sr. Spock e tenente Uhura. Esses profissionais emblemáticos revelam fatos inéditos — muitos deles surpreendentes — completados com a reprodução de trechos de cartas, roteiros alterados e memorandos internos trocados entre a equipe nunca antes revelados e que lançam uma nova luz sobre a série, seus personagens e os homens e mulheres que a levaram para as telas.

Temos também a editora Leya com  Jornada nas Estrelas. O Guia da Saga publicado em agosto, que também fiquei interessada.

Jornada nas Estrelas – O guia da saga é um panorama completo dos 50 anos de um dos maiores ícones da cultura pop. A série, criada por Gene Roddenberry, estreou em 1966 levando para a telinha naves espaciais, viagens interestelares e diversas raças de alienígenas diferentes. Exibida em apenas três temporadas, ela deu origem a outras séries, desenhos animados e filmes, conquistando uma legião de fãs. Com detalhes sobre todas as séries e filmes, este guia vai emocionar aqueles que cresceram acompanhando as aventuras do capitão Kirk, do Spock e da nave estelar Enterprise. Com a história da produção desse fenômeno televisivo, as curiosidades dos bastidores, inúmeras imagens e informações técnicas, este livro mostra como Jornada nas Estrelas se tornou uma das maiores sagas de ficção científica da história.



Tivemos também o lançamento da HQ, Star Trek. Nos Domínios da Escuridão já que em setembro ocorreu o lançamento do terceiro filme, Star Trek, Sem fronteiras.

Depois dos eventos de Além da Escuridão – Star Trek, a USSS Enterprise embarca numa nova missão de exploração de cinco anos. Porém, longe da terra, em meio ao cosmo, surgem novas ameaças à segurança da Federação. Rebeldes da Seção 31, a divisão de operações secretas da Frota Estelar, tentam incitar uma guerra entre o império romulano e o klingon, e a tripulação da Enterprise se vê no meio da disputa.












Surra de Star Trek! Encerro minha transmissão...

Capas no estilo Jojo Moyes.


Recentemente me deparei com dois livros que seguiam o mesmo estilo de capa da Jojo Moyes e analisando, foi esse fato que chamou minha atenção para os livros. Quando os olhei meu inconsciente recordou ou achou parecido com uma capa, mas eu não sabia qual era. Então lembrei dos livros da Jojo. 

Não, eu não  acho que editoras estão copiando, na verdade eu vejo como jogada de marketing, assim como eu, outros leitores poderão associar  de maneira inconsciente a capa do livro com uma já conhecida. 

E resolvi procurar livros que seguiam o estilo Jojo Moyes. Como assim estilo Jojo Moyes? Livros publicados ou ainda serão em que nas capas temos a silhueta de um casal, moça ou pessoa sendo representados através  da sombra. E encontrei vários! Porém irei listar os que recordam os livros da autora. 

Romances de Julie Garwood chegam ao Brasil pela Universo dos livros.



Julie Garwood é referência em romances de época/medievais, de Highlander/Escócia e romances contemporâneos policiais. Autora campeã de vendas que teve seus romances publicados em mais de 30 países. Eu sou suspeita pois amo os livros,  não sabem o quanto eu e outros fãs esperavam que uma editora voltasse a publicar os seus livros no Brasil e agora isso será possível.

Durante a bienal 2016 em seu evento para parceiros a Universo dos Livros anunciou a contratação da autora e revelou quatro livros da autora serão lançados. Confira e surte comigo!

Bienal 2016: Fanáticos Rocco especial #ParaSempreHP


Oi gente!

Aqui é a Déia do Own Mine de novo! Durante a Bienal, também representei o Lendo e Esmaltando no Fanáticos Rocco que rolou durante a Bienal! O evento foi aberto ao público, de modo que além dos blogueiros parceiros, qualquer um que tivesse pego a senha poderia entrar! 

Normalmente, o Fanáticos conta um pouco sobre os próximos lançamentos da editora. Mas, dessa vez, foi diferente. Para quem passou pelo estande da editora, já deve imaginar qual foi o tema do encontro: Harry Potter! Afinal, esse ano o mundo do bruxinho voltou com tudo, né? Além do lançamento do novo livro, "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada", que conta a história do filho dele, também teremos o primeiro filme da trilogia "Animais Fantásticos e onde Habitam", com o Eddie Redmayne (um ator incrível) como protagonista! Tem como não ficar animado? 

Assim, a maior parte do evento foi focada no bruxinho, com convidados do Potterish e do canal Calderão Furado! Eles contaram um pouco suas impressões sobre a saga e sobre o futuro dela, com essas super novidades! Durante o evento, recebemos marcadores da saga, uma sacola linda de "A Criança Amaldiçoada" e, ao final, foi sorteado um box da saga e o livro ilustrado!

Além de Harry Potter, também foram convidados os fundadores do Diva Depressão (que estiveram presentes no III Blog de Letras), que lançará um livro interativo pela Rocco! Para quem curte a página, sem dúvidas vai ficar animado com a novidade! Os autores também deram a sua opinião sobre Harry Potter - sugerindo, inclusive, que a Netflix adquirissem os direitos para criar várias séries relacionadas com esse mundo mágico (ideia que eu achei incrível). Quem sabe não dá certo?

Bienal 2016: Encontro de blogs parceiros da Editora Arqueiro


Aqui é a Déia, do blog Own Mine! Durante essa Bienal de São Paulo representei o Lendo e Esmaltando em vários eventos bem interessantes! No domingo, dia 28/08, fui ao Encontro de Blogueiros da Editora Arqueiro! O evento estava lotado, com blogs de diversos lugares do Brasil! Logo antes de começar, todo mundo trocou marcadores e deu para conversar com pessoas diferentes, foi super legal!

Logo no início do evento, todos os presentes receberam um kit super caprichado, com ecobag, livros, um bloquinho de papel com embalagem de "O Jardim Secreto", um pop cake de "O Coração da Esfinge", um pacote de balinhas super bonitinho de "No meio do caminho tinha um amor" e muitos bottoms e marcadores de livro! 

Ao longo do evento, foram apresentados os próximos lançamentos e também as novidades da editora!

O Medo Mais Profundo - Harlan Coben: para aqueles que gostam de um policial, Harlan Coben é a escolha certa! Sem dúvidas, nos veremos envolvidos em mais um suspense de tirar o fôlego, vamos formular milhares de teorias e, ainda assim, nos surpreender com o final!

Mais Amor, Por Favor - Diversos Autores: um livro com a capa linda, que reúne contos diversos sobre o amor. Não sei muito mais, mas já fiquei curiosa!

The Beatles - Steve Turner: essa é para os fãs verdadeiros da banda! No livro, Steve Turner não apenas faz uma coletânea de todas as músicas dos Beatles, como também traz informações sobre cada uma delas, com significados, bastidores e muito mais!

Os Bridgertons: Happily Ever After - Julia Queen: para quem pensou que essa coleção que conta a história desses irmãos incríveis acabou, vem coisa boa por aí! Nesse epílogo, acompanhamos um pouco como está a vida desses personagens pelos quais nos apaixonamos tanto ao longo dos livros! Além disso, temos um pouquinho de Violet e Edmond, para mostrar que, assim como os filhos, eles também viveram uma história de amor maravilhosa!

Muitos livros outros pareceram interessantes, mas não comentei sobre todos eles para que o post não fique muito comprido. Das novidades que valem a pena ser citadas: o lançamento dos livros do Nicholas Sparks com capa nova - nada mais daquele casal quase se beijando (finalmente!); um ebook gratuito de "Kiro Emily", da Abbi Glinnes (muitos fãs dela por aqui?) e, a partir de agora, a Nicola Yoon (autora de "Tudo e todas as coisas") será a mais nova autora da Arqueiro!


No fim do evento, tivemos uma surpresa ótima! A autora Samanta Holtz, autora de "Quando o amor bater à sua porta", apareceu para falar um pouco sobre o seu novo livro - com direito à sessão de autógrafos! Ela é super simpática, um amor de pessoa! Fiquei morrendo de curiosidade de ler o livro! Sem dúvidas uma das próximas leituras!

Resenha - A Mediadora - Lembrança - Meg Cabot

Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501071569
Ano: 2016
Páginas: 422

"Meg Cabot retorna com uma divertida e sexy continuação da saga de Suzannah Simon, a menina que via fantasmas... e os ajudava a passar para a luz Agora, mais velha e experiente, tudo que Suze quer é causar uma boa impressão no primeiro emprego desde sua formatura — e desde o noivado com o Dr. Jesse de Silva, ex-espírito e sua alma gêmea. Como não bastasse, um fantasma de seu passado resolve aparecer. E esse não é um espectro que ela possa mediar. Afinal, Paul Slater está bem vivo, milionário e, ainda por cima, é o novo proprietário da antiga casa de Suzannah. Aquela na qual conheceu Jesse. Isso não seria um problema se ela não tivesse acabado de descobrir que uma antiga maldição poderá transformar seu amado num demônio, caso seu antigo local de descanso seja demolido, como Paul pretende. Agora ela precisa dar um jeito em Paul, que a está chantageando sexualmente — isso mesmo... ou ela dorme com ele, ou perde Jesse —, enquanto tenta ajudar uma caloura assombrada por uma menininha muito poderosa... "



Mais de dez anos depois, Meg Cabot nos traz Lembrança, sétimo livro da série A Mediadora, que conquistou muitos fãs pelo mundo. O livro não se passa exatamente onde terminou o livro anterior, Crepúsculo... ele seguiu no tempo e os personagens já estão mais velhos. 

Lembrança foca mais em Suzannah, que está tentando causar uma boa impressão no seu primeiro emprego e planejando se casar com Jesse, mas um antigo conhecido resolve aparecer e tornar as coisas mais difíceis. 

Paul agora é milionário e dono da antiga casa de Suzannah, na qual ela conheceu Jesse, o que não incomodaria muito a garota se ela não descobrisse que os planos dele são demolir a casa, o que poderia transformar seu noivo num demônio. Agora ela precisa dar um jeito de se livrar de Paul, que a está chantageando, enquanto tenta ajudar uma caloura assombrada pelo fantasma de uma menininha. 

Eu sou uma grande fã da Meg Cabot e a série A Mediadora é uma das minhas preferidas, então eu adorei saber que iria ter um sétimo livro e já estava louca para ler. Foi muito bom ler sobre o que aconteceu depois e rever os personagens. 

Os personagens continuam maravilhosos como sempre. Paul continua o chato arrogante que todos conhecem, ao mesmo tempo que Jesse continua sendo maravilhoso. Eu gostei bastante dele e da Suze como casal. Além disso, tem vários personagens novos! 

Um ponto positivo dessa série é que ela é cheia de ação, suspense e romance. Meg é uma autora muito boa em criar boas histórias e cenários e isso é o que me faz gostar tanto dela. Em Lembrança não foi diferente e ela continua maravilhosa como sempre. 

O livro não é o melhor da série, mas ainda assim foi muito bom... É divertido e cheio de coisas que tornam a leitura prazerosa. Foi um verdadeiro presente da Meg para os fãs. 

Ah, e achei a capa linda, mesmo que ela se diferencie bastante das conhecidas capas pretas da série.

Resenha - A Caçadora de Bruxos - Virginia Boecker

Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501073006
Ano: 2016
Páginas: 308
No mesmo estilo de Guerra dos Tronos, “A Caçadora de Bruxos” reconstrói uma Inglaterra medieval mítica, com magia e muita intriga política. Na Ânglia do século XVI, a prática da magia é ilegal e infratores são queimados nas fogueiras. Elizabeth Grey é uma das melhores caçadoras de bruxos do rei: ela localiza e captura Reformistas, rebeldes suspeitos de praticar feitiçaria para que sejam julgados e executados, conforme manda a lei. Até que, inexplicavelmente, ela é incriminada e acaba presa sob a acusação de praticar a arte que se dedicou a erradicar. A salvação, no entanto, acaba vindo na forma de seu maior inimigo: Nicholas Perevil, o mago mais poderoso e procurado de Ânglia. À medida que Elizabeth se associa aos Reformistas, suas crenças sobre a legitimidade da proibição da magia são profundamente abaladas. Ela se vê em meio a uma contenda política de proporções épicas e percebe que seus antigos aliados agora são seus inimigos mortais. Será que Elizabeth está pronta para decidir de qual lado está sua lealdade, afinal de contas?
ÂNGLIA, 1558. Elizabeth Grey é uma Caçadora de Bruxos, uma das melhores, e num reino onde a magia é ilegal, seu trabalho é capturar infratores - chamados de Reformistas - para serem queimados na fogueira semana após semana.

Tudo muda quanto Elizabeth é presa sob a acusação de praticar a magia para a qual ela foi treinada a combater. Mas porquê? Seu superior não acredita nela e seu melhor amigo, Caleb, promete ajudá-la, mas ele não é tão rápido quanto ela gostaria. Abandonada na prisão para sofrer enquanto aguarda pela fogueira, Elizabeth começa a ficar doente e se vê cada dia mais próxima da morte.

Mas a salvação acaba chegando, só que não da forma que ela esperava. Seu salvador é ninguém menos que NIcholas Perevil, o mago mais poderoso e procurado de Ânglia, que propõe ajuda em troca de um favor. Só que esse favor fará Elizabeth ir contra tudo em que ela acreditava e dar as costas aos seus antigos amigos, inclusive seu superior, o sanguinário inquisidor Blackwell.

Será mesmo que tudo em que ela acreditava era verdade? À medida que ela passa a conviver com os Reformistas, suas crenças começam a ser abaladas e segredos começam a se revelar. Enquanto isso, Elizabeth se torna a criminosa mais procurada de Ânglia e acaba caindo numa teia de intrigas e magia na qual antigos aliados se tornam inimigos mortais. Qual será o preço da sua lealdade?


A Caçadora de Bruxos é o livro inicial da série e romance de estreia de Virginia Boecker. A série até então conta com 2 volumes. O segundo volume, The King Slayer, não tem previsão de lançamento aqui no Brasil, o que é uma pena, pois eu adorei A Caçadora de Bruxos e já quero ler a continuação.

Primeiramente, gostaria de dizer que o livro é um pouco diferente do que eu esperava... Eu tinha em mente algo um pouco mais "dark", com aquelas bruxas super malvadas, tipo João e Maria: Caçadores de Bruxos ou Caça às Bruxas, mas o livro é um YA bem leve. Não que isso seja ruim, já que, como eu disse, eu adorei o livro, mas eu esperava outra coisa.

Eu gostei bastante da escrita da Virginia; é em primeira pessoa e é bem fluída e envolvente. A trama é viciante, cheia de aventura, segredos, romance, etc e outros elementos que instigam o leitor a ler sem parar. Eu li o livro bem rápido (considerando que ultimamente tenho lido beeeem devagar), então pra mim foi uma leitura bem prazerosa.

O livro se prende em alguns clichês como triângulo amoroso, traição, aliança com "suposto" inimigo... Mas nada disso torna a leitura menos envolvente. Elizabeth se mostra uma personagem forte e decidida e eu gostei bastante dela, o que me ajudou bastante a esquecer alguns desses clichês.

A capa do livro é M A R A V I L H O S A, que foi o que despertou minha atenção desde quando lançou no exterior, e eu fiquei muito feliz por a Galera ter mantido a capa. A diagramação interna e o acabamento final do livro também ficaram muito bons, tornando mais prazerosa a experiência de lê-lo.

Magia, traição, sacrifício, romance e aventura são apenas alguns dos elementos presentes em A Caçadora de Bruxos. O livro foi uma experiência positiva de leitura, dada sua trama envolvente e seu ritmo bem constante, então eu super recomendo. Já estou ansioso por The King Slayer (A Assassina de Reis, em tradução literal).



Resenha - O Filho da Feiticeira - Kelly Barnhill

Edição: 1
Editora: Galera Junior
ISBN: 9788501105219
Ano: 2016
Páginas: 308

Para leitores de fantasia, “O filho da feiticeira” traz a típica jornada do herói. De um menino desvalorizado em sua aldeia até a única esperança de todo o seu mundo, Ned já se acostumou ao seu apelido: o garoto errado. Desde que nasceram, foi sempre o irmão gêmeo, Tam, a estrela da aldeia; o mais habilidoso e querido. Quando decidem construir uma balsa para encontrar o mar, um plano que sai pela culatra, Ned se torna mais que o garoto errado: se torna o único. Agora, Ned é visto como um pária. No entanto, numa reviravolta, ele se transforma no único capaz de impedir que a magia caia nas mãos do ambicioso Rei dos Bandidos. E, para isso, arruma uma insuspeita aliada: Áine, a filha do ladrão. E eles terão de aprender a confiar um no outro se quiserem impedir uma guerra entre dois reinos há muito separados...

Quando crianças, Ned e seu irmão, Tam, caíram no Grande Rio e seu pai tentou salvá-los, mas só conseguiu salvar um. O garoto certo ou o garoto errado? Tam, o mais habilidoso e querido, ou Ned, a sombra de Tam? Apenas Ned se salvou.

Desde sempre foi assim; todos amavam Tam e preferiam não se envolver com Ned, mas, com a morte de Tam, Ned não era apenas o garoto errado, era o único. E a mãe deles, a Irmã Feiticeira, não estava preparada para perdê-los. Guardiã de uma pequena parcela da magia que deixou o mundo há muitos anos, a Feiticeira costura a alma do garoto certo à do garoto errado, que, mesmo salvo do Rio, estava à beira da morte, garantindo assim a sobrevivência de Ned e, em certo grau, de Tam.

Mas toda magia tem um preço e desde então nada foi mais a mesma coisa; o pai de Ned não o olha mais, lembrando do filho que perdeu, e o ato de sua mãe o mudou... Ned não consegue ler e mal consegue falar, então simplesmente não fala. E as coisas ficam assim por bastante tempo.

Tudo muda quando, numa reviravolta, o Rei dos Bandidos decide se apossar da magia e Ned é o único capaz de impedir que ele a obtenha. Mesmo sabendo que a magia é perigosa e tem consequências, Ned a liberta do seu jarro de barro e deixa que ela se una a seu corpo. Mas como poderia um garoto gago impedir o Rei dos Bandidos e seus planos, salvando assim não apenas a si mesmo e sua família, mas a seus novos amigos e ao seu país? 

Encontrando aliados quando menos esperava, Ned entra numa aventura através de uma floresta mágica e por meio de histórias que transcendem o seu tempo, descobrindo não apenas o mundo, mas a si mesmo.

– Ele salvou o errado. O garoto errado sobreviveu.

O Filho da Feiticeira, como a própria sinopse diz, traz a típica jornada do herói. E, acho, não teria método melhor para o desenvolvimento desse livro. Eu já li outro livro da Kelly Barnhill há mais ou menos um ano e, mesmo que tenha sido bom, não conseguiu me conquistar como O Filho da Feiticeira me conquistou.

A trama cumpre o que promete: Ned começa como um pária e durante o decorrer da trama, ele amadurece. Eu fiquei simplesmente encantado com o desenvolvimento do personagem e seu crescimento na história, como aos poucos ele vai entendendo aquele mundo ao qual ele sempre temeu e vai se acostumando a ele, fazendo cada vez mais parte dele. Isso foi realmente maravilhoso.

E assim Ned cresceu. O garoto errado, dizia a aldeia. O garoto errado, dizia o mundo. Ano após ano. E Ned acreditou.

Como todos sabem, o livro é um infanto juvenil, então não é para se esperar um livro fodástico que vai mudar sua vida. Li algumas outras resenhas do livro e realmente não entendi o porquê das 3 estrelas que todos estavam dando. Como um A P A I X O N A D O por literatura infanto juvenil, eu achei O Filho da Feiticeira mais que incrível, mas não só como livro infantil. A autora, mesmo usando a tão conhecida jornada do herói, traz um mundo completamente novo, uma história incrivelmente bem desenvolvida, com uma trama maravilhosa e personagens cativantes. Eu amei o enredo do livro, o universo, a magia, a história daquela sociedade... De verdade, Kelly me conquistou mesmo com esse livro.

A única coisa que tenho a ressaltar é o desenvolvimento um tanto lento no meio do livro, mas só isso. Eu me apaixonei pela história no começo do livro e o final foi simplesmente perfeito, tanto que essa pequena parte com ritmo menos acelerado não se tornou tão ruim no fim das contas. Entende? 

Em suma, é um livro maravilhoso. Cheio de lições para quem souber encontrar, o livro também é repleto de aventuras e magia. Não é a toa que foi eleito livro do ano pelo Publishers Weekly. Com certeza entrou para os favoritos <3


Lançamentos: Editora Arqueiro e Sextante


Oi Pessoal!!!

Hoje trago para vocês os lançamentos de setembro da Arqueiro e Sextante! Divirtam-se! ;)