Resenha - Cinder & Ella - Kelly Oram

Ano: 2016 
Páginas: 304
ISBN: 978-8584421633
Idioma: Português 
Editora: Pandorga

Leia a sinopse aqui. 

(...) O problema com os contos de fadas é que a maioria começa com uma tragédia. Entendo o raciocínio atrás disso. Ninguém gosta de uma heroína mimada. Um grande personagem necessita de adversidades para superar - experiências que lhes dê profundidade, que lhes façam vulneráveis, próximos e agradáveis. Os bons personagens precisam de sofrimentos que lhe façam fortes. A ideia tem sentido, mas mesmo assim é ruim se você for a heroína (...).


Tomei vergonha na cara e vou soltar minha resenha desse livro que me tirou da minha zona de conforto em 2015. Esperei sair a confirmação de que iria ser publicado no Brasil, aconteceu e fiquei enrolando para passar do caderninho para o Word. 

Ella (18 anos) é jovem bonita com uma vida comum, sem emoções, sem tragédias. Seus pais são separados, e ele causou-se novamente enquanto que Ella vive com a mãe, considerada como sua melhor amiga. Durante uma viagem de comemoração, Ella vê sua vida modificada completamente, quando digo completamente é verdade. Uma tragédia abalará sua vida e nada será como antes. Ela terá que conviver com o pai, sua madrasta e as filhas dela. 

No decorrer do livro conheceremos a protagonistas e uma coisa interessante, ela é uma blogueira, faz resenhas de livros, filmes. Assim como muitos leitores ama intensamente os livros, histórias e os defendem como uma leoa defende a sua cria. Compra briga e tudo, principalmente com seu amigo, Cinder. Foi através do blog que ela o conheceu. Eles nunca se viram pessoalmente nem virtualmente por webcam, mas trocam mensagens via e-mail. E são essas conversas que possuem o poder de tornar sua vida divertida após o acidente. Cinder é aquele tipo de amigo que você quer pra vida, alegre, companheiro. E você perceberá como uma simples mensagem é capaz de arrancar um sorriso, deixar uma pessoa feliz. 

(...) A leitura era uma paixão que Cinder e eu compartilhávamos. Líamos livros e os discutíamos todo o tempo. (...)

O livro é narrado em primeira pessoa. A maneira como Ella se expressa é divertida, jovem, característico de uma adolescente, mas não aquelas adolescentes chatas. Okay, em alguns instantes você quer dá uma sacudida nela, só que se analisarmos a situação, não é algo relevante. Tudo o que passou e irá passar, eu não sei se eu seria capaz de me reerguer, todo trauma, pesadelos. Essa é uma história de superação e parabenizo a autora, as situações apresentadas podem acontecer com qualquer pessoa. 

Kelly Oram une realidade e conto de fadas, tem a madrasta, as irmãs. Pitadas de conto de fadas contemporâneo. Ela soube dosar ficção com realidade. Vivenciaremos várias fases da vida da personagem, o pós-acidente, a adaptação em retornar a conviver com o pai e uma nova família, eu não quero comentar muito para não soltar spoilers. É um livro com personagem forte, mas  como todo ser humano passa por recaídas. 

Eu sou bem sensível e no primeiro capítulo já sofri abalos, você consegue sentir ou imaginar os sentimentos dela, a raiva que sente do pai, o medo. Isso vai de cada pessoa, algo subjetivo. Em alguns momentos tive raiva do pai, mas sei que ele queria o melhor para a filha. Percebi que a nova família importava-se bastante com a aparência e o que os outros pensam deles, bens materiais. A sensação que tinha era um pai tentando compensar o tempo perdido com bens materiais. Nossa, mas esse livro só é tristeza? Não! Tem romance fofo, mas cabe a você descobrir quem é o Cinder. HAHAHA. (Não fiquem bravos(as) comigo).

Cinder & Ella é um livro com muita carga sentimental, não é um simples conto de fada, OK? Trabalha questões familiares entre pai e filha, a dificuldade de não nos aceitarmos como somos, fala de superação, aprendizado. De seguir em frente mesmo que estejamos tristes. A autora demonstra como é difícil um pós-acidente, a readaptação, a rotina. Esse livro fala também sobre o perdão, saber perdoar e amar sem medidas. Tive momentos de raiva, frustração, mas momentos felizes. Ele não é triste (não para minha pessoa). Você conseguirá tirar várias lições, poderia continuar enumerando várias, porém a resenha já está enorme.


(...) Se você se sentir linda, então parecerá linda para os outros sem importar o que há na superfície. (...)



 + 


  

Um comentário

  1. Eu sou apaixonada por qualquer história referente a Cinderella, mesmo que releituras ou mesmo com uma breve referência. Ao ver esse livro fiquei completamente apaixonada por essa capa, pelas citações e... depois da sua resenha? Foi para a minha lista de desejados ♥
    Beijos

    Josy Souza
    www.estantedajosy.com.br

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D