Resenha - E viveram felizes para sempre - Julia Quinn

Ano: 2016 / Páginas: 256
Idioma: português
Editora: Arqueiro

Alguns finais são apenas o começo...
Era uma vez uma família criada por uma autora de romances históricos...  Mas não era uma família comum. Oito irmãos e irmãs, seus maridos e esposas, filhos e filhas, sobrinhas e sobrinhos, além de uma irresistível matriarca. Esses são os Bridgertons: mais que uma família, uma força da natureza.
Ao longo de oito romances que foram sucesso de vendas, os leitores riram, choraram e se apaixonaram. Só que eles queriam mais. Então começaram a questionar a autora: O que aconteceu depois? Simon leu as cartas deixadas pelo pai? Francesca e Michael tiveram filhos? O que foi feito dos terríveis enteados de Eloise? Hyacinth finalmente encontrou os diamantes?
 A última página de um livro realmente tem que ser o fim da história? Julia Quinn acha que não e, em E viveram felizes para sempre, oferece oito epílogos extras, todos sensuais, engraçados e reconfortantes, e responde aos anseios dos leitores trazendo, ainda, um drama inesperado, um final feliz para um personagem muito merecedor e um delicioso conto no qual ficamos conhecendo melhor ninguém menos que a sábia e espirituosa matriarca Violet Bridgerton. 

Quem se sentiu órfão dos Bridgerton com o lançamento desse livro levanta a mão! \o/

É tão difícil escrever sobre o fim de uma das suas séries preferidas, é como deixar alguém partir e saber que você nunca mais vai vê-la, da aquele aperto no coração e fica aquela lágrima presa no canto do olho.

Para agradar os leitores curiosos, Julia Quinn resolveu publicar E Viveram Felizes Para Sempre, que reúne oito novos epílogos sobre cada um dos livros anteriores, além de um conto extra sobre a vida de Violet, a matriarca da família e por acaso minha personagem preferida da série, pelo seu jeito tão amoroso e bem humorado, apesar das dificuldades que a vida insistia em lhe apresentar. 



Cada conto ocorre de maneira independente e em sua própria cronologia, alguns se passam anos depois e outros em uma cronologia mais recente e gostei disso, deixou cada um de forma única e especial. 

Não acho legal entrar na particularidade de canta conto, pois seria soltar um tremendo spoiler para quem ainda não começou a ler a série. Mas vamos começar né pessoal?

Eu sempre disse por aqui que Julia Quinn é minha autora preferida de romances de época e tudo veio graças ao meu amor por essa série. Todos os livros são repletos de amor, humor, ironias e personagens aventureiros e singulares. Até hoje eu não sei dizer qual é o meu livro preferido, pois cada um tem seu diferencial. 

Não tenho dúvidas que Julia Quinn foi muito feliz nesse livro, foi um perfeito encerramento para uma série maravilhosa e que não teve um encerramento adequado no oitavo livro. Creio que agora nós leitores podemos seguir em frente com essa dose extra que nos foi concedido. 

Da autora não teremos nem tempo se sentir falta, uma vez que a editora lança agora em fevereiro uma nova série da Julia Quinn que promete arrebatar nossos corações. E o melhor é que os quatro livros serão lançados todos de uma única vez.

Quando alguém deseja começar a ler romances de época e me pede uma sugestão de autor a primeira que me vem a mente para indicação é Júlia Quinn, seus personagens irreverentes e seu enredo bem humorado indicam um ótimo começo. 

As capas da série são maravilhosas e a revisão e edição da editora Arqueiro foram impecáveis como sempre. 


Resenha - Corte de Névoa e Fúria - Sarah J. Maas

Ano: 2016 / Páginas: 658
Idioma: português
Editora: Galera Record

O aguardado segundo volume da saga iniciada em Corte de espinhos e rosas, da mesma autora da série Trono de vidro Nessa continuação, a jovem humana que morreu nas garras de Amarantha, Feyre, assume seu lugar como Quebradora da Maldição e dona dos poderes de sete Grão-Feéricos. Seu coração, no entanto, permanece humano. Incapaz de esquecer o que sofreu para libertar o povo de Tamlin e o pacto firmado com Rhys, senhor da Corte Noturna. Mas, mesmo assim, ela se esforça para reconstruir o lar que criou na Corte Primaveril. Então por que é ao lado de Rhys que se sente mais plena? Peça-chave num jogo que desconhece, Feyre deve aprender rapidamente do que é capaz. Pois um antigo mal, muito pior que Amarantha, se agita no horizonte e ameaça o mundo de humanos e feéricos.

Essa com certeza foi uma das resenhas mais difíceis que eu tive que escrever na vida. Eu amo a Sarah J. Maas e quando ela lançou o primeiro livro dessa série eu tinha certeza absoluta que ela se superaria e não fui decepcionada. Trono de vidro sempre foi minha série preferida de fantasia, mas depois desse segundo livro da série Corte de Espinhos e Rosas ( me recuso a chamar de ACOTAR), eu mudei drasticamente minha opinião.  

O final do primeiro livro já foi algo surpreendente, mas o que Sarah fez com esse livro foi inacreditável, o enredo da um reviravolta tão grande que eu duvido alguém não se apaixonar por essa série. 



Toda a ambientação do enredo é mágica, é tão descritivo, com riqueza de detalhes, que eu posso imaginar perfeitamente as cenas passando aos meus olhos e só conseguia desejar uma série na netflix. 

Nesse livro, Feyre surge como a quebradora da maldição, a jovem que morreu nas mãos de Amarantha e foi ressuscitada pelos Grão-Féricos, justamente por isso Feyre herda poderes iguais aos de cada um dos sete Grão-Féricos. Ninguém sabe como isso é possível, mas sabe que esses poderes estão fora de controle, Feyre não consegue administrar quando os poderes devem ou não se manifestar e ela vai precisar de ajuda.

Como se não bastasse ela ainda precisa cumprir o acordo que fez com Rhys, que nesse momento de dificuldade provará ser um grande amigo para Feyre, já que Tamlin recusa-se a ajuda-la com os novos poderes adquiridos. 



Um novo mal surge no reino e Feyre precisará estar preparada caso queira proteger aqueles que ama.

Não sei se é uma grande surpresa, mas desde o primeiro livro eu já gostava do Rhys e tinha certeza que ele seria um personagem chave nessa continuação e eu estava certa. Talvez ele seja o melhor personagem da série até agora, cheio de mistérios e dotado de um poder de sedução incrível. Mas o principal é que ele entende o que Feyre esta passando e é o único que se dispõe a ajuda-la com seus poderes.

Tamlin muda completamente do primeiro livro pra esse e se torna um prego, foi difícil suportar tanta chatice em um só personagem. Feyre em alguns momentos é irritante, como no primeiro livro, mas o fato dela ser tão destemida e singular supera tal fato. 

Em resumo, o livro não só apresenta personagens incríveis e uma ambientação fantástica, mas um enredo viciante e singular, original. O final foi enlouquecedor, ainda mais angustiante que o final do primeiro livro, quando eu terminei fiquei sem chão e bateu aquela ressaca literária já tão conhecida. 

Sem dúvida alguma é o melhor livro de fantasia que você respeita. 

Para quem no primeiro livro ficou com dúvidas se a série seria boa, pode se jogar nessa continuação que não vai se arrepender. Mas sinto dizer que ainda teremos uma boa caminhada pela frente, já que a autora disse que virão mais seis livros por ai. 

A capa é linda e combina plenamente com o livro. Revisão e edição da editora impecáveis. 

Top 3 - Hardcovers internacionais mais bonitos



Olha eu de novo! Dessa vez, vim mostrar a vocês os MEUS hardcovers mais bonitos, os que mais me encantaram. Para quem não sabe eu sou louco alucinado com hardcovers e morro de amores quando pego um novo haha Tenho alguns aqui e selecionei, entre eles, os mais bonitos para mostrar a vocês. Confiram:

An Ember in The Ashes - Sabaa Tahir



An Ember in The Ashes foi lançado no Brasil pela VERUS com o título "Uma Chama Entre as Cinzas", mas o livro pronto não tem comparação em beleza com o original. Além de ter capa dura com jacket, o livro tem mapas nas folhas de guarda (que a edição brasileira não tem!)


O hardcover em si não tem muitos detalhes, apenas um relevo com as iniciais da autora na capa e o título em dourado na lombada, mas ainda assim ganha de lavada pra nossa edição!


The Isle of The Lost - Melissa de la Cruz



Não sei se The Isle of The Lost chegou a ser lançado no Brasil, mas sei que tem um filme pela Disney. Comprei esse harcover por míseros 11 reais na Amazon; eu já queria muito ele, pois acho a capa lindíssima, e quando livro chegou em babei!


A capa é aveludada e o título tem um efeito metálico LINDO que eu nunca tinha visto antes, além de verniz localizado em algumas partes. A contracapa tem essa ilustração linda, com referência à Malévola, e por dentro o livro é maravilhoso também! Na lombada do hardcover, o título está em lilás e ficou muito bonito.


Miss Peregrine's Home For Peculiar Children - Ransom Riggs



Recentemente a Intrínseca completou a trilogia da Srta. Peregrine e devo dizer que a edição deles é praticamente igual ao hardcover original, então vocês me entendem quando digo o quão maravilindo esse livro é haha


O livro é cheio de fotografias, páginas coloridas em sépia, todo um design vintage e encantador, e a junção de tudo isso dá uma aparência incrível ao livro. A capa dura tem textura e assinatura dos peculiares, além do título na lombada com alguns detalhes que dão a aparência de um livro realmente vintage!




E aí, gostaram? Vocês tem algum hardcover? Me contem!

Resenha - À sua espera - Abbi Glines

Ano: 2016 / Páginas: 240
Idioma: português
Editora: Arqueiro

Mase sempre preferiu a vida simples em seu rancho no Texas à agitação do mundo do pai em Rosemary Beach. Na verdade, ele quase nunca visita o famoso astro do rock e Nan, sua meia-irmã mimada e egoísta. Mas tudo muda quando conhece uma das empregadas da casa, uma garota linda que, sem saber da presença dele, o desperta com seu canto desafinado. Depois de anos sendo maltratada pela família e pelos colegas por causa de um distúrbio de aprendizagem, Reese conquistou sua liberdade e mora sozinha trabalhando como diarista para as famílias ricas da cidade. No entanto, seu sustento fica ameaçado quando ela causa um acidente na casa de Nan Dillon. Ao ser salva por Mase, um rapaz atencioso e com charme de caubói, Reese fica surpresa pelo gesto dele e, depois, apavorada quando ele demonstra interesse nela. Nunca na vida Reese conheceu um homem em quem pudesse confiar. Será que Mase pode ser diferente? Nessa ardente paixão que nasce entre a doce e batalhadora Reese e o centrado e sexy Mase, Abbi Glines mais uma vez mescla tristezas da vida real com amores de contos de fada e nos faz suspirar até a última página.

Mase é o filho de Kiro, o vocalista da famosa banda de rock Slacker Demon e irmão da insuportável Nan e da amável Harlow. Ele leva uma vida simples em seu rancho no Texas, longe dos holofotes que a fama do pai pode proporcionar. 

Certo dia ele resolver fazer uma visita a sua irmã Harlow e se hospeda na casa de Nan, que esta viajando. Durante esse hospedagem ele acaba conhecendo Reese, que trabalha como diarista na casa de Nan. Reese é uma mulher batalhadora que já passou por poucas e boas, ela já teve uma vida muito sofrida e busca se reerguer trabalhando como diarista na casa de famílias ricas da região, ela acaba sofrendo um acidente em seu local de trabalho, é salva por Mase e com isso eles acabam se aproximando. 



Eu sou meio suspeita para resenhar qualquer livro da série, porque até hoje eu gostei de todos. Muita gente acha que a Abbi se perdeu em alguns livros, mas eu apreciei todos por igual. Ela consegue manter a narrativa deliciosa, viciante e voraz, além é claro de sempre elaborar os melhores finais, aqueles que te deixam presa na ansiedade de uma continuação. E com esse livro não poderia ser diferente, eu mal posso esperar pelo próximo livro. 

Se eu já gostava do Mase nas pequenas aparições dos livros anteriores, agora eu tenho certeza que eles é um dos melhores personagens da série, gosto de como ele trata os traumas do passado de Harlow, como ele respeita suas dificuldades e faz de tudo para ajuda-la a superar. Todo esse carinho é apaixonante. 

O relacionamento entre eles foi crescendo de maneira natural e a maneira que eles tratam o relacionamento a distância é muito bacana. Quando Reese conta sobre seus prolemas, ela sabe que pode confiar em Mase e essa relação de confiança mútua foi sensacional. É claro que maus entendidos vão rolar, do contrário não seria um livro da Abbi Glines. 


Amei que nesse livro o Jimmy aparece um pouco mais *_* sempre gostei dele nos outros livros. Nan continua insuportável e intragável como sempre, mas como eu já li o livro sobre a Nan, até que eu estou odiando-a um pouco menos. 

A capa é a original e simplesmente maravilhosa, foge completamente das outras capas da série, mas é uma capa adequada ao que Mase representa, fiquei satisfeita pela editora ter tido essa percepção. A revisão ficou impecável como sempre. 




Top 3 - Séries intermináveis que odiamos amar


Sério..... porque nós leitores sempre temos que nos apaixonar por séries que parecem intermináveis? Se sua série literária preferida já passou de dez livros, sinto te informar mas com certeza ela não vai parar por ai.

Eu como toda leitora tenho séries que eu amo loucamente e se a autora publicar trinta livros eu vou ler os trinta.

Tem também aquela série super queridinha que você morre de vontade de ler, mas sempre vai empurrando com a barriga quando descobre que já tem mil livros publicados. Quem sempre?

No top 3 de hoje eu trouxe uma série que eu acompanho e duas que eu quero muito muito muito ler, mas o número não ajuda.

Rosemary Beach - Abbi Glines


Senhor! Essa série parece que não termina nunca. Alguém socorre aqui!!!!! 
Eu amo a Abbi Glines, adoro tudo o que ela escreve e por isso acabei amarrada nessa série que conta com onze livros já publicados no Brasil. Eu sei que para alguns ela pode ter se tornado cansativa, mas eu amo e a cada história nova eu fico pensando sobre qual personagem ainda falta um livro. 


Irmandade da Adaga Negra - J.R. Ward




A famosa série que todo mundo ama, que eu tenho doze (dos quatorze publicados no Brasil) livros já comprado mas nunca começo a ler. Não sei onde conseguir forças para começar, os livros são todos tijolos e se pensar que eu ainda tenho sei lá quantos livros pela frente eu já desisto. Sou super apegada a minha coleção, sei que um dia eu vou ter coragem, mas esse dia ainda não chegou. Tem alguém ai viciado nessa série?


Mortal - JD ROBB
























ESSA FOTO PERTENCE AO " O BLOG DA MARI

Essa série é o cúmulo do desespero! Sério... Acho que vai para o 26º livro publicado no Brasil. 




Quando você descobre que nos EUA já passa de quarenta livros publicados ( acho que são 44)

Eu juro que comecei a comprar os livros, fui até o sétimo, mas acabei desistindo... é muito livro para pouca Fernanda sem dinheiro e sem tempo. Só vejo recomendações absurdas de boas sobre esse livro. Mas realmente, aqui falta um pouco de coragem pra ler. 


Alguém acompanha alguma dessas séries?


Resenha - Essa Luz Tão Brilhante - Estelle Laure

Ano: 2016 / Páginas: 208
Idioma: português
Editora: Arqueiro
O pai dela surtou e foi internado. A mãe disse que ia viajar por uns dias e nunca mais voltou. Wren, sua irmãzinha, parece bem, mas já está tendo problemas na escola. Lucille tem só 17 anos, e todos os problemas do mundo. Se não conseguir arrumar um emprego para pagar as contas e fingir para os vizinhos que está tudo em ordem, pode perder a guarda da irmã. Sorte a dela ter Eden, uma amiga tão incrível que se dispõe a matar aulas para ajudá-la. Azar o dela se apaixonar perdidamente justo agora, e justo por Digby, o irmão gêmeo de Eden, que é lindo, ruivo... mas comprometido. Essa luz tão brilhante é a história de uma garota que descobre uma grande força dentro de si enquanto aprende que a vida e o amor podem ser imprevisíveis, assustadores e maravilhosos – tudo junto e misturado.


Lucille tem apenas 17 anos, mas uma vida cheia de problemas: seu pai está internado, sua mãe foi embora e nunca mais voltou e sua irmãzinha está com problemas na escola. Para piorar, se ela não arranjar um emprego logo, ela pode perder a guarda de Wren.

Por sorte, sua amiga Eden faz o possível e o impossível para ajudar ela. Por azar, ela está apaixonada por ninguém menos que Digby, o irmão gêmeo (e comprometido) de Eden. Será que Lucille vai conseguir driblar todos os seus problemas e encontrar o seu final feliz?

Explique qual é o objetivo de viver se você não estiver disposta a lutar pelas verdades do seu coração, a correr o risco de se machucar.

Essa Luz Tão Brilhante me chamou a atenção não só pela capa fofa ou pelo título interessante, mas também pela premissa e pelas opiniões. Li bons comentários sobre esse livro e gostei de alguns quotes e pensei "a história parece cativante". E não é que acertei?



Apesar de ter uma premissa simples, como eu resumi acima, o livro fala, como a própria sinopse diz, sobre uma garota que está descobrindo a si mesma, ao seu potencial. sobre as imprevisibilidades da vida, e é notável o crescimento da personagem durante o decorrer do enredo. Lucille cresce bastante na história, isso é inegável. Os demais personagens também são ótimos; são fofos, carismáticos e todos tem algo a acrescentar à história. Eles conseguem conquistar o leitor e fazê-lo sentir empatia por eles.

Mas, mesmo com tudo tão lindo e maravilhoso, eu ainda senti que faltava algo. Talvez tenha sido pelo final rápido e com pontas soltas, mas achei que o livro precisava de um pouco mais de história e esse foi o grande porém do livro.



Em suma, é um livro muito bom. Divertido, cativante, cheio de drama e bons personagens... um prato cheio para quem gosta de uma boa (e simples) história. 

Pelo que eu vi, parece que ainda tem mais um livro vindo aí sobre esses personagens. Não tenho certeza se é bem uma continuação, mas espero que complete o que faltou nesse volume haha

Resenha - Dez formas de fazer um coração se derreter - Sarah Maclean

Ano: 2016 / Páginas: 352
Idioma: português
Editora: Arqueiro

“Uma história arrebatadora, sensual e comovente, que não deixa nada a dever ao primeiro livro. Os personagens nos conquistam e o ritmo perfeito da trama, junto com os diálogos magistrais, multiplica o prazer.” – Romantic Times Book Reviews

Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família. Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou. Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade. Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.

Isabel Townsend é a filha de um conde e sabe se portar como tal quando necessário, mas ninguém pode negar que ela é filha do Conde Perdulário, um homem conhecido por se envolver em grandes libertinagens, capaz de apostar a própria filha em jogatinas e que jogou a fortuna da família por água abaixo. Com a morte de seu pai, Isabel se vê sozinha para cuidar do irmão caçula e com sua propriedade em risco por conta das finanças, que também ameaça a Casa de Minerva uma espécie de refúgio criado por Isabel, para abrigar mulheres que precisam de proteção.

Sem ter um tostão no bolso, Isabel não vê outra opção a não ser se desfazer da coleção de escultura de mármores deixadas para ela por sua mãe e apesar de enorme valor sentimental, essa é a única saída. É justamente por isso que Isabel acaba conhecendo o lorde Nicholas St. John, não só um famoso antiquário, como também o solteiro mais cobiçado da cidade.

Lorde Nicholas não aguenta mais todo esse borburinho que surge em torno do seu nome e ao se deparar com Isabel ele logo é seduzido pelo mistério que envolve a vida da primeira moça que não pretende amarra-lo em um casamento desesperado.



Eu sempre amei a escrita da Sarah e ela sempre esteve no hall das minhas autoras preferidas, mas dessa vez eu preciso dizer que demorei meses para ler esse livro. O início do livro não me conquistou, então até que eu conseguisse superar a fase inicial, levaram-se dias, achei o enredo inicial morno e bem comum, precisei quase ultrapassar cem páginas para que eu realmente me interessasse pelo viria a acontecer com os personagens.

Isabel é completamente diferente dos padrões de uma mulher da época, ela gosta de cavalgar, cuida da casa e do irmão sem ter um homem para auxiliar, faz o serviço pesado da casa sem ficar com não me toques, ela faz o que precisa ser feito para cuidar e proteger aqueles que ama. No entanto, ela tem um pé atrás que com homens, por conta do pai que era um cretino, mas isso acabou virando algo que se arrastava no livro, e em alguns momentos isso chegou a ficar chato.

Nick é um legítimo protetor, ele não pode ver uma pessoa em apuros que precisa ajudar e foi isso que o fez se aproximar tanto de Isabel. Ele é um homem sedutor, saído dos contos de fadas, capaz de fazer qualquer mulher suspirar, mas ao mesmo tempo ele carrega uma dose de ironia que deixam as mulheres loucas.


Gostei do enredo como um geral, sobre o fato de abordar a causa feminista, de mostrar mulheres que buscam se levantar após serem submetidas a grandes traumas, mulheres que fazem de tudo e mostram que não precisam de homens para serem capazes de cuidar de suas vidas. A Casa de Minerva é um apoio a mulheres que se refugiam dos abusos que sofreram com homens cruéis e com uma sociedade machista que cada vez mais tentava impor suas regras.

O livro não é tão bem humorado quanto o anterior, mas não deixa de ser um bom livro com pequenas doses de humor. Além disso, conhecemos tantos personagens legais que é impossível não desejar que essa seja uma série extensa, para que possamos conhecer um pouco mais de cada um.

A capa é linda e segue o mesmo padrão da anterior, a revisão da editora segue impecável como sempre.




Diz aí: Canecas lindas e criativas para presentear ou se presentear

Eu não sei vocês, mas eu sou A LOUCA dos copos e das canecas. Sempre compro, dou de presente, peço de presente e ainda passo um tempão na internet futucando canecas legais e divertidas.


Nessa minha busca por inúmeros sites eu encontrei muita coisa legal e estou aqui pra compartilhar com vocês.



Essas são canecas da loja Oh Dear! no site do elo7. Sou completamente apaixonada por essa loja e inclusive estou aguardando chegar algumas canecas que eu comprei. Eles tem inúmeros modelos diferentes e se você quiser conferir é só acessar AQUI


Na loja da imaginarium você encontra esses copos super lindos *_*  Sim! eu sei que é um pouco caro, mas as vezes eles até entram na promoção. Pra quem gostou, segue os links e valores

COPO COM CANUDO HOLOGRAFICO BOAS VIBES --- R$59,90
COPO COM CANUDO SORVETE ROSA ---- R$ 54,90


A Ludi Presentes é uma marca da Imaginarium e tem muita opção bacana de copos e canecas, com as festas do final de ano muitas opções estão esgotadas, mas quem quiser acessar o site vai ver que tem muita coisa legal mesmo. 

COPO COM CANUDO 1L FOCA NA DIETA --- R$69,90
CANECA G COM CANUDO FOCA NO TRABALHO --- R$69,90

A Gorila Clube tem opções para todos os gostos <3 cada uma mais linda que a outra.
























Essas são canecas para os Geeks e nerd, só coisa boa.



CANECA COFFEE ROCK --- R$39,90
CANECA COFFEE VADER --- R$39,90
CANECA BRUXINHO HARRY --- R$39,90
CANECA STRANGER RUN --- R$39,90

E essas são fotos de algumas canecas da minha coleção













Essa caneca é meu xodó, ela é da marca Uatt? e eu comprei na saraiva por R$29,90




Esse copo térmico é da marca Ludi e comprei aqui na minha cidade por R$39,90




Comprei na Lojas Renner por R$39,90




Foi presente do meu namorado ;)


Presente do meu irmão KKKKKK




Essa é da Imaginarium e custou R$30,90


































Presente do meu primo




























Comprei no Starbucks por R$19,90

É isso gente ;) espero que tenham gostado. 

Resenha - O coração da Esfinge - Colleen Houck

Ano: 2016 / Páginas: 368
Idioma: português
Editora: Arqueiro

Lily Young achou que viajar pelo mundo com um príncipe egípcio tinha sido sua maior aventura. Mas a grande jornada de sua vida ainda está para começar.
Depois que Amon e Lily se separaram de maneira trágica, ele se transportou para o mundo dos mortos – aquilo que os mortais chamam de inferno. Atormentado pela perda de seu grande e único amor, ele prefere viver em agonia a recorrer à energia vital dela mais uma vez. Arrasada, Lily vai se refugiar na fazenda da avó. Mesmo em outra dimensão, ela ainda consegue sentir a dor de Amon, e nunca deixa de sonhar com o sofrimento infinito de seu amado. Isso porque, antes de partir, Amon deu uma coisa muito especial a ela: um amuleto que os conecta, mesmo em mundos opostos. Com a ajuda do deus da mumificação, Lily vai descobrir que deve usar esse objeto para libertar o príncipe egípcio e salvar seus reinos da escuridão e do caos. Resta saber se ela estará pronta para fazer o que for preciso. Nesta sequência de O Despertar do Príncipe, o lado mais sombrio e secreto da mitologia egípcia é explorado com um romance apaixonante, cenas de tirar o fôlego e reviravoltas assombrosas.

Diz aí: Dicas para decorar sua estante com pouco dinheiro





























Oi gente! Hoje o post é especialmente para você que assim como eu, tem pouco dinheiro para decorar a estante e não tem como ter aqueles famosos funkos KKKKKKKKKKKKKKKK!

Fiz um post de dicas do que você pode fazer para deixar sua estante bem decorada e usando coisinhas que você tem em casa. Como canecas com flores, canetas, lápis e objetos baratinhos.

1 - Iluminação































Eu tenho essa fitinha de LED que uso para dar um destaque nas prateleiras do meu quarto. Na internet você acha até por R$20,00 cinco metros, no meu caso eu ganhei do meu namorado que é eletricista. Ela da um pouquinho de trabalho na instalação, então sugiro somente se você entenda disso ou conheça alguém que possa fazer. 

Outra dica é você aproveitar os picas picas da sua árvore de natal. Olha como fica legal também.




2 - Flores artificiais

Eu AMO! e minha estante é cheia delas. Compro nessas lojas de atacado que vende coisa de festa e artesanato e geralmente custam algo em torno de R$7,00 costumo juntar potinhos de vidro de geleia e coloco as flores dentro.

No ali express você também encontra vários modelos por um preço bem modesto, comprei uma de feltro que vou mostrar logo a seguir que foi uns R$5,00

Eu tenho esses:








Um é um potinho que comprei por R$4,00 e o outro é potinho de geleia.



O Rosa é um porta lápis que estava inutilizado, e o outro é aquelas canecas de vidro, comprei por R$7,00 tirei a tampa e coloquei um papel seda de cor verde para ficar mais coloridinho .




Essas foram as flores que eu comprei no Aliexpress, comprei de outras cores, mas ainda não chegou. Elas são lindas, lindas ao vivo. É de um tecido muito bom e os ramos são flexíveis. 

3 - Galaxy bottle


São essas famosas garrafinhas que parecem "galaxias engarrafadas" eu fiz as minhas seguindo um tutorial do youtube, você vai precisar de:

- Garrafinha com tampa
- Algodão
- Glitter
- Tintas ou corante de diferentes cores
- Água

Vocês encontram o passo a passo aqui



Fica bem legal né?

Eu não tinha garrafa com tampa, então improvisei selando a garrafa com silicone. 

4 - Canecas com Lápis ou canetas



Essa é uma latinha velha que estava quase indo para o lixo, então peguei meus lápis de cor, coloquei dentro e uso para decorar. 





























Não precisa ser stabilos obviamente KKKKKKKKK, eu tenho outras quatro canecas com canetas variadas, sim eu sou viciada em canetas e canecas. Não me julguem.

5 - Objetos decorativos


Todos os objetos que eu tenho não passaram de R$10,00 KKKKKKKKK! Sou estudante falida gente, não tenho como gastar mais do que isso. Além disso, esses objetos são ótimos para tirar fotos incrementadas com aquela série de livro de você ama. 






























Espero que tenham gostado do post :) Como vocês decoram a estante de vocês?