Resenha - Essa Luz Tão Brilhante - Estelle Laure

Ano: 2016 / Páginas: 208
Idioma: português
Editora: Arqueiro
O pai dela surtou e foi internado. A mãe disse que ia viajar por uns dias e nunca mais voltou. Wren, sua irmãzinha, parece bem, mas já está tendo problemas na escola. Lucille tem só 17 anos, e todos os problemas do mundo. Se não conseguir arrumar um emprego para pagar as contas e fingir para os vizinhos que está tudo em ordem, pode perder a guarda da irmã. Sorte a dela ter Eden, uma amiga tão incrível que se dispõe a matar aulas para ajudá-la. Azar o dela se apaixonar perdidamente justo agora, e justo por Digby, o irmão gêmeo de Eden, que é lindo, ruivo... mas comprometido. Essa luz tão brilhante é a história de uma garota que descobre uma grande força dentro de si enquanto aprende que a vida e o amor podem ser imprevisíveis, assustadores e maravilhosos – tudo junto e misturado.


Lucille tem apenas 17 anos, mas uma vida cheia de problemas: seu pai está internado, sua mãe foi embora e nunca mais voltou e sua irmãzinha está com problemas na escola. Para piorar, se ela não arranjar um emprego logo, ela pode perder a guarda de Wren.

Por sorte, sua amiga Eden faz o possível e o impossível para ajudar ela. Por azar, ela está apaixonada por ninguém menos que Digby, o irmão gêmeo (e comprometido) de Eden. Será que Lucille vai conseguir driblar todos os seus problemas e encontrar o seu final feliz?

Explique qual é o objetivo de viver se você não estiver disposta a lutar pelas verdades do seu coração, a correr o risco de se machucar.

Essa Luz Tão Brilhante me chamou a atenção não só pela capa fofa ou pelo título interessante, mas também pela premissa e pelas opiniões. Li bons comentários sobre esse livro e gostei de alguns quotes e pensei "a história parece cativante". E não é que acertei?



Apesar de ter uma premissa simples, como eu resumi acima, o livro fala, como a própria sinopse diz, sobre uma garota que está descobrindo a si mesma, ao seu potencial. sobre as imprevisibilidades da vida, e é notável o crescimento da personagem durante o decorrer do enredo. Lucille cresce bastante na história, isso é inegável. Os demais personagens também são ótimos; são fofos, carismáticos e todos tem algo a acrescentar à história. Eles conseguem conquistar o leitor e fazê-lo sentir empatia por eles.

Mas, mesmo com tudo tão lindo e maravilhoso, eu ainda senti que faltava algo. Talvez tenha sido pelo final rápido e com pontas soltas, mas achei que o livro precisava de um pouco mais de história e esse foi o grande porém do livro.



Em suma, é um livro muito bom. Divertido, cativante, cheio de drama e bons personagens... um prato cheio para quem gosta de uma boa (e simples) história. 

Pelo que eu vi, parece que ainda tem mais um livro vindo aí sobre esses personagens. Não tenho certeza se é bem uma continuação, mas espero que complete o que faltou nesse volume haha

Um comentário

  1. Oi, Henrique!
    Gostei da resenha; quando vi que o livro estava disponível pela parceria, não dei muita bola pra ele, porque me parecia mais um YA comum. Agora, talvez dê uma chance, já que pensava o mesmo de Encrenca, e me surpreendi!
    Beijos, Bel
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D