Resenha - Dorothy Tem Que Morrer - Danielle Paige

Ano: 2016 / Páginas: 384
Idioma: português
Editora: Rocco Jovens Leitores

Primeiro de uma série, Dorothy tem que morrer engrossa um filão de sucesso no mercado editorial, no cinema e na TV: o reconto de clássicos infantis com nova roupagem para os jovens. Nesta releitura sombria do clássico de L. Frank Baum O mágico de Oz, Amy Gumm é uma nova garota do Kansas, que, em meio a um tornado, é enviada à terra de Oz com a missão de remover o coração do homem de lata, roubar o cérebro do espantalho, tomar a coragem do leão e destruir a garota dos sapatinhos vermelhos. Livro de estreia de Danielle Paige, Dorothy tem que morrer chega ao Brasil depois de figurar na lista dos mais vendidos do The New York Times.

Assim como a famosa Dorothy, Amy é uma simples garota do Kansas, mas as semelhanças não param por aí: Amy também é levada por um tornado para a terra mágica de Oz. Só que Oz já não é tão mágica assim. O reino está em decadência, a magia é proibida... e tudo por causa de Dorothy, que voltou a Oz e se tornou uma governante tirana. 

As coisas só pioram quando Amy é recrutada por um grupo rebelde e se vê encarregada de matar Dorothy e assim resgatar a antiga Oz. Mas será que a fé que depositam nela é suficiente para que ela enfrente os diversos perigos à frente?


Não é nenhum segredo que eu amo contos de fadas, então já era de se esperar que eu quisesse ler esse livro. Eu não tive muito contato com Oz na infância, mas nos últimos anos me apaixonei pela história e fiquei louco para ler Dorothy Tem Que Morrer. E dessa vez me interessei mesmo pela história inicialmente, porquê não acho essa capa muito bonita não rs

E, olha, eu adorei esse livro <3 A autora deu um tom bem sombrio a Oz (contos de fadas sombrios? AMO), transformou totalmente alguns personagens e eu achei bem criativa a forma como ela desenvolveu a história.



A narrativa da autora é muito boa; o livro é narrado em primeira pessoa e tem um estilo bem fácil de pegar ritmo, tornando assim a leitura prazerosa. E o que dizer de Amy? Personagem badass, cheia de personalidade e passado... amei ela!

Quem gosta de uma boa história, com um toque mais sombrio e bons personagens, vai adorar Dorothy Tem Que Morrer. O livro é instigante e bem desenvolvido; ele te joga numa trama na qual você não sabe diferenciar o bem do mal, o certo do errado... Nem tudo pode ser o que parece. E o final é TIRO PORRADA E BOMBA!

Já quero a continuação!


Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D