Resenha - A Fúria e a Aurora - Renée Ahdieh

Ano: 2016 / Páginas: 336
Idioma: português
Editora: Globo Alt

Personagem central da história, a jovem Sherazade se candidata ao posto de noiva de Khalid Ibn Al-Rashid, o rei de Khorasan, de 18 anos de idade, considerado um monstro pelos moradores da cidade por ele governada. Casando-se todos os dias com uma mulher diferente, o califa degola as eleitas a cada amanhecer. Depois de uma fila de garotas assassinadas no castelo, e inúmeras famílias desoladas, Sherazade perde uma de suas melhores amigas, Shiva, uma das vítimas fatais de Khalid. Em nome da forte amizade entre ambas, Sherazade planeja uma vingança para colocar fim às atrocidades do atual reinado. Noite após noite, Sherazade seduz o rei, tecendo histórias que encantam e que garantem sua sobrevivência, embora saiba que cada aurora pode ser a sua última. De maneira inesperada, no entanto, passa a enxergar outras situações e realidades nas quais vive um rei com um coração atormentado. Apaixonada, a heroína da história entra em conflito ao encarar seu próprio arrebatamento como uma traição imperdoável à amiga. Apesar de não ter perdido a coragem de fazer justiça, de tirar a vida de Khalid em honra às mulheres mortas, Sherazade empreende a missão de desvendar os segredos escondidos nos imensos corredores do palácio de mármore e pedra e em cenários mágicos em meio ao deserto.
Eu ganhei esse livro da minha melhor amiga Carolzinha, mas confesso que enrolei pra ler quando soube que a continuação estava chegando.

Sou completamente apaixonada com a cultura Árabe e mal podia esperar a hora de ler esse livro e não me decepcionei em nada. 

A Fúria e a Aurora é um livro maravilhoso, original e cheio de surpresas, essa foi uma leitura completamente surpreendente e marcante. O livro conta a história de Sherazade e Khalid, o rei de Khorasan. Khalid desposa uma noiva todas as coisas e ao amanhecer ele a degola. Shiva, a melhor amiga de Sherazade foi a eleita para se casar com Khalid e amanheceu morta, para vingar a morte de sua amiga, Sherazade se voluntaria para casar com o rei.

Noite após noite ela conta histórias para o rei e o seduz, sempre buscando adiar a sua morte, para que ela possa descobrir um jeito de mata-lo. O que ela não esperava era que fosse se apaixonar pelo homem que matou tantas pesosas. 



Eu não esperava que fosse gostar do rei, mas fiquei encantada com ele no primeiro momento e sempre soube que tinha muito mais por trás da história de assassino. Khalid é incrível e certamente um dos melhores personagens masculinos, todo o ar de mistério que o envolve, sua delicadeza e a paixão que vive nele, a força que ele tem para proteger aqueles que ama. 

Sherazade é outra personagem que me deixou encantada, é raro encontrar mocinhas tão determinadas como ela e tão leal a quem ama, gosto como ela não mede esforço para fazer o que tem que fazer. 

Renée introduz muito bem a cultura árabe e foi um imenso prazer fazer essa leitura, eu amo conhecer nova culturas, lendas e histórias tão misticas. 

Graças a Deus que eu resolvi ler esse livro só quando tivesse a continuação em mãos, porque sinceramente eu fiquei desesperada quando terminei esse livro, a ansiedade pela continuação foi tensa e logo engatei a leitura da continuação. 

Adorei muitos personagens secundários e acho que a autora poderia lançar spin off contando a história de outros personagens que com certeza merecem um livro só pra eles. 

A capa do livro é linda e o trabalho da editora Globo ficou impecável. Recomendo muito esse livro para qualquer pessoa mesmo. 


Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D