Resenha - Ao seu encontro - Abbi Glines

Ano: 2017 / Páginas: 224
Idioma: português
Editora: Arqueiro

Há apenas alguns meses, um encontro inesperado numa casa em Rosemary Beach se transformou num romance de conto de fadas. Agora Reese está prestes a ir morar com Mase na fazenda dele, no Texas. Com o apoio e o amor da família do namorado e a recente descoberta de que ela mesma tem uma família com a qual contar, Reese pode enfim superar os horrores do passado e se concentrar no futuro promissor que a aguarda.
No entanto, no que depender de Aida, isso não vai acontecer. A beldade loura e Mase foram criados como primos, mas logo fica claro para Reese que o amor da jovem por ele está muito longe do que se deveria ter por um parente. Ao mesmo tempo que Reese tenta entender a relação dos dois e não se sentir ameaçada, entra em cena Capitão, um estranho que parece estar, convenientemente, em todos os lugares que ela frequenta. Bonito, sensual, misterioso e dono de uma franqueza desconcertante, ele não tem medo de dizer o que pensa de Mase - nem como se sente a respeito de Reese. Enquanto a competição pelo coração de Mase e de Reese esquenta cada vez mais, algumas perguntas em relação ao passado dela começam a ser enfim respondidas, revelando verdades chocantes que vão mudar para sempre a vida do casal. Em Ao Seu Encontro, Abbi Glines conclui a história que começou em À Sua Espera. Com a escrita romântica e voluptuosa que a consagrou, ela constrói mais uma narrativa envolvente, com personagens que vão mexer com as nossas emoções até o final.

Ao seu encontro é a continuação de À Sua Espera e eu já estava enlouquecendo para saber o que aconteceu depois daquele final agoniante. 

 Reese agora esta de mudança para a fazenda de Mase no Texas, mas chegando lá ela vai ter que enfrentar um problema de peso. Trata-se de Aida, a prima de Mase, que nutre muitos sentimentos pelo primo, mas nada parental, Aida ama o primo e todo mundo consegue enxergar isso, menos Mase. 



Durante a leitura fiquei irritada por diversas vezes, era desconsertante ver como ele não percebia as coisas que estavam em baixo do nariz dele e principalmente porque as vezes ele deixava a Reese sozinha em um lugar que ela ainda não estava familiarizada para ficar dando conta da prima chata e louca por atenção. 

Reese começa a trabalhar e conhece Capitão, o irmão de Blaire (a protagonista dos primeiros livros da série). Reese de cara detesta Capitão, ela o acha intrometido por querer se meter em seu relacionamento com Mase, mas ele é super legal, traz almoço pra ela, para que ela não tenha que comer um simples sanduíche e tenta ajudá-la a enxergar melhor as coisas e a resolve-las. Amei Capitão e ele com certeza foi uma das grandes surpresas desse livro. 

Nesse livro eu continuei gostando do jeitão cowboy do Mase, mas ele com a prima foi algo que realmente me irritou. Felizmente, quando as pessoas são diretas com ele e lhe explicam o que está acontecendo, ele logo cai em si e põe um ponto final na situação constrangedora. 



A narrativa de Abbi continua maravilhosa, a série é eterna, pode ser clichê, mas não há nada que não me faça ler até a lista do mercado dessa autora incrível. É o que eu sempre digo para todo mundo, você pode até ler e não gostar do enredo e dos personagens que ela cria, mas é impossível dizer que a narrativa dela não é digna de um prêmio.

Em suma, foi uma leitura muito rápida, terminei em poucas horas e gostei muito. A capa tem super a ver com o livro e a revisão estava ótima. 

Depois de mais de dez livros você deve estar se perguntando se eu ainda curto a série. Claro que sim! Sem dúvida nenhuma, e mal posso esperar pelos próximos livros. Sobre o livro da Nan, a personagem mais chata e intragável da série, eu já li e só posso dizer que é bom. Não vou falar que dá pra amar e a perdoar a personagem por tudo o que ela fez, porque realmente não dá, mas é um bom livro. Então, esperem surpresas por ai.




Um comentário

  1. Oi Fe, tudo bem?

    Eu tenho um sério problema com esses livros da Abbi. Vejo todo mundo falando, mas faço tanta confusão na ordem que só jesus.
    Acho as capas feias de doer, meu Deus! Kkkkkkk.
    Aí já viu, né. Acabo nem pesquisando para iniciar a leitura, porque eu não gosto de séries infinitas, sabe.

    Mas é uma autora que eu já li e tem uma escrita bem fluída. Eu gostei bastante na época.

    Beijos!
    Literatura Estrangeira

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D