Resenha - A Magia da Raposa - Inbali Iserles

Ano: 2017 / Páginas: 272
Idioma: português
Editora: Rocco Jovens Leitores

Destemidas, solitárias, trapaceiras, pouco confiáveis... Seja em fábulas ou ditos populares, o imaginário coletivo não tem sido muito generoso com as raposas. A inglesa Inbali Iserles, uma autora premiada e apaixonada por animais, convida os leitores a conhecer melhor esses seres incríveis com a série Foxcraft, uma emocionante trilogia de fantasia protagonizada por uma raposa filhote. Isla vive nos limites das terras dos sem-pelo (os humanos) e está começando a desenvolver suas habilidades. Um dia, ao retornar para sua toca, ela está em chamas e cercada por raposas estranhas. E sua família não está em lugar nenhum. Forçada a fugir, Isla escapa para o frio e cinza mundo dos sem-pelo e é caçada por um inimigo cruel. Para sobreviver e encontrar sua família, Isla precisará dominar a antiga arte das raposas – poderes mágicos conhecidos apenas por elas – e desvendar os segredos da Foxcraft.

Isla é uma raposa filhote que ama sua família mais do que tudo, mas que se vê perdida quando volta para sua toca e não os encontra lá. Tudo que ela encontra é um grupo de raposas estranhas que a perseguem assim que a veem. 

Forçada a fugir, Isla não sabe por onde começar, mas está determinada a encontrar sua família, mesmo que isso signifique se arriscar no mundo dos sem-pelo e enfrentar os perigos que vão se colocar em seu caminho.


Encontrando uma misteriosa ajuda, Isla começa a descobrir pistas sobre o que aconteceu com sua família e sobre o que fazer em seguida, enquanto aprende sobre uma antiga arte das raposas, a Foxcraft, uma antiga magia que a ajudará não só a se manter viva, mas encontrar aquilo que tanto procura.

“– Há muitas maneiras de uma raposa morrer, mas só uma para ela viver.
– Qual? – perguntei, os olhos arregalados, as orelhas aguçadas.
– Nós escolhemos sobreviver, e esse é o nosso legado. Escolhemos viver e nunca desistimos”

A coisa que mais me chamou a atenção em A Magia da Raposa foi o fato de ser um livro narrado por animais. Isso me deixou MEGA curioso, além da capa linda. E, admito, o livro não foi bem o que eu esperava... Mas ainda assim gostei da leitura.


A autora conseguiu maravilhosamente bem narrar o livro na visão da Isla e tornar a história bem realista. Achei incrível como ela relacionou coisas do nosso dia-a-dia com o mundo dos animais e como isso afeta a vida deles, de verdade. A escrita da Inbali também é bem leve, boa de pegar ritmo e de fácil compreensão.

Talvez o que tenha me decepcionado um pouco foi o enredo... Não que seja uma história ruim, mas não foi nada do que eu esperava e achei um pouco repetitiva. Isla passa a maior parte do livro fugindo do que resolvendo os problemas e achei isso cansativo. Além de tudo, a autora termina o livro sem resolver nada! Fiquei meio frustrado, admito. Entendi que ela quis deixar para o segundo livro, mas poxa... o livro é só sobre fuga, então?


Acho que é isso... Realmente esperava mais do desenvolvimento da história, já que a premissa do livro e o universo criado pela autora são maravilhosos... ela só não soube aproveitar muito bem. Espero que melhore consideravelmente no segundo.



Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D