Resenha - Volúpia de Veludo - Loretta Chase

Ano: 2017 / Páginas: 320
Idioma: português
Editora: Arqueiro

Simon Fairfax, o fatalmente charmoso marquês de Lisburne, acaba de retornar relutantemente a Londres para cumprir uma obrigação familiar. Ainda assim, ele arranja tempo para seduzir Leonie Noirot, sócia da Maison Noirot. Só que, para a modista, o refinado ateliê vem sempre em primeiro lugar, e ela está mais preocupada com a missão de transformar a deselegante prima do marquês em um lindo cisne do que com assuntos românticos. Simon, porém, está tão obcecado em conquistá-la que não é capaz de apreciar a inteligência da moça, que tem um talento incrível para inventar curvas – e lucros. Ela resolve então ensinar-lhe uma lição propondo uma aposta que vai mudar a atitude dele de uma vez por todas. Ou será que a maior mudança da temporada acabará acontecendo dentro de Leonie? Volúpia de veludo, terceiro livro da série As Modistas, é uma história de amor envolvente, com personagens femininas fortes e determinadas que transitam com perfeição entre o romantismo e a sensualidade.

Nesse terceiro livro da série, conhecemos Leonie Noirot, a irmã que administra a Maison Noirot. Leonie sempre colocou os negócios do atelier em primeiro lugar e sua nova missão é transformar a deselegante prima do marquês de Lisburne em uma mulher desejada por todos os homens disponíveis da temporada. 

O que Leonie não esperava é que ela fosse se render aos encantos de Simon Fairfax, o marquês de Lisburne, e apesar de sempre ter o atelier como uma prioridade, ela agora terá que lidar com algo novo em sua vida. 

Adoro essa série e até o momento ela é a minha preferida da Loretta Chase, porém eu juro que esperava muito mais desse livro. Leonie era minha irmã preferida e eu estava ansiando por esse livro. Porém, apesar de ser uma leitura prazerosa, ele nem chegou perto de ser o melhor livro da série.

Leonie sempre foi uma personagem muito sensata e foi isso que me conquistou nela, ela tem o atelier como uma prioridade de vida, ela gosta de ser uma mulher independente, e é muito bom encontrar isso em livros e romances de época. 

Gostei do protagonista masculino, mas não achei nada absurdamente bom. O romance deles vai se aprofundando aos poucos e foi bem bacana acompanhar todo o desenvolvimento. Leonie foi bem relutante em admitir o amor e as vezes isso me irritava um pouquinho. 

Sou uma fã da narrativa da Loretta Chase, ela consegue tornar qualquer leitura muito prazerosa. Achei a série como um todo de uma originalidade impecável, é bem difícil encontrar romances de época em que mulheres tenham uma profissão e que não aceitem se casar e deixar a vida de lado, Loretta consegue criar enredos bem feministas em uma época nada feminista. 



Acho que o ponto que mais me incomodou no livro foi mesmo o enredo, achei que tudo acontecia de uma maneira muito devagar, parecia que Loretta estava esticando o enredo pro livro ficar maior e nem mesmo sua narrativa incrível conseguiu dar um jeito nesse enredo. O casal tinha química sim, mas ainda faltou alguma coisa, talvez um final mais bem elaborado.

Gosto do toque de investigação que Loretta coloca em seus livros, mas confesso que nesse livro eu fiquei sem entender, não vi muito sentido no problema criado e confesso que foi desnecessário um problema que não envolvesse de maneira direta a Maison Noirot, claro que o problema afetou o atelier, mas o que eu digo é que o problema não surgiu em face do atelier e somente foi uma consequência de algo. Enfim, não curti muito esse aspecto.

Novamente eu fiquei apaixonada por Lady Clara e preciso muito da história dela, estou ansiando por isso. Também gostei de Lady Gladys, acho que as duas merecem uma história só pra elas. 

A capa dessa série é maravilhosa, uma das melhores capas de romance de época que eu tenho na minha estante. Por fim, o livro apesar de um enredo fraco, conseguiu ser bom no geral, acho que a narrativa da Loretta salva tudo, isso sem falar nas personagens que são ímpares, adorei matar a saudade da Marcelline e de Sophia. Sem dúvidas as irmãs costureiras fazem parte da lista de melhores personagens de romances de época. 

A revisão ficou ótima, assim como a diagramação. 




Um comentário

  1. Gostei muito da sua resenha ,to tendo o prazer de conhecer a escrita da Loretta esse ano ,to gostando, mas ainda não a favoritei , realmente a capa desse livro esta muito bonita e de bom gosto !

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D