Resenha - Não Me Esqueças - Babi A. Sette

Ano: 2017 / Páginas: 350
Idioma: português
Editora: Verus

Em um cenário de contos de fadas, Babi A. Sette convida o leitor a mergulhar em um mundo novo, repleto do encantamento que somente um amor de almas gêmeas pode realizar. Aos vinte e um anos, Lizzie deveria estar empenhada em fisgar um noivo e finalmente se casar. Entretanto, após uma decepção amorosa, o coração da jovem só palpita por sua grande paixão — os estudos sobre o povo e a cultura celtas. Esse interesse faz com que ela troque os concorridos salões de baile de Londres pelas estradas desertas e sinuosas das Highlands escocesas. Ali, ela conhecerá Gareth, o enigmático líder do clã que vive no local mais remoto e bucólico da Escócia. Envolto em uma aura de mistério, ele luta para manter suas tradições, seus segredos e, principalmente, seu povo em segurança. Enquanto o austero Gareth tem a vida toda sob controle e resiste a mudanças, Lizzie está muito entusiasmada com suas explorações e descobertas. Porém a vida de ambos é alterada de maneira inexorável quando uma fatalidade transforma a tão sonhada aventura de Lizzie em pesadelo. Vindos de mundos tão diferentes, mas unidos por uma atração irresistível, Lizzie e Gareth vivem uma paixão proibida e desafiadora, sem saber que finalmente poderão encontrar aquilo que só ousavam buscar em sonhos.
Não Me Esqueças é uma releitura de A bela e a fera e conta a história de Elizabeth Harold, uma jovem de vinte e um anos apaixonada pelo povo e pela cultura celta. Lizzie deveria estar circulando pelos bailes da sociedade a procura de um noivo, mas tudo o que ela quer é passar uma temporada nas Highlands escocesas para aprofundar os seus estudos sobre a cultura celta. 

Após convencer seu pai que uma temporada longe dos bailes é o melhor pra ela, Lizzie parte rumo a melhor aventura da sua vida. É nessa viagem que ela acaba conhecendo Gareth MacGleann, o líder de um clã que vive em um lendário castelo. Gareth esta determinado a manter as tradições de seu clã e mante-los em segurança, mas a chegada de Lizzie pode colocar tudo a perder. Os dois se pegam envoltos em uma atração irresistível e agora precisam saber como lidar com todos os problemas que vão aparecer. 



Já li dois livros da Babi e Não Me Esqueças só veio para comprovar o tamanho do seu talento e confirmar que ela é uma das autoras brasileiras mais promissoras no mercado. Esse é um romance de época muito bem escrito, uma narrativa incrível e que me prendeu do começo ao fim. 

Durante a leitura, notei muitas semelhanças com a história de Outlander, mas acho que é pelo fato de todos serem ambientados no mesmo lugar. 

Lizzie é uma personagem muito determinada e bem a frente do seu tempo, assim como sua mãe, que sempre foi uma das minhas personagens preferidas. Lizzie é filha de Arthur e Kathe, personagens de um outro livro da Babi, e se eu já era apaixonada por eles, fiquei ainda mais. É de emocionar com o quanto eles se importam com o sentimento dos filhos e não apenas em arrumar um bom casamento para eles, adoro a cumplicidade do casal e o amor radiante que permaneceu igual mesmo após tantos anos. 

Esse é um livro que provoca uma imersão do leitor na cultura celta e do povo das Highlands, eu sou uma fã de Outlander e por muitas vezes fui em busca de mais informação sobre esse povo tão singular e após a leitura de Não Me Esqueças foi impossível não dar uma pesquisada no google sobre os celtas. Achei tudo muito interessante e deu para perceber o quanto a Babi foi delicada nesse trabalho de pesquisa, tudo muito bem feito e maravilhosamente escrito. 

 É um livro com uma história muito bonita, de cara eu me encantei pelo Garret e notei o quanto ele era perfeito para Lizzie, ela é tão apaixonada pela cultura celta que não merecia nada menos que um amor desses. 

Os personagens secundários são muito interessantes também, fiquei curiosa para saber um pouco mais sobre a história de vários deles. 

Aprecio muito o fato de que a Babi é uma autora que não apresenta vícios em sua escrita. Eu tenho  uma certa dificuldade de ler um livro nacional, que por ser originalmente em nosso idioma, as vezes vem acompanhado de muitos vícios que costumam me irritar profundamente e empobrecem um enredo que as vezes é muito bom. Mas nunca senti isso lendo os livros da Babi, desde a sua primeira obra eu pude perceber o quanto ela é precisa em sua narrativa. Um livro, com toda certeza, extremamente bem escrito. 

Enfim, acho que só tenho a dizer o quanto foi uma leitura especial, esse é aqueles livros que você tem vontade de ler bem devagar para a história nunca acabar, cada personagem é muito especial e é um livro que nos traz tantos ensinamentos que por vezes eu parei a leitura pra absorver algumas coisas, pensar e só então prosseguir na leitura. Não me esqueças foi um verdadeira viagem às Highlands. Vale a pena a leitura. 



7 comentários

  1. Estava doida pra ler, essa obra dela, com a sua resenha reforço 👏👏👏👏amei a resenha 😚😚😚😚😍😍⛤

    ResponderExcluir
  2. Eu quero muito esse livro! A tua resenha aguçou ainda mais minha curiosidade. Espero ter a oportunidade de ler ele logo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Amei a resenha, já tava curiosa pta ler agr então.

    ResponderExcluir
  4. Babi tem surpreendido em seus livros!!! Adoro essas historias que despertam o nosso interesse por conhecer ainda mais sobre os povos e suas culturas. è uma leitura que traz muito aprendizado e envolvimento.Amei a resenha!

    ResponderExcluir
  5. Amo a Babi,a escrita dela é maravilhosa
    Amo outlander e ter o livro comparado diz muito sobre ele ,ainda não tive a oportunidade de comprar ,mas já esta na minha enorme lista da BF ,amei a resenha como sempre e também tenho dificuldades com livros nacionais por conta de muitos vícios na escrita

    ResponderExcluir
  6. Mais um livro q estou louca pra ler e está na minha interminável lista...
    Adoro historias q trazem informações de outros povos e culturas. Isso desperta mais interesse em mim, de ler mais sobre, pesquisar e isso agrega muito conhecimento ao leitor q se aprofunda mais... Sei que os autores pesquisam bastante para escreverem, mas admiro muito autores q buscam temas diferentes, de épocas e culturas enriquecendo sua escrita e oferecendo isso tb a seu leitor. Amei a resenha!

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D