Resenha - Como eu imagino você - Pedro Guerra

Ano: 2017 / Páginas: 190
Idioma: português
Editora: Gutenberg

Não consigo definir o formato do seu rosto, muito menos se aquele borrão embaixo é uma barba rala ou não. Percebo que o cabelo é volumoso e tento desenhar na minha mente as ondas que aqueles fios formam. Uma doença rara diagnosticada na infância nunca impediu Helena de enxergar o mundo, e mesmo com todos os obstáculos, ela é uma jovem alegre, independente e muito sensível. Mas é à noite que Lena sente seu coração se encher de dúvidas e agitação ao se “encontrar” com um misterioso rapaz que surge constantemente em seus sonhos. E, apesar de não enxergá-lo com nitidez, ela sabe exatamente como ele é. Um dia, seus pais precisam fazer uma viagem e a jovem é obrigada a ficar sozinha em casa. Quer dizer... não totalmente sozinha. Sua mãe havia contratado um rapaz para cuidar do jardim. E aquilo que parecia ser uma visita indesejada pode trazer uma enorme mudança em sua vida. Para sempre... “Posso vê-lo mais do que a minha capacidade de enxergar permite.Consigo ver que ele é diferente."

Como eu imagino você nos conta a história de Helena, uma jovem que sofre desde a infância com uma doença rara. Essa doença é degenerativa e vai levando Helena a perder a visão cada vez mais com o passar dos dias. Mas, nada impede que ela enxergue o mundo a sua maneira, ela é uma pessoa muito alegre e tenta cada vez mais lutar por uma vida independente. 

Um certo dia, seus pais precisam fazer uma viagem e Helena terá que se virar sozinha, mas ela sempre poderá contar com seu melhor amigo Lucas e sua amiga Jenny. O grande problema mesmo, é que sua mãe contratou uma pessoa para cuidar do jardim e esqueceu de avisar. Só que talvez esse problema não seja realmente um problema, Helena talvez já o conheça, será dos seus sonhos? 

Como eu imagino você é um livro bem delicinha, daqueles que a gente termina a leitura um poucas horas. Eu lembro que quando eu li a sinopse desse livro eu fiquei muito empolgada, a história de superação da Helena é incrível, quase tanto quanto eu imaginei. Porém, o enredo é muito curto, enxuto demais, o que deixou o livro um tanto quanto superficial. 



Não teve um tempo para aprofundar os personagens, de maneira de tudo fique muito raso. Me encantei pela pessoa que a Helena é, pela sua história, sua personalidade forte e determinada. Mas acho que uma personagem como ela merecia muito mais páginas do que efetivamente ganhou.

Talvez esse fosse um livro que teria tudo para ser um livro super incrível, mas não foi, ele só ficou no adjetivo de bom e ponto final. Não é um livro ruim, muito pelo contrário, é uma leitura muito boa, mas o enredo curto prejudicou muito o resultado final.

Um dos pontos legais do livro é a referência que o autor faz a cultura moderna, menções a séries e livros e acho que isso faz com que o leitor se identifique muito com os personagens e com o enredo em si. É um livro muito bom para jovens, os conflitos vividos pelos personagens são bem atuais e o autor consegue trabalhar isso de uma forma muito legal, nos leva a refletir sobre vários assuntos. 

A narrativa é incrível, simples, prática e muito convidativa, não permite que o leitor abandone a leitura por nenhum momento se quer. A capa tem tudo a ver com o enredo do livro. Diagramação e revisão impecáveis. 




Nenhum comentário

Postar um comentário

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D