Resenha - Origem - Dan Brown

Ano: 2017 / Páginas: 432
Idioma: português
Editora: Arqueiro

Robert Langdon, o famoso professor de Simbologia de Harvard, chega ao Museu Guggenheim de Bilbao para assistir a uma apresentação sobre uma grande descoberta que promete "mudar para sempre o papel da ciência". O anfitrião da noite é o futurólogo bilionário Edmond Kirsch, que se tornou conhecido mundialmente por suas previsões audaciosas e invenções de alta tecnologia. Um dos primeiros alunos de Langdon em Harvard, há 20 anos, agora ele está prestes a revelar uma incrível revolução no conhecimento... algo que vai responder a duas perguntas fundamentais da existência humana. De repente, a noite meticulosamente orquestrada se transforma em um caos, e a preciosa descoberta de Kirsch corre o risco de ser perdida para sempre. Diante de uma ameaça iminente, Langdon tenta uma fuga desesperada de Bilbao ao lado de Ambra Vidal, a elegante diretora do museu que trabalhou na montagem do evento. Juntos seguem para Barcelona à procura de uma senha que ajudará a desvendar o segredo de Edmond Kirsch. Em meio a fatos históricos ocultos e extremismo religioso, Robert e Ambra precisam escapar de um inimigo atormentado cujo poder de saber tudo parece emanar do Palácio Real da Espanha. Numa jornada marcada por obras de arte moderna e símbolos enigmáticos, os dois encontram pistas que vão deixá-los cara a cara com a chocante revelação de Kirsch.

Origem é o quinto livro das aventuras do famoso professor de Simbolodia de Harvard, Robert Langdon. Os livros não tem nenhuma ligação, então você pode ficar tranquilo se for ler fora de ordem. Nesse livro, Robert acaba de chegar ao Museu Guggenheim de Bilbao, na Espanha, para assistir a uma apresentação de um ex-aluno seu, o futurólogo bilionário Edmond Kirsch. 

Edmond pretende fazer uma revelação assustadora sobre a origem da existência humana e para onde nossa civilização caminha, qual será o nosso destino. Essa noite especial foi meticulosamente orquestrada por Kirsch, mas em uma reviravolta tudo parece ir por água abaixo. Agora cabe a Langdon, ao lado de Ambra Vidal, a diretora do museu, tentar desvendar o segredo que seria revelado nessa fatídica noite e expor ao mundo. 

Eu sempre fui fã dos livros do Dan Brown, quando foi anunciado esse novo lançamento eu logo entrei em êxtase. Recentemente eu li um comentário sobre esse livro e a pessoa se perguntava se o Dan Brown tinha perdido a fórmula mágica para fazer livros de sucesso. Fiquei meio desanimada e confesso que comecei a leitura um pouco receosa.

Porém, eu não poderia ter me surpreendido mais. Não me lembro mais onde eu li esse comentário sobre o Dan Brown, mas eu só queria dizer para essa pessoa que ela esta completamente errada, pelo menos na minha opinião. Gente, que livro incrível foi esse? 



Lembro perfeitamente que era umas 23h quando eu abri esse livro e pensei, vou ler só umas 30 páginas e vou dormir. Porém, quem disse que eu consegui abandonar o livro, entrei noite a dentro envolvida nas aventuras de Robert e Ambra. 

A narrativa de Dan Brown continua impressionante, envolvente em seu nível máximo e muito instigante. É impossível terminar o livro e não ficar se questionando sobre as coisas que leu, não sair pesquisando na internet sobre as organizações que ele menciona, sobre os artistas, as obras de arte. Dan Brown consegue despertar em mim uma curiosidade incrível pelo mundo da história e da arte. 

É incrível como o autor consegue segurar os segredos até os momentos finais do livro, eu imaginei inúmeras hipóteses, fiquei arquitetando várias coisas e nada do que eu pensei chegou perto da verdade dos fatos. 

Origem é um livro que faz uma referência enorme ao momento atual, uma crítica ao ultraconservadorismo, a religião, ao fanatismo religioso e principalmente ao nosso apego, a crença exacerbada na tecnologia. De uma maneira bem impactante, Dan Brown tenta, e consegue, passar uma importante mensagem ao leitor, tanto que é impossível o livro não te levar a reflexão. 

Livro sensacional e com certeza entrou para uma das melhores leituras do ano. Mais uma excelente aventura do professor Langdon, só fico triste pelo Dan Brown demorar tanto tempo para escrever novos livros, trabalhamos com velocidade meu querido. 

A capa do livro é incrível e o trabalho de tradução e revisão ficou impecável.


2 comentários

  1. Nossa !o que comentar depois dessa resenha ?livro maravilhoso ,que bom que VC amou Fernanda,o que mais gosto dos livros Dan Brown é justamente isso que VC citou ,ler e se questionar depois ,é praticamente uma marcar registrada do autor ,nos fazer pensar ,ainda não li esse livro e provavelmente não lerei mais esse ano ,mas já está anotado como prioridade para o próximo ano ,mais uma vez resenha maravilhasa 😍😍😍

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D