Dear Heart, Eu Odeio Você!

Ano: 2017 / Páginas: 288
Idioma: português
Editora: Faro Editorial

Jules era viciada em trabalho. Colocando sempre o amor em segundo plano, sua principal meta era construir uma carreira com sólida reputação. Cal Donovan era muito parecido. Ele havia traçado uma lista de objetivos para alcançar na vida, e nela só havia espaço para ascensão profissional. Mas um encontro ao acaso muda tudo. De repente, o amor não parece uma distração para atrapalhar seus planos. Como fazer um relacionamento dar certo quando a sua cara-metade mora a milhares de quilômetros de você? Como viver esse amor sem abandonar tudo o que construiu? Algumas vezes as nossas mentes elaboram planos, estabelecem metas, perseguem sonhos. E algumas vezes os nossos corações ignoram as nossas mentes e decidem apostar no amor.

Dear Heart, Eu odeio você! Foi uma das melhores surpresas que eu tive em 2017, eu ainda não tinha lido nada da J. Sterling e estava mega ansiosa e juro que não decepcionei em nada. Peguei o livro para ler e quando vi já tinha terminado. Esse livro conta a história de Jules e Cal, os dois são Workaholics, sempre colocam o trabalho como prioridade e o amor como segundo plano. Mas um encontro ao acaso promete mudar toda a trajetória de metas que eles estabeleceram para suas vidas. 

Cal mora em Boston e Jules em Los Angeles, ou seja, cada um em um extremo dos Estados Unidos. Eles engatam um relacionamento, mas não sabem como fazer isso dar certo quando estão separados por milhares de quilômetros. 



Logo de cara eu amei os dois personagens, eles se complementam perfeitamente, surge uma relação baseada em muito respeito e carinho. Cada mensagem trocada entre eles é muito divertida e foram esses pequenos detalhes que trouxeram um toque especial ao livro. Adorei o fato do casal respeitar o amor de cada um pela profissão e pelo trabalho, acho isso fundamental numa relação. 

Dear Heart é um romance maravilhoso e apesar de Cal ter sido o meu personagem preferido, eu confesso que no momento crucial eu tive vontade de enforcá-lo.  

O livro é narrado em primeira pessoa, o tipo de narrativa que eu mais aprecio, isso aproxima muito o leitor do enredo, e intercalado entre os dois personagens. A leitura é muito rápida, devida a narrativa envolvente da J. Sterling, é impossível soltar o livro e não ficar pensando nos personagens. 

Gostei muito dos personagens secundários como o Lucas, melhor amigo do Cal, e da Tami, melhor amiga da Jules. Admito já desejar um livro deles. 

A capa é linda e a diagramação ficou bem confortável. Amei o trabalho da J. Sterling e confesso estar ansiosa para conferir todos os livros já publicados da autora. Foi uma leitura muito prazerosa e divertida, que me arrancou boas risadas e deixou o coração suspirando com tanto amorzinho. 

4 comentários

  1. Amei a resenha!!! Uma das minhas propostas literárias desse ano é conhecer novos autores. Gostei muito do enredo da história e com certeza é um livro que vou acrescentar na minha meta de 2018.

    ResponderExcluir
  2. Deu vontande de ler depois de ler essa resenha

    ResponderExcluir
  3. Querooo muito esse livro��
    E agora ainda mais depois dessa resenha mara

    ResponderExcluir
  4. Amei esse livro, vai pra lista com certeza, amei 😍😍

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D