Resenha - A ascensão do mal - Danielle Paige

14 de janeiro de 2018

Ano: 2017 / Páginas: 240
Idioma: português
Editora: Rocco Jovens Leitores

Em Dorothy tem que morrer, Amy Gumm é uma garota do Kansas levada por um tornado para o mundo encantado de Oz. O que ela encontra por lá, porém, é uma paisagem bem diferente da descrita no clássico de L. Frank Baum, governada com mão de ferro por uma certa Dorothy Gale. Para fazer de Oz uma terra livre novamente, Amy precisa remover o coração do homem de lata, roubar o cérebro do espantalho e tomar a coragem do leão. E aí Dorothy morreria. Mas, em A ascensão do mal, aguardada sequência da série de Danielle Paige, ela continua viva. E o passado de Oz guarda muitos segredos que Amy ainda desconhece. Em quem ela poderá confiar para cumprir sua missão?

Esse é o segundo volume de uma série que até o momento já tem quatro livros publicados no exterior, Dorothy tem que morrer é uma espécie de releitura da história O fantástico mundo de Oz, só que com uma vibe completamente diferente, dessa vez os mocinhos são os vilões e Dorothy e Glinda são duas governantes extremamente pecaminosas e sanguinárias, que estão absorvendo toda a magia de Oz. 



Amy Gumm é uma garota do Kansas levada por um tornado para o mundo de Oz  e recrutada pela Ordem Revolucionária das Malvadas. Para fazer de Oz um lugar livre novamente, Amy precisa remover o coração do homem de lata, roubar o cérebro do espantalho e tomar a coragem do leão e então Dorothy morreria. O problema é que ela continua bem viva. 

A Ascensão do Mal passou bem longe de ser tão bom quanto o primeiro volume da série, não foi tão eletrizante e viciante como o primeiro. Mas ainda é impossível não se apaixonar por todo o universo criado por Danielle Paige, a autora se mostrou ainda mais criativa, apresentando ao leitor novos cenários, completamente originais e incríveis, tudo foi tão minuciosamente descrito, as vezes até em excesso, que foi perfeitamente possível criar na mente um cenário para as cenas do livro. 



Acredito que a ambientação do novo mundo de Oz seja o grande destaque da série, nos mostra o quando a autora teve o cuidado de pensar em cada detalhe para permitir que o leitor mergulhe na história. Eu pelo menos me senti completamente imersa. Em A ascensão do mal, teremos muitas aventuras e momentos de tensão, batalhas, conspirações perigosas e  muita magia. 

Nesse livro Amy parece um pouco confusa, acho que o fato de ter estado tão confiante no primeiro livro e ter fracassado, a deixou muito perdida ou talvez o fato de estar cada vez mais semelhante a Dorothy. Esse foi um dos pontos que eu não gostei no livro, eu amei tanto a personalidade de Amy no começo, que vê-la regredir foi como levar um balde de água fria.

Amy sempre foi uma mocinha muito valente e determinada, não serve ser insegura e para ficar acatando a opinião dos outros, muito menos para se envolver em um romance completamente forçado. Sinto muito, mas hoje não Faro! Pra mim o lado amoroso do livro não colou.



Danielle Paige deixa muitos pontos em aberto, ligações para os próximos livros da série e acho que fico feliz por isso. A série prossegue em um ritmo que eu considero bem agradável, mas espero que os próximos livros sejam mais animadores e revigorantes. As protagonistas do lado negro da história aparecem muito pouco e isso também não me agradou muito, senti falta de um pouco mais de maldade. 

A capa é linda e esta de acordo com o padrão do primeiro livro. Revisão e diagramação super ok. Estou ansiosa pelo próximo volume. Para quem gosta de releituras e fantasias, o livro é mais do que recomendado. 




1 Blogger
Facebook

Um comentário

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D