Resenha - À Margem das Sombras (Anjo da Noite #2) - Brent Weeks


Ano: 2017 / Páginas: 416
Idioma: português
Editora: Arqueiro

Sinopse: O jogo parece perdido para a cidade de Cenária.
O golpe impiedoso de Garoth Ursuul, o Deus-rei, foi bem-sucedido. Agora ele domina a cidade, enquanto os invasores de Khalidor massacram habitantes e destroem casas, lojas e esperanças. O antigo governo da cidade foi subjugado e seu líder, substituído.
A magia do Deus-rei é poderosa demais para ser controlada e sua influência se expande até os círculos mais nobres da cidade. As únicas chances de vitória nessa guerra injusta são o honrado Logan Gyre e o derramador Kylar Stern, o Anjo da Noite. Contudo, enquanto o primeiro está enclausurado na mais terrível prisão do reino, o segundo abandonou o caminho da espada e, em nome de Elene, seu grande amor, jurou nunca mais matar.
A resistência agora se resume a ladrões, comerciantes pobres e prostitutas. Mas talvez isso mude muito em breve. Ao descobrir que Logan está vivo, Kylar pode abrir mão da paz que encontrou na nova família e arriscar tudo para retornar ao caminho das sombras.



Para conferir a resenha do primeiro livro, clique AQUI.
OBS: Essa resenha pode conter spoilers do livro anterior.


O Caminho das Sombras, primeiro livro dessa trilogia, foi uma enorme surpresa para mim. Adorei conhecer os personagens e a maneira como o autor conduziu a história do começo ao fim. Kylar tornou-se um personagem forte e destemido, vemos seu crescimento e como se tornou o Anjo da Noite. Infelizmente, reencontrar seu grande amor acabou com algumas das minhas expectativas, mas não desisti! À Margem da Sombra veio para me lembrar da ótima fantasia criada pelo autor e para me deixar mais ansiosa ainda pelo terceiro e último livro.
"Não havia um olho que não estivesse arregalado. Não era somente o vir ou a majestade inerente de Garoth que os deixavam pasmos. Eram os cadáveres empilhados como lenha dos dois lados e atrás dele, emoldurando-o como a uma pintura. Era o sangue e os miolos espirrados na roupa branca. Ele era espantoso em seu poder e terrível em sua majestade."
Como a sinopse diz, o golpe de Garoth Ursuul foi executado com sucesso e toda Cenária está sob seu domínio. O cara é forte. Sua magia é intensa e ninguém que tema a morte quer enfrentá-lo. Com Logan Gyre supostamente morto e Kylar que desistiu de ser um derramador, a cidade teme todos os amanheceres. Mas a resistência não desiste! Pobres, prostitutas, ladrões e o Shinga se reúnem para tentar destronar o Deus-Rei, mas essa empreitada não será fácil.

Partindo de onde o primeiro livro parou, Brent consegue dar sequencia nos acontecimentos sem deixar o leitor perdido. Com sua escrita rápida e detalhada, nos apresenta a personagens novos e também a velhos conhecidos. Alguns personagens de grande importância para a trama retornam nesse volume com o intuito de ajudar Kylar a se decidir, já que toda a segurança e certeza que tinha em se tornar um derramador acabou quando reencontrou Elene. Fiquei muito brava com isso. Gosto mais do Kylar antes de reencontrar Elene rsrsrs.
"Era a única condição que Elene havia estabelecido para sair da cidade com Kylar: que ele parasse com as mortes e a violência. Ele ainda estava confuso demais. Não sabia se o jeito de Elene era o certo, mas tinha visto o suficiente para saber que o de Durzo e Mama K não era."
Mas... as coisas mudam. Cada personagem trás sua carga de sentimentos e ações para tornar a trama enigmática, contagiante e tensa; com rios de sangue correndo pelas páginas, traições e armadilhas em cada capítulo!
A narrativa em terceira pessoa ajuda muito, pois temos vários pontos de vista diferentes e conhecer o personagem faz toda a diferença para identificarmos suas ações no decorrer da história.

Como um todo, eu gostei muito. A edição da Arqueiro é simples mas bem feita e a capa segue o parâmetro da anterior.
A trilogia Anjo da Noite vai além de ser apenas uma jornada fantástica e é capaz de satisfazer todo tipo de leitor, então se você é fã de romance, ou um leitor ávido por aventuras, ou um leitor mais sanguinário (como eu!!!), ou até mesmo um leitor que adora magia, com direito a bruxas, magos e criaturas estranhas, essa é, com certeza, uma bela pedida de leitura.
“Era assim para você, mestre? Foi aí que começou o oceano de amargura? O preço da minha imortalidade é abrir mão da minha humanidade?”


4 comentários

  1. Já ouvi falarem sobre esses livros e q eram bons, ótima resenha

    ResponderExcluir
  2. Amei a resenha,e fiquei bem interessada pra ler.❤❤

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da capa também seguir a linha da primeira ,ainda não tenho o segundo livro ,mais mudarei isso em breve ,já super animada ,não era pra mim ter lido a resenha rsrsrs mas não me aguentei

    ResponderExcluir
  4. Ainda não tinha ouvido fala dos livros, achei interessante a sinopse e á resenha ajuntou muito 👏👏👏👏❤❤❤

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D