Resenha - Submissa - Maya Banks

Título: Submissa
Autor: Maya Banks
Editora: Gutenberg
Ano: 2017
Páginas: 321


Eles não seguem as regras. Eles FAZEM as regras.
Uma nova série que vai mexer com você da cabeça aos pés. Poder, sedução, dinheiro, submissão, dominação, dor e prazer… Nesse jogo que está prestes a começar, o amor não entra nas regras. Será que você está preparada? Evangeline nunca soube o que é viver no luxo, pois sempre teve que trabalhar duro para ajudar os pais e conseguir sobreviver em Nova York. Típica garota do interior, sente-se deslocada em meio à metrópole e percebe que ingenuidade e sinceridade, que sempre foram suas características mais marcantes, são vistas como defeitos pelos nova-iorquinos e, principalmente, por seu ex-namorado que a seduziu e a abandonou. Ele se apossa do que quer, sem remorso e sem culpa. Drake Donovan é um magnata do entretenimento e um dos milionários mais cobiçados do mundo. Ele e seus “irmãos” ergueram um império em Nova York, e o seu maior empreendimento é a badaladíssima Impulse, a casa noturna mais exclusiva da cidade. Acostumado a ter todos na palma da mão, Drake sente seu inabalável mundo balançar quando vê uma jovem com ar angelical e inocente perdida em sua boate. Quem era aquela garota? Ele não tem ideia, mas de uma coisa tem certeza: ela será dele! Ela não sabe se é capaz de dar o que ele deseja. Incentivada pelas amigas, ir sozinha à Impulse parece o plano perfeito para Evangeline se vingar do ex-namorado canalha. Mas o que está prestes a acontecer vai mudar sua vida para sempre. Uma proposta… Uma tentadora oportunidade de ter tudo aquilo que nem em sonhos ela imaginaria possível. O preço? Submissão total e completa.

 Submissa é aquele tipo de leitura que te proporciona amor e ódio ao mesmo tempo. Aqui vamos conhecer Evangeline, uma típica garota do interior que chegou a Nova York para trabalhar duro e ter como sustentar seus pais, ela ainda se sente deslocada em meio à metrópole e sempre foi muito ingenua para uma cidade tão voraz. Ela acaba de sofrer uma desilusão amorosa, foi abandonada por seu namorado que a iludiu. 

Em busca de renovar sua autoestima ela e suas amiga planejam uma noite na Impulse, uma das boates mais luxuosas de Nova York e nesse momento Evangeline encontra Drake Donovan, o dono da boate, um magnata do entretenimento e um dos milionários mais cobiçados da sociedade. Drake ergueu um império, mas nunca se apaixonou por alguém até encontrar Evangeline. Ela é calma e ingênua, ele um dominador nato, tudo o que Drake que dela é sua submissão total e completa, mas será que Evangeline esta disposta?

Sempre amei os livro da Maya Banks, mas esse livro foi realmente um problema sério. Sua narrativa continua incrível como sempre, tanto que terminei a leitura de Submissa em pouquíssimas horas. Agora tem como detestar os protagonistas? Sendo bem franca eu não gostei do Drake, na primeira cena em que ele aparece eu já não gostei do cara e mantive minha opinião até a última página do livro, aliás, as últimas páginas só serviram para reforçar que eu estava certa em relação a ele. 

Gosto de protagonistas dominadores, mas Drake não me desceu, sujeito grosso, sem um pingo de autoconfiança, não respeita a companheira, parece um homem das cavernas, não é o fato dele ser dominador, ele é machista ao extremo, sem falar no quanto ele é contraditório. 

Evangeline é submissa, isso é um fato, ela nem mesmo tenta lutar contra isso, como mocinhas de outros livros. Contudo, ela não tem amor próprio, a autoestima então, é inexistente, orgulho? acho que não existe no vocabulário, se rebaixa a qualquer nível, mas sabe que ainda assim eu gostava dela, fiquei com o coração apertado pela sua ingenuidade tremenda e seu coração extremamente puro. A cena final do livro foi completamente chocante, fiquei de queixo caído e enojada com o comportamento de Drake. Senti muito por Evangeline ter que lidar com ele. 

Drake tem diversos amigos que ele considera como irmãos e amei todos, na minha opinião eles foram os grandes responsáveis por eu ter gostado tanto do livro. E para confessar, torci para que todos eles conquistassem o coração de Evangeline e ela largasse Drake. Gostei principalmente de Justice, Silas e Maddox, já espero livro sobre eles, se tem alguém que merece algo de bom nesse série, é esses três, carregaram o enredo nas costas, mesmo que não fossem os protagonistas. Li várias páginas correndo, torcendo por páginas e mais páginas em que meus queridinhos aparecessem. 

Só pra resumir essa minha bagunça, eu odiei os protagonistas, mas amei todos os outros personagens e também amei a narrativa da Maya Banks, adoro como ela consegue envolver o leitor e fazer com que a gente fique com os olhos pregados nas páginas. O final foi estarrecedor e estou nervosa pela continuação, quero saber a reação de todos os envolvidos, mas estou mais ansiosa ainda pelo livro do Silas. 

Para quem curte livros de romance erótico com temática dominador - submissa, acho que a leitura vale a pena. Submissa foi só o primeiro livro da série e tenho certeza que Maya não irá nos decepcionar nos próximos. Minha nota para o livro foi aproximadamente 3,7.






4 comentários

  1. Gostei da resenha, mas não o meu tipo de leitura 👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha! Amo a Maya Banks, é complicado odiar o personagem masculino, mais é bom o livros ter outros fatores de destaque que torna a leitura mais agradável

    ResponderExcluir
  3. Amei a resenha, é meu tipo de leitura só não sei se leria pelo personagen principal, amo personagens secundários q nos prende.

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D