Resenha - Sob águas escuras - Robert Bryndza

16 de julho de 2018

Título: Sob águas escuras
Autor: Robert Bryndza
Editora: Gutenberg
Ano: 2018
Páginas: 322


“Puxado pelo peso das correntes, o corpo afundou rapidamente. Ela descansou ali, quieta e serena… durante muitos anos.” Quando a Detetive Erika Foster vasculha, com sua equipe, um lago artificial nos arredores de Londres em busca de uma valiosa pista de um caso de narcóticos, ela encontra muito mais do que eles estavam procurando. Do fundo do lago são recuperados dois pacotes: um deles contém 4 milhões de libras em heroína. O outro… o esqueleto de uma criança. Os restos mortais são de Jessica Collins, uma garota desaparecida há 26 anos e que foi a principal manchete de todos os noticiários da época. Erika, então, precisa revirar o passado e desenterrar os traumas da família Collins para descobrir mais sobre o trabalho de Amanda Baker, a detetive original do caso – uma mulher torturada pelo seu fracasso na busca por Jessica. Muitos mistérios envolvem esse crime, e alguém que não quer que o caso seja resolvido fará de tudo para impedir que Erika Foster descubra a verdade. O autor de A Garota No Gelo e Uma Sombra Na Escuridão nos presenteia com outra eletrizante aventura da Detetive Erika Foster.

Erika Foster acabou de mudar de departamento e agora trabalha no combate do tráfico de drogas. Seguindo uma pista, sua equipe vasculha a pedreira Hayes atrás de um carregamento de drogas com o valor estimado de 4 milhões de libras. Do fundo de um lago são recuperados dois pacotes, um que contém a droga e outro com um esqueleto de uma criança. Os restos mortais pertecem a Jessica Coliins, uma menina de 7 anos que desapareceu há 26 anos e que na época foi a principal notícia de todos os noticiários. 

A detive Erika vai precisar revirar um passado doloroso, desenterrar traumas familiares e também repassar todos os trabalhos feito na época por Amanda Baker, a detetive original do caso, uma mulher assombrada pelo fracasso de um crime não solucionado. Muitos mistérios envolvem o crime, tanto que passados 26 anos ele ainda esta longe de se resolver. Erika vai precisar tomar muito cuidado ao reabrir esse caso. 



Esse foi o meu primeiro contato com os livros do Robert Bryndza, Sob águas escuras é o terceiro livro da série Detetive Érika Foster e apesar do livro seguir uma sequência temporal, os livros podem ser lidos de maneira independente, assim como eu fiz. Eu gosto bastante de thrillers policiais, embora não seja meu gênero de leitura mais frequente e fui realmente surpreendida por esse livro e pela escrita de Bryndza. 

A narrativa é diferenciada e ainda que apresente muitos detalhes referentes a rotina de investigação, a leitura não se tornou maçante, muito pelo contrário, os detalhes foram essenciais para que eu me agarrasse ao enredo e ficasse ainda mais obcecada por tudo o que estava acontecendo. Fiquei insana por desvendar os acontecimentos passados, tentando descobrir o culpado e suas motivações. 

Uma coisa que eu gosto e ao mesmo tempo não gosto em thrillers é quando me deixam paranoica, um bom thiller tem que me deixar assustada, mas esse também é o motivo pelo qual eu não leio tantos livros policiais assim, fico meio perturbada quando termino a leitura e com esse livro não foi diferente. Encerrei a leitura e ainda fiquei processando todos os acontecimentos, é um livro que aborda temas muito pesados e promove muitos momentos de reflexão. 

O enredo gira em torno de uma teia de mentiras, muito bem arquitetada pelo autor e que consegue de fato enganar o leitor até as últimas páginas do livro. Érika foi uma personagem muito bem arquitetada por Robert, com louvor, é uma mulher forte e dotada de uma inteligência sem igual, foi muito bom acompanhar seus dramas pessoais durante o desenrolar da investigação. 

Foi um livro repleto de reviravoltas, capítulos curtos e em diversos pontos de vista que deixam o leitor envolvido com a trama. Uma leitura maravilhosa e que me deixou ainda mais curiosa para conferir os outros livros do autor. 

Para quem esta a procura de um bom thriller policial, pode confiar e se jogar nessa leitura que não vai se arrepender. 

     




1 Blogger
Facebook

Um comentário

  1. Não sabia q era uma série, bom saber q se pode lê sem precisar ler os outros, me parece bem interessante, eu meio q te entendo com relação ao ler esse tipo de livro é ficar pensando bela acontece a mesma coisa comigo, acho q por isso tbm não leio muito, mas eu até q gosto kkkkk

    ResponderExcluir

Olá, agradeço pela sua visita. Deixe seu cometário também :D